Lubrificantes e lubrificação
#31

(19-11-2014 às 10:45)OFFICER Escreveu:  Unico, toda a tua ajuda sobre lubrificantes será bem vinda e estás à vontade de partilhar tudo o que sabes sobre o mesmo. Lembro-me dos teus tópicos no motonline  thumbsup

Bem, eu gosto destas coisas... Pena de facto as sumidades que lidam com estas coisas em empresas portuguesas não terem sensibilidade nem conhecimentos do mercado e de gestão de produto suficientes, para promover o sector da Lubrificação e Lubrificantes para o Motociclismo e o LUCRO através de nichos bem enquadrados (atendendo à pequena dimensão do sector no negócio global) de forma eficaz e ao mesmo tempo lucrativa... Por exemplo, gerindo os clientes não pela dimensão em volume mas em rentabilidade.

Mas isso seria um longo tema e o que se passou na Galp foi que as tais sumidades não acreditaram em mim nem sequer no último ano (2002) em que sozinho no país (Continente e Competição de Velocidade), facturei 150% do volume de vendas e margem orçamentados e ainda consegui um contracto (Suzuki) valendo só ele, 200% da tonelagem orçamentada para 2002... "Contracto" que foi totalmente ignorado, incluindo o dinheiro já pago para a competição (recusando trabalhar a marca e a imagem) e não vendeu 1 L sequer!!! E eu fui afastado e o sector encerrado... Eu sei a razão mas não digo... É demasiado mesquinha e absurda... Desabafos e amarguras...

Posto isso, com humildade, cá estou para colaborar... Desta vez sem cair de novo no erro do excesso de detalhe técnico, que deixou muita gente baralhada e até deu direito a uma novela de know-how com um Director do sector da "concorrência" que acabou em irritações, picardias idiotas e num rol de posts técnicos que ninguém entendeu e não beneficiou nem os Motonliners nem a imagem do grupo... Por esse caminho não volto a rodar...

Já agora, tenho um bocado de mau feitio mas sou boa pessoa... Dêem o desconto...

RIDE FAST, LIVE FAST!
Responder
#32

(19-11-2014 às 23:57)nelsonajm Escreveu:  Os Lubrificantes tem muito que se lhe diga... não é para quem quer... é só para quem sabe....

Isso é realmente verdade!... Muitos e bons mecânico e técnicos de motociclos que têm menor bagagem na matéria!!... Ajudei muitos,  dei formação a muitos outros e até dei cursos a formandos em mecânica de motos...

Nesta altura do campeonato já muita gente se elucidou... Mas naquela época (2000 a 2002) notei grandes deficiências técnicas em muito boa e dedicada gente... Curiosamente, os que mais me respeitaram foram os melhores, mais conceituados e top da mecânica no geral... Principalmente na competição e que tão boas recordações me deixaram desse tempo!...

Muitos "querem"... Pescam umas coisas... Mas depois não sabem as variáveis todas e dão "conselhos" incompletos ou mesmo incorrectos... Mas mesmo eu estou sempre a aprender... Tanta e tanta coisa que tive de investigar e aprofundar!...

Por exemplo, agora ando algo afastado do mercado dos produtos das novas gamas "API SM" e seguintes, pelo que possivelmente aqui e ali lá terei de investigar e estudar, mas como já disse algures, eu gosto disto...

Sobre um teu post anterior, que republico...

"Boas,
Caro Único, todos sabemos do knowhow que tens sobre o assunto "ÓLEOS" e seria importante termos um topico aqui no forum sobre este assunto, que ficasse fixo, sobre as diferenças do sintetico para o mineral, se relamente o sintetico é muito melhor que o outro... ou não... o que deves usar, viscosidades... tanta coisa... daí este PM que te mando e de saber se estarias disponivel para escrever um pouco sobre isto.
Grande abraço.
Nelson Martins"

Ora, essa coisa de diferenças entre sintéticos e minerais... O que se deve usar... Viscosidades... Bom, irei criar um tópico para esclarecer estas coisas... Para já isto aqui mostra-se algo confuso para seguir os posts, talvez porque foram condensados e a resposta surge no final e não numa sequência...

RIDE FAST, LIVE FAST!
Responder
#33

Já agora Unico, houve em tempos uma conversa sobre óleos para as antigas XJ 600. Diz-me o seguinte.

Numa XJ 600 cujo motor por si próprio já consome óleo, que graduação devemos ter em conta? Seria o ideal utilizar um 10W40 ou algo mais "grosso"?
Responder
#34

Eu acho que devias usar a mesma graduação...
A graduação não te diz se o óleo e mais ou menos grosso...mas sim o seu comportamento num intervalo de temperaturas...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#35

Mas o normal é um 10w40 ser mais liquido que um 15w40 por exemplo. É normal que assim seja, para que o 10W funcione melhor que o 15W terão que existir diferenças.

Espero que o Unico esclareça.
Responder
#36

(29-10-2015 às 12:22)OFFICER Escreveu:  para que o 10W funcione melhor que o 15W terão que existir diferenças.

Funcionar melhor como assim? Um 10W só "funcionará" melhor que um 15W a frio ou em temperaturas baixas. Mas depois, num multigraduado, dependerá do índice a quente.

Por este diagrama facilmente se percebe isso.

[Imagem: v-001.jpg]

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#37

(29-10-2015 às 12:43)carlos-kb Escreveu:  
(29-10-2015 às 12:22)OFFICER Escreveu:  para que o 10W funcione melhor que o 15W terão que existir diferenças.

Funcionar melhor como assim? Um 10W só "funcionará" melhor que um 15W a frio ou em temperaturas baixas. Mas depois, num multigraduado, dependerá do índice a quente.

Por este diagrama facilmente se percebe isso.

[Imagem: v-001.jpg]

Respondeste a ti próprio. O que sublinhado responde ao que está a bold. Para funcionar melhor a frio, será menos viscoso ou "mais liquido".

Mas ainda assim queria saber a opinião do Unico quanto a isto. Para quem faz mudas de óleo e já usou vários tipos de óleo, nota perfeitamente a diferença entre eles. O 15W40 nota-se bem que é mais viscoso que o 10W40, assim como este último é mais viscoso que um 5W40 ou 5W30.

Até a escorrer do garrafão se nota  lol
Responder
#38

(29-10-2015 às 12:57)OFFICER Escreveu:  Respondeste a ti próprio. O que sublinhado responde ao que está a bold. Para funcionar melhor a frio, será menos viscoso ou "mais liquido".

Mas não foi isso que disseste.... referiste apenas «para que o 10W funcione melhor que o 15W terão que existir diferenças.» Efectivamente ele "funciona melhor" apenas em frio, desde que tenham o mesmo índice a quente (10W40 vs 15W40)m ou seja, com o mesmo nível de eficiência a quente!
Agora, se estiveres a comparar com um 10W50, já é diferente (repara e compara a amplitude do intervalo de temperaturas).

(29-10-2015 às 12:57)OFFICER Escreveu:  Mas ainda assim queria saber a opinião do Unico quanto a isto. Para quem faz mudas de óleo e já usou vários tipos de óleo, nota perfeitamente a diferença entre eles. O 15W40 nota-se bem que é mais viscoso que o 10W40, assim como este último é mais viscoso que um 5W40 ou 5W30.

Acima de tudo, é respeitar-se o que diz o manual, tendo em conta o clima do local de utilização e o tipo de motor.

Mas concordo... um 0w (a olho) é mais "fino" que um 5w.... que consequentemente é mais fino que um 10w.... e por aí adiante.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#39

(29-10-2015 às 10:19)OFFICER Escreveu:  Numa XJ 600 cujo motor por si próprio já consome óleo, que graduação devemos ter em conta? Seria o ideal utilizar um 10W40 ou algo mais "grosso"?

Esse tema foi discutido aqui.
Não sei onde foste buscar esses valores, pois o manual do fabricante da XJ faz referência a um 20W40 para um clima como o nosso. (>5ºC)
Specs que coincidem com um Yamahalube descontinuado.

Os 10W40 são os lubrificante habitualmente recomendados para motores recentes de refrigeração liquida.
Normalmente são 100% sintéticos ou semi-sintéticos premium.

(29-10-2015 às 12:57)OFFICER Escreveu:  Para funcionar melhor a frio, será menos viscoso ou "mais liquido".

Funcionar melhor em que contexto?
Não podes comparar as necessidades de um motor modernos que trabalham com tolerâncias (folgas) baixíssimas graças a às refrigerações liquidas, cilindros revestidos a cerâmica e outras gadgets... com as necessidades de motores mais antigos. Sobretudo dos motores refrigerados a ar que por sofrerem maiores dilatações trabalham com maiores folgas a frio.
Responder
#40

Fui buscar precisamente ao manual dela. Não aos manuais espalhados por essa net fora que pouca informação têm. A Yamaha nisso é boa, mesmo para motas velhas, disponibiliza manuais.

Mas está lá a graduação que referes, mas não só. Aliás, há manuais que referem o 20W40 apenas para o verão, além de que esse óleo era mineral.

[Imagem: gfH4b9a.jpg]

Como podes ver, vai desde os 10W30 aos 20W50.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)