Tracer 900 GT 2019, perguntas aos especialistas

(01-02-2019 às 20:56)LoneRider Escreveu:  Saber o que há nos dois mundos é bom.
Mas também convém saber o que não se deve fazer nos dois mundos.

E é aqui que eu gosto de discutir.
A mim também me aparece areia e água e também me calha fazer alguma trajectória mal feita.
As ajudas podem dar mais confiança mas não fazem a curva por ti. E se fores completamente fora dos limites nem os anjinhos te valem.

Foi exactamente o que disse, as ajudas estão lá para isso mesmo, mas não são elas que tem que fazer a abordagem correcta à curva, travar ou acelerar, podem sim, em caso de abordagem incorrecta à curva, ajudar a corrigir sem tanta "técnica" a trajectória. Não bloquear a roda numa travagem mais forte ou com piso molhado, ou dosear a potência quando o "escorreganço" da roda traseira ultrapassa o definido.

Alongando aqui um pouco a coisa em relação à correcção das trajectórias...
Acho que já aconteceu a maioria de nós, por alguma das razões já mencionadas, ter de travar a meio de uma curva. Quantos dos nós não invadiram a faixa contrário porque a mota "levantou"?
Esta é uma das ajuda, e que funciona, em que o ABS "corner" ou PRO permite que traves sem que a mota levante.

(01-02-2019 às 20:56)LoneRider Escreveu:  Dorothy entrou bem na curva, uma trajectória rápida mas no momento de acelerar para levantar a mota deixei lá uma fatia de borracha no asfalto. A derrapagem obrigou a correcção de trejectoria sem chegar a sair fora de mão, mas quando a senti derrapar tentei não largar o acelerador de golpe caso contrário podia agarrar, safanão e ir bater com o costado no asfalto à frente dela.
Um controlo de tracção evitava isto!?
Claro que sim.
Mas será que saberíamos actuar correctamente se não tivéssemos treinado estas situações, por exemplo num curso de todo terreno?
Um control de tracção ajuda mas não evita que esse safanão não surja, em situações limites e a uma velocidade considerável.
Ou seja, é bom ter uma ajuda, mas convém ter esse conhecimento comportamental em situações extremas.
Por isso é bom fazer cursos e testar os nossos limites nesses cursos.

O saber nunca ocupou lugar, mas é para isso mesmo que ele serve....não tens safanão, porque o controle de tracção permite o "deslize" controlado.

Além disso nem toda a gente que ir fazer cursos de TT ou conhecer todos os limites, querem apenas que caso façam alguma "nabice" possam ter uma maior tolerância a falha.

(01-02-2019 às 20:56)LoneRider Escreveu:  Mas claro, se elas la estiverem sejam muito bem vindas!

É apenas isso que eu digo.

As ajudas não te fazem ser nem mais rápido, nem mais lento, mas permitem fazer as coisas com outra sensação e segurança.

(01-02-2019 às 21:32)vindaloo Escreveu:  ...
Por falar nisso...

Foi um espectáculo bonito de se ver, ate tenho pena que a malta das motas com ajudas electrónicas tenham todos ficado para trás e nao tenham visto nada!!

devil

Anda não fui a muitos eventos, fui apenas aos:
Manif. de Motociclistas Anti-IPO - Aquecimento Prévio de Motores - 18/02/2018 a
[25 Abril 2018] Uma crónica qualquer... da Pré-RIM e
Passeio Poente-Nascente

em todos eles com "ajudas" e não me lembro de ter ninguém a minha espera devil devil

(01-02-2019 às 22:57)Johnny_1056 Escreveu:  Boas;
De que vale uma moto cheia de ajudas e potência para andar ao mesmo ritmo duma moto menos potente sem ajudas??

Isso só depende quem está nos comandos, não das ajudas.

(01-02-2019 às 22:57)Johnny_1056 Escreveu:  Uma ZZR 1400 é um valente canhão, mas consegue-se conduzir ser controlo de tracção. Uma ZX12R consegue ter uma entrega de potência mais violenta...

Claro que sim, nem eu disse o contrário.
Disse foi que o faço muito mais descontraído e com mais segurança.

"Dá-me só 10 Minutos!"
Responder

(01-02-2019 às 23:50)sat_ON_fire Escreveu:  Alongando aqui um pouco a coisa em relação à correcção das trajectórias...
Acho que já aconteceu a maioria de nós, por alguma das razões já mencionadas, ter de travar a meio de uma curva. Quantos dos nós não invadiram a faixa contrário porque a mota "levantou"?


Provavelmente so nao aconteceu a quem nao anda de mota...




(01-02-2019 às 23:50)sat_ON_fire Escreveu:  em todos eles com "ajudas" e não me lembro de ter ninguém a minha espera devil devil

Claro que nao V

Era so uma boquita reles ali para o amigo Velasquez que padece de memoria selectiva.

Seja como for, so nos cruzamos uma vez mas que venham muitas mais e (depressa ou devagar) tenhamos oportunidade para curtir umas gracinhas nas curvas thumbsup


Responder

É já uma tradição. Faço uma pergunta e aparecem 31 páginas de respostas a outras questões que não foram levantadas.

Posso agradecer à malta porque de facto é interessante a vossa discussão.

Eu prefiro ter ajudas, abs, controlo de tracção, anti wheelie, etc.

Porquê? Porque para mim isto é um meio de transporte..
Responder

travar numa curva e a moto levantou ???

bom, ou sou muita parvo , o sou muito lerdo…

habitualmente , qq experiente condutor de moto trava antes da cuva e não a meio…

e se ao fazer a curva se depara com um obstáculo , trava a fundo , se vai para fora de mão , ou trava ou corrige, mas levantar a roda??? levanta a roda como ?????? ( fiquei paneleiro dos olhos…)

se levanta a roda numa curva ao travar ou a tentar corrigir vai comer alcatrão de certeza absoluta….

e nem venham com a conversa do counterstiring ou paneleiring .


quanto aos old school ou ás motos da década de 90 comparadas com as 30 anos depois…

bom , para começar morriam muito menos porque poucos eram os que tinham uma moto na altura, agora todos tem uma moto e sabem de tudo, e morrem bem muitos mais...porque pura e simplesmente são muitos mais a andar de moto inclusive os encartados de carro que pegam nas 125 , em 86 quando saíram as primeiras r , vulga marreca , em dois anos foram vendidas em todo o Portugal apenas 86 motos, hoje r´s , até já estão fora de moda , mas á 10 anos atrás , só em seis meses foram vendidas cerca de 13.000 em seis meses, e muitos morreram logo a seguir , estatiscas com base na net fuck it...

na década de noventa , discutia-mos sobre este ou aquele modelo com base em experiencia própria , porque as testamos , fizemos km e contava-mos a nossa experiencia com os companheiros e alertava-mos os que começavam na altura.

hoje , discutem com base na internet , sem experimentarem , sem saber sequer o que é ou como funciona , baseiam-se em estátisticas de um site considerado por alguém que tem lábia e publicidade a dizer que é bom para discutir com quem as testou… pior , julgam-se os suprassumos de conhecimento de motos e experiencia , no fim , comem alcatrão como todos os outros e isso acontece mais quando pensam que já sabem...


quantos daqui já fizeram test drive aos modelos que estão a discutir ?????

poucos…


mas porque a tia que tem km ate dizer chega ( que não serve de nada , pois pode vir a esbardalhar-se contra uma arvore amanha tal e qual como o que acabou de andar de moto pela primeira vez ) falou , esse é que tem a razão ^????

eu pessoalmente aceito argumentos de quem testou e experimentou , não posso aceitar argumentos de quem apresenta links de paginas noticias da internet , porque isso é zero mesmo, pois são tendenciosos-

mas curiosamente existem duas coisas que nunca mudaram em 40 anos , essas são indiscutíveis ,


CADA UM GABA AQUILO QUE TEM , E O QUE TEM É A MELHOR MOTO DO MUNDO

E TODOS FORAM AO CHÃO QUANDO SE JULGAVAM CONFIANTES NA MOTO QUE TINHAM.

FDEIVOS.
Responder

(02-02-2019 às 05:28)Caroço Escreveu:  travar numa curva e a moto levantou ???

bom, ou sou muita parvo , o sou muito lerdo…

habitualmente , qq experiente condutor de moto trava antes da cuva e não a meio…

e se ao fazer a curva se depara com um obstáculo , trava a fundo , se vai para fora de mão , ou trava ou corrige, mas levantar a roda??? levanta a roda como ?????? ( fiquei paneleiro dos olhos…)

se levanta a roda numa curva ao travar ou a tentar corrigir vai comer alcatrão de certeza absoluta….

Caroço... O que o Sat quis dizer com "a mota levanta" ao travar no interior da curva, é em relação à inclinação (deixas de ter a inclinação que levas), que se traduz automaticamente no alargamento da trajectória.
Não tem nada a ver com o "levantar a roda", como tu pareces ter entendido.

Claro que se trava antes... É certo. Mas nem sempre te iliba de ter de recorrer aos travões no interior da curva, seja porque entraste com velocidade a mais, seja porque a curva "fecha" de repente ou ainda porque te deparas com qualquer obstáculo no interior.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder

Eu acho que me expliquei bem... Mas mesmo que não esteja totalmente claro é uma questão de ler outra vez.

"Dá-me só 10 Minutos!"
Responder

Tiros en todas as direcções.
Não fica pedra sobre pedra.

Areias pá, ao contrário do que possa parecer, este é um fórum sobre motas onde se fala sobre motas e, essencialmente, sobre andar de mota.

Ter uma mota como meio de deslocação e fazer 20000kms ao ano não é coerente.

Mas não te preocupes, foi só uma observação respeito perfeitamente a tua postura.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder

(02-02-2019 às 11:24)LoneRider Escreveu:  Tiros en todas as direcções.
Não fica pedra sobre pedra.

Areias pá, ao contrário do que possa parecer, este é um fórum sobre motas onde se fala sobre motas e, essencialmente, sobre andar de mota.

Ter uma mota como meio de deslocação e fazer 20000kms ao ano não é coerente.

Mas não te preocupes, foi só uma observação respeito perfeitamente a tua postura.

Um meio de deslocação que faz 20000kms ao ano não é coerente? Então a partir de quantos kms é coerente, 30 mil?

Ditadura dos Flocos de Neve
Responder

O caroço já não se lembra da minha explicação sobre a lei do movimento há mais de 1 ano atrás.
Also, o que não falta são pilotos profissionais a usar trailbraking, aka, travar bem para além do início da curva.
Responder

acho que nao era 20000 que o lone queria dizer mas 2000!
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)