Nova CBR 250 RR
#51

(28-07-2016 às 18:24)vindaloo Escreveu:  f**, então ajuda-me a combater esta praga! bigsmile

(28-07-2016 às 20:57)pedromt07 Escreveu:  tambem tou nessa  lol

Qual praga?

Eu curto estas desportivas de 300cc!!!
Têm boa ciclística. Bom equipamento. São bonitas.
E não acho que as potências declaradas sejam assim tão humilhantes.

Há alguma regra que defina um mínimo de potência para ser considerada desportiva?
Quanto é? 100cv?
Abaixo disso só serve para ir ao pão? Naquela posição quase de gatas?
Será que quem compra uma "hyper naked" de 75cv sente a sua masculinidade em causa por haver desportivas com 42cv? lol

E aquele pessoal que corre no mundial de velocidade com monocilindricos 250cc 4T?
Essas "utilitárias" com que correm em Moto3 (~55cv) deviam era andar a entregar pizzas! bigsmile
Responder
#52

Eu fiquei desiludido depois de ver que a R3 nem sequer tem posição 'desportiva', um gajo vai quase de pé naquilo. Nesse aspecto até a minha é mais desportiva ):
Responder
#53

Vocês não acham económica devido ao preço de aquisição. É verdade que o preço de aquisição é altissimo!

No entanto, com a poupança que existe em diversos aspectos (e isto não o podem negar, até têm contas feitas aqui), a diferença de preços rapidamente é recuperada.

E pronto, não deixam de ser boas motas para andar por ai. Digam-me lá a diferença entre comprar uma MT-03 moderna com 42 cavalos e uma excelente ciclistica para a classe, ou comprar a minha torradeira 500cc com uns estupendos 45 cavalos?

Claro, uma custa 5000+€ e a outra custou um quarto disso, no entanto a minha não tem metade do que uma MT-03 proporcionaria.
Responder
#54

Eu gosto das naked, das desportivas de baixa cc não tanto, nem vejo muito sentido, outra vez, a minha opinião.
Dfeliz que dica de merda, mas ok

V
Responder
#55

No meio disto tudo não me importava nada de ter uma DESPORTIVA 125 na garagem, ao lado da 848...nomeadamente uma Cagiva Mito 125 smile
Responder
#56

Compraste a mota que pudeste e com as condicionantes financeiras (que todos temos) encontraste o negócio que melhor te servia, certo?

Ponto.

Agora a comparação que se está a fazer são 5000 de mt03 vs usada com 3 ou 4 anos vs mota melhor por mais dinheiro.

Aliás já falámos noutro topico da er6 a 6000€ que para mim dá 10 a 0 à MT3

Eu acho que os créditos são optimos porque podemos sempre fugir para o Brasil, e a Kawasaki está a fazer 0% juros.

Porque não uma entrada a 60% e 24 meses a pagar abaixo de 100€?

Isto para motas novas. Mas (e vou resistir à tentação da hornet) está uma er6 2015 com 4000km anunciada a 5200€ no sítio do costume.

Hoje quem pode comprar uma mt03, também pode comprar uma mota se quiser.

Aqui a diferença no dia a dia são consumos.

Mas é outra pergunta para as contas. Quanto se perde percentualmente com uma 600cc e uma 300cc?

Já o disse que estas motas não são motas para a vida já que são motas de iniciação e muita gente as quer vender pouco tempo depois.. aumenta a oferta.

Como são 'baratas' muita gente compra novas. Ou seja mantém se a procura.

Não sou economista mas o que é que isto dá?

Excepção feita à pcx que valoriza com os km e com os riscos.


Responder
#57

Eu por acaso nao me importava de ter uma 125/250 ou 300 mas quando vejo os preços delas, fica desmotivante. Alias ja nem falo de motas novas mas usadas. Dar por uma 125/250 ou 300 o mesmo que por uma 600 é ridículo, alias as vezes essas de cilindrada inferior ainda sao mais caras que muitas 600 ou 500 que se ve por ai, alias algumas bem mais.

Quanto ao económico, tb depende da definição de cada um. Para mim so fazia sentido as de baixa cilindrada se consumir menos de 4l aos 100, no caso da 125 tinha que ser bem menos. Porque senao tenho a minha 600 que tem potencia que chega e sobra, velocidade para tudo o que se precisa e muito mais e consome em media 5l. 

Quanto as super desportivas de baixa cilindrada duvido muito que sejam assim económicas, especialmente se um gajo andar sempre de punho enrolado.
Responder
#58

Depois de andar com uma 300 durante 3 dias, e embora possa ter puxado por ela um bocadito mais em 2 ou 3 momentos e por pouco tempo, não acho de todo que sejam mais económicas em termos de combustível... Eu com a Fazer diria que fazia os mesmos ou melhores consumos e a diferença...
Só vejo estas motas interessantes pela parte das restrições na carta, mas pela diferença preferia comprar uma maior limitada a A2 que estas motas. Mas ainda bem que existe oferta e as pessoas podem escolher o que mais sentido faz para si.

A minha máquina (e ex):
KTM 1290 SuperAdventure S
KTM 1290 Super Duke GT
Kawasaki Versys 1000
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]
Responder
#59

Volto a espalhar a palavra do senhor... correção... da senhora... minha avó: quem não é para comer não é para trabalhar.

Fazendo um paralelo nos enlatados, o que tive e me deixou mais saudades até hoje foi um Volvo S80 T5, na altura já com mais de 10 anos, com um coletor de escape estalado, que fazia uma média de 13L/100kms, e que (ouvi dizer) era capaz de fazer a subida do túnel da CREL a 230 kms/h com um consumo instantâneo de 40L/100kms... (repito, ouvi dizer).

Recordo esses tempos com saudade. proud
Responder
#60

lol eu se tivesse um ordenado generoso tb era capaz de nao dar muita atenção a consumos mas infelizmente isso é impossível. Ja as vezes quando atesto a mota e quando pego o carro vejo que tb tenho que meter, ate a minhas finanças choram. Alias quando atesto na mota, e se o carro tiver quase na reserva, evito andar de carro!lol Ser pobre, é assim.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)