Ciclistas "a par"
#61

(30-03-2017 às 18:57)devil_lips63 Escreveu:  Então mas esperem lá, os verdadeiros motociclistas são os que usam a moto ao fim de semana? Então no caso dos carros, os famosos condutores de domingo são os verdadeiros prós da coisa

É mais ou menos isso.

Cada tópico iniciado no motonline corresponde a 100km de moto. E cada resposta a tópicos normais equivale a 25km.
Já responder aos tópicos de boas-vindas, equivale a 500 metros de scooter 125.

bigsmile

(30-03-2017 às 20:35)LoneRider Escreveu:  Félix pá, tens andado sem molhar o espárrago ultimamente?

Péssima metáfora.
Adoro espargos e a partir de agora não consigo voltar a olhar para eles da mesma forma.

(30-03-2017 às 20:35)LoneRider Escreveu:  A carta B trouxe à estrada pessoas que não tem conhecimento da dinâmica, muitas delas sem sequer capacidade para o fazer.

Todos nós, sem excepção, passamos por um periodo de aprendizagem.
Uns sobreviveram ao tempo das motorizadas 50cc.
Outros "sobrevivem" agora ao tempo das 125. Embora estes, talvez por já terem mais experiência de estrada e idade suficiente para terem algum sentimento de auto-preservação parecem-me mais aptos a sobreviver.

Desde que surgiu a lei que diariamente apanho malta desta na estrada.
E nunca consegui entender o drama que a malta faz em forums e redes sociais sobre isto. lol

(30-03-2017 às 20:35)LoneRider Escreveu:  ...és dos tais que andas de mota todo o ano (sem foto não existe ou não aconteceu), deves ser imparcial e mencionar que não é só o facto de muitos motociclistas saírem do período de hibernação, mas também ao facto de que boa parte das rodovias se encontram cheias de buracos resultantes do Inverno e da nula manutenção de algumas dessas vias.

Sim... os buracos são colocados propositadamente nas estradas nesta época do ano para aborrecer os motociclistas que saem do período de hibernação e retirados novamente no inicio do verão para agradar os turistas. bigsmile

(30-03-2017 às 20:35)LoneRider Escreveu:  Eu comparto contigo esse sentimento, e entendo que sim, tens parte de razão, mas não generalizes, porque assim também tens que te meter no mesmo saco.

Seguindo os critérios de empacotamento do nosso colega quatropiscas, consigo me ensacar pelo menos nuns... 4 ou 5 recipientes. thumbsup

(31-03-2017 às 17:27)devil_lips63 Escreveu:  ...mas a maioria é uma cambada de azeiteiros e labregos, e eu não tenho pachorra para aturar gente ignorante.

Sim. Mas há azeiteiros e labregos porreiros.
Descriminar alguém por ser labrego é tão feio quanto descriminar alguém por ser ciclista. lol

(31-03-2017 às 17:27)devil_lips63 Escreveu:  ...por terminada a minha participação neste fórum, se quiserem apagar a conta apaguem, dá-me igual. Xau aí

No fundo vais sentir saudades... cry

(31-03-2017 às 17:49)mr_trecolareco Escreveu:  Assim já podem empatar mais qqer coisa legalmente  cool

Deve ser um incentivo a respeitar a sinalização vertical.
Acho que nunca vi nenhum ciclista até hoje parar num semáforo. smile
Responder
#62

Boas;
Dfelix, como admiro a tua capacidade de argumentação!! clap clap
Responder
#63

Lol alguem levou as discussoes de internet demasiado a serio. 

Lone pa. Que raio andas aqui a fazer pa? Alguem foi se embora e nao foi por tua causa. Andas a perder qualidades.
Responder
#64

(03-04-2017 às 18:11)Nfilipe Escreveu:  Lol alguem levou as discussoes de internet demasiado a serio. 

[Imagem: gpdmo3.jpg]
Responder
#65

(03-04-2017 às 12:10)dfelix Escreveu:  
(30-03-2017 às 18:57)devil_lips63 Escreveu:  Então mas esperem lá, os verdadeiros motociclistas são os que usam a moto ao fim de semana? Então no caso dos carros, os famosos condutores de domingo são os verdadeiros prós da coisa

É mais ou menos isso.

Cada tópico iniciado no motonline corresponde a 100km de moto. E cada resposta a tópicos normais equivale a 25km.
Já responder aos tópicos de boas-vindas, equivale a 500 metros de scooter 125.

bigsmile

(30-03-2017 às 20:35)LoneRider Escreveu:  Félix pá, tens andado sem molhar o espárrago ultimamente?

Péssima metáfora.
Adoro espargos e a partir de agora não consigo voltar a olhar para eles da mesma forma.

(30-03-2017 às 20:35)LoneRider Escreveu:  A carta B trouxe à estrada pessoas que não tem conhecimento da dinâmica, muitas delas sem sequer capacidade para o fazer.

Todos nós, sem excepção, passamos por um periodo de aprendizagem.
Uns sobreviveram ao tempo das motorizadas 50cc.
Outros "sobrevivem" agora ao tempo das 125. Embora estes, talvez por já terem mais experiência de estrada e idade suficiente para terem algum sentimento de auto-preservação parecem-me mais aptos a sobreviver.

Desde que surgiu a lei que diariamente apanho malta desta na estrada.
E nunca consegui entender o drama que a malta faz em forums e redes sociais sobre isto.  lol

(30-03-2017 às 20:35)LoneRider Escreveu:  ...és dos tais que andas de mota todo o ano (sem foto não existe ou não aconteceu), deves ser imparcial e mencionar que não é só o facto de muitos motociclistas saírem do período de hibernação, mas também ao facto de que boa parte das rodovias se encontram cheias de buracos resultantes do Inverno e da nula manutenção de algumas dessas vias.

Sim... os buracos são colocados propositadamente nas estradas nesta época do ano para aborrecer os motociclistas que saem do período de hibernação e retirados novamente no inicio do verão para agradar os turistas.  bigsmile

(30-03-2017 às 20:35)LoneRider Escreveu:  Eu comparto contigo esse sentimento, e entendo que sim, tens parte de razão, mas não generalizes, porque assim também tens que te meter no mesmo saco.

Seguindo os critérios de empacotamento do nosso colega quatropiscas, consigo me ensacar pelo menos nuns... 4 ou 5 recipientes.  thumbsup

(31-03-2017 às 17:27)devil_lips63 Escreveu:  ...mas a maioria é uma cambada de azeiteiros e labregos, e eu não tenho pachorra para aturar gente ignorante.

Sim. Mas há azeiteiros e labregos porreiros.
Descriminar alguém por ser labrego é tão feio quanto descriminar alguém por ser ciclista.  lol

(31-03-2017 às 17:27)devil_lips63 Escreveu:  ...por terminada a minha participação neste fórum, se quiserem apagar a conta apaguem, dá-me igual. Xau aí

No fundo vais sentir saudades...  cry

(31-03-2017 às 17:49)mr_trecolareco Escreveu:  Assim já podem empatar mais qqer coisa legalmente  cool

Deve ser um incentivo a respeitar a sinalização vertical.
Acho que nunca vi nenhum ciclista até hoje parar num semáforo.  smile

Pessoal, esta nao pode passar incólume...

Quando acabamos com a 'treta' de votar em fotos e comecamos uma votacao a serio para o melhor quote do mes?

Este leva o meu voto!


Responder
#66

Num ambito de:

(03-04-2017 às 12:10)dfelix Escreveu:  Sim. Mas há azeiteiros e labregos porreiros.

Esperava que o link:

(03-04-2017 às 12:10)dfelix Escreveu:  Seguindo os critérios de empacotamento do nosso colega quatropiscas, consigo me ensacar pelo menos nuns... 4 ou 5 recipientes.  thumbsup


... me levasse para algo deste Genero


Responder
#67

eu de bicla ando sempre no passeio, posso dizer isto?
Responder
#68

(04-04-2017 às 14:09)7pires Escreveu:  eu de bicla ando sempre no passeio, posso dizer isto?

A lei permite isso, desde que o ciclista tenha até 10 anos de idade. smile

Acho que apresentar apenas uma idade mental inferior a 10 anos, não serve como justificação para o fazeres. tong

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#69

[Imagem: gpdmo3.jpg]

Load ""
Responder
#70

Milhoes em ciclovias...o que faz a policia municipal de lisboa???? lol

Se quiserem arranja-se maneira de haver passadeira vermelha onde quer que haja uma bicicleta lololol lol


Citar:Sobre o uso e condução de velocípedes a Polícia Municipal informa:

REGRAS ESPECÍFICAS
Os velocípedes deixam de estar obrigados a circular nas pistas que lhes são destinadas podendo fazê-lo junto do restante trânsito se se considerar que esta seja uma alternativa mais vantajosa. É aplicável ao velocípede o regime geral de cedência de passagem.
Na ausência de sinalização, sempre que se apresente pela direita, os restantes condutores devem ceder-lhe passagem. Os velocípedes passam a poder circular nas bermas, desde que não ponham em perigo ou perturbem os peões que nelas circulem. Os velocípedes passam a poder usar toda a faixa de rodagem dentro das localidades e para a execução de manobras.
Os velocípedes podem circular paralelamente numa via, exceto em vias de reduzida visibilidade ou quando o trânsito é intenso e desde que não causem perigo ou embaraço ao trânsito.
Se pedalarem em grupo, devem fazê-lo em fila indiana ou aos pares, não sendo possível a circulação em paralelo de mais de dois velocípedes.
Nas rotundas os condutores de velocípedes podem ocupar a via de trânsito mais à direita, mesmo que não pretendam sair da rotunda na primeira via de saída, sem prejuízo do dever de facultar a saída aos condutores que pretendam sair da rotunda.
O condutor de veículo a motor deverá ceder a passagem aos velocípedes que atravessem a faixa de rodagem nas passagens a eles destinadas. As crianças até aos 10 anos podem circular de velocípede nos passeios, desde que não ponham em perigo ou perturbem os outros peões
.

REGRAS GERAIS
O condutor de velocípede deve ser portador de documento legal de identificação pessoal - Bilhete de Identidade, Cartão do Cidadão ou Passaporte. Tratando-se de velocípede com motor, o condutor que ainda tenha Bilhete de Identidade em vez do Cartão do Cidadão tem igualmente de se fazer acompanhar do Cartão de Identificação Fiscal.

HABILITAÇÃO LEGAL PARA CONDUZIR
A condução de velocípedes (e veículos equiparados) na via pública está dispensada da titularidade de licença de condução. (N.º 6 do artigo 121º do CE)

DOCUMENTOS
O condutor de velocípede deve ser portador de documento legal de identificação pessoal. Tratando-se de velocípede com motor, o condutor que ainda tenha Bilhete de Identidade em vez do Cartão do Cidadão tem igualmente de se fazer acompanhar do Cartão de Identificação Fiscal.
(Alíneas a) e d) do n.º 1 e n.º 3 do artigo 85.º)

SEGURO
Os condutores de velocípedes não estão obrigados a ter seguro de responsabilidade civil. (Artigo 150º).

MATRÍCULA
Os velocípedes estão isentos da obrigatoriedade de matrícula, apenas exigida para os veículos a motor. (Artigo 117º).

CAMPAINHA/BUZINA
A colocação de campainha/buzina no velocípede não sendo legalmente obrigatória, é recomendada.

CAPACETE
O uso de capacete homologado é recomendado para condutores e passageiros de velocípedes, muito embora não seja legalmente obrigatório. Só os condutores e passageiros de velocípedes com motor e os condutores de outros meios de circulação análogos é que têm de proteger a cabeça usando capacete devidamente ajustado e apertado. (N.º 5 do artigo 82º).
POSIÇÃO
O posicionamento do condutor na via deve permitir-lhe observar, prever e ajustar-se às várias situações sem ter que desviar os olhos da via. Nos cruzamentos, deverá colocar-se em frente aos outros veículos para ser visto.

PASSAGEIROS
É permitido o transporte de passageiros num velocípede desde que:
• Tenha sido construído com assentos para um ou dois passageiros, devendo ser garantida proteção eficaz das mãos, dos pés e das costas dos passageiros.
• Tenha mais de um par de pedais, caso em que o número de passageiros corresponde ao número de pares de pedais.
• Esteja equipado com cadeira especialmente concebida para transportar crianças, desde que tenham menos de 7 anos. (N.º 2 do artigo 91º)
CARGA
O transporte de carga em velocípede só pode fazer-se em reboque ou caixa de carga.

É proibido aos condutores e passageiros dos velocípedes transportar objetos suscetíveis de prejudicar a condução ou constituir perigo para a segurança das pessoas e das coisas ou embaraço para o trânsito. (Nºs. 1 e 2 do artigo 92º).

REBOQUE, CARRO LATERAL E CADEIRA
Os velocípedes podem atrelar, à retaguarda, um reboque com um eixo especialmente destinado ao transporte de passageiros e devidamente homologado.
Os velocípedes podem ainda ser equipados com uma cadeira concebida e homologada para transportar crianças. (N.ºs 2 e 3 do artigo 113º).

UTILIZAÇÃO DE CERTOS APARELHOS
A utilização, durante a marcha do veículo, ou o manuseamento de forma continuada de qualquer tipo de equipamento ou aparelho suscetível de prejudicar a condução, designadamente auscultadores sonoros e aparelhos radiotelefónicos, é proibida ao condutor de qualquer veículo, inclusive de velocípedes.
Excetuam-se os aparelhos dotados de um único auricular ou microfone com sistema de alta voz, cuja utilização não implique manuseamento continuado. (N.º 1, e alínea a) do n.º 2 do artigo 84º).

ÁLCOOL E SUBSTÂNCIAS PSICOTRÓPICAS
É proibido conduzir quaisquer veículos, incluindo velocípedes, sob influência de álcool ou de substâncias psicotrópicas.
A taxa máxima de álcool no sangue legalmente permitida para condutores de velocípedes é de 0,49 g/l, independentemente destes se encontrarem ou não habilitados com carta de condução.
Este regime não se aplica aos condutores com menos de 16 anos, que são inimputáveis. (Artigo 10º do Decreto-Lei n.º 433/82, de 27 de outubro, e artigo 19º do Código Penal) Os condutores de velocípedes têm de submeter-se ao teste de alcoolemia caso as autoridades assim o solicitem, sob pena de incorrerem na prática de um crime de desobediência. (N.º 3 do artigo 152.º).
Considera-se sob influência de substâncias psicotrópicas o condutor que, após exame realizado nos termos do Código da Estrada e legislação complementar, seja como tal considerado em relatório médico ou pericial. (Nºs. 1, 2 e 5 do artigo 81º).

https://www.facebook.com/pmlisboa/posts/...1126309205
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)