Ducati Multistrada V4
#1

https://www.todocircuito.com/noticias/20...eOqyt3grt0


A ser verdade... hearth hearth hearth hearth hearth baba baba baba baba baba baba

Ditadura dos Flocos de Neve
Responder
#2

É a coisa mais natural. Sai extremamente caro a um construtor manter o fabrico de um motor destinado apenas a um modelo da gama. Ora, depois da Panigale e da (recém desvendada) Streetfighter, a Multistrada era o modelo seguinte mais provável a receber a motorização V4.
Na BMW, já há muito que a sua SBK (RR), a sua muscle-naked ® e a sua calça-arregaçad (XR), todas compartilham a mesma unidade motriz. E sendo até a XR a rival mais directa da MTS, tinha todo o sentido.
Responder
#3

Boas;
Não acredito que a Ducati deixe cair o V2 na Multistrada... Se o fizer, o motor que fica em risco de desaparecer é mesmo o V2, o verdadeiro ícone da marca.
Responder
#4

Os V4 são motores amorfos...
Responder
#5

(09-07-2019 às 11:56)carlos-kb Escreveu:  É a coisa mais natural. Sai extremamente caro a um construtor manter o fabrico de um motor destinado apenas a um modelo da gama. Ora, depois da Panigale e da (recém desvendada) Streetfighter, a Multistrada era o modelo seguinte mais provável a receber a motorização V4.
Na BMW, já há muito que a sua SBK (RR), a sua muscle-naked ® e a sua calça-arregaçad (XR), todas compartilham a mesma unidade motriz. E sendo até a XR a rival mais directa da MTS, tinha todo o sentido.

Por outro lado, estamos a falar de um motor que foi atualizado recentemente, pelo que era uma aposta algo surpreendente. Até porque colocar este motor na Multistrada certamente vai obrigar a alterações mais profundas que apenas tirar um motor e meter outro. Pode ser fake news, pode ser realidade... para mim um bicharoco destes com um V4 de 190 cv... hearth deve ser um sonho de conduzir.

Ditadura dos Flocos de Neve
Responder
#6

E de acordo com o Andardemoto (vale o que vale) na realidade esta MS não virá substituir a atual mas sim oferecer uma opção mais pr€mium.. o que é um bocado estranho pois parece-me a Ducati a concorrer contra ela própria.

https://www.andardemoto.pt/moto-news/441...para-2020/
Responder
#7

Jasus... baba
Responder
#8

(09-07-2019 às 12:40)Johnny_1056 Escreveu:  Não acredito que a Ducati deixe cair o V2 na Multistrada... Se o fizer, o motor que fica em risco de desaparecer é mesmo o V2, o verdadeiro ícone da marca.

Deixar cair... não acredito. Até porque o V2 a 90º (nas suas diferentes variantes), para além de (como dizes) ser ícone da marca, continua totalmente apto e reconhecedor da restante gama (Monster / Diavel / X-Diavel / SuperSport / etc.)... tal como nas Scrambler. São mais os modelos a recorrer a ele do que ao V4. Para não falar que a par da Panigale V4, ainda se mantêm em catálogo as Panigale 959 e 1299, bicilíndricas.

Vejo o L2 na Ducati um pouco como o boxer na BMW. Até mesmo os vizinhos de Noale vão mantendo configurações V2 em algumas das suas máquinas, apesar do V4.

(09-07-2019 às 13:13)dmanteigas Escreveu:  Por outro lado, estamos a falar de um motor que foi atualizado recentemente, pelo que era uma aposta algo surpreendente. Até porque colocar este motor na Multistrada certamente vai obrigar a alterações mais profundas que apenas tirar um motor e meter outro. Pode ser fake news, pode ser realidade... para mim um bicharoco destes com um V4 de 190 cv... hearth deve ser um sonho de conduzir.

A razão da actualização foi simplesmente para o homologar no WSBK. Não espantaria inclusivé que para uma hipotética MTS V4, recorressem à versão de 1103cc. E claro que não seria "apenas" retirar o L2 e meter no seu lugar o v4... tecnicamente seria inviável, sem fazer alterações de monta, seja no chassis, como na ciclística. E comercialmente, também não. Aliás, só assim teria sentido... uma nova, revista, actualizada, melhor e mais potente Multistrada.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)