Avaria Fz8
#61

(30-03-2017 às 13:23)LoneRider Escreveu:  Mudar as velas é fácil, se formos conscientes de que não as devemos apertar com o motor quente e aplicar o binário de aperto recomendado.

Melhor uma vela desapertada que uma rosca passada....

Boas;
Uma vela desapertada conduz invariavelmente a uma rosca moída... confused
Responder
#62

É praticamente impossível, caso a vela esteja bem enroscada e não encavalitada... de moer a rosca na cabeça do motor... o elo mais fraco na equação é precisamente a vela... o pior que pode acontecer é partir... e ficar lá metida... mas isto são outros "quinhentos".

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#63

(30-03-2017 às 13:48)Johnny_1056 Escreveu:  
(30-03-2017 às 13:23)LoneRider Escreveu:  Mudar as velas é fácil, se formos conscientes de que não as devemos apertar com o motor quente e aplicar o binário de aperto recomendado.

Melhor uma vela desapertada que uma rosca passada....

Boas;
Uma vela desapertada conduz invariavelmente a uma rosca moída... confused

É pá Johnny se calhar expressei-me mal.
Se a deixares muito desapertada para além das vibrações que fazem dano, vai haver diferença na compressão do cilindro.

Refería-me ao facto de que é preferível deixá-la ajustada (de forma a que não vibre e não se escape a compressão) que apertar de tal forma que depois, ou mói a rosca, ou então quando a for para a substituir não a consegues tirar fora.

Segundo me ensinaram as vibrações no motor tem tendência a ajustar as roscas, assim como os ciclos de temperatura, que dilatam as peças ajustando-as umas às outras!
Corrige-me se estiver enganado....

As velas da Maria fazem 50000km no mínimo, o que não impede de que sejam retiradas para limpar, medir e observar.

Convém ter atenção aos índices de temperatura das velas!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#64

Boas;
Nelsonajm, olha que infelizmente não é assim tão raro, apesar de tal como referes, os principais problemas advêm de as enroscar com rosca encavalitada.
Lembro-me das caixas da NGK terem um esquema de aperto.
Responder
#65

(30-03-2017 às 13:10)Johnny_1056 Escreveu:  
(30-03-2017 às 10:05)inc_pt Escreveu:  
(29-03-2017 às 18:57)Johnny_1056 Escreveu:  Boas;
Ando de Yamaha desde que comecei a andar de moto, sou um bandalho do catano e até hoje não sei o que é "mão-de-obra de diagnóstico"...

Partiram um cachimbo e a moto continuou a funcionar?
Decidiste fazer tu uma revisão à moto porquê?
Mudar velas aos 20 000 km?

Tas gozar só pode..lol

Mao obra diagnostico é verificar o problema, siginifica tempo...

Não partiram o cachimbo, rasgaram o vendante do cachimbo e como tal entrou humidade, o que fazia perder corrente até à vela...sim funciona.

Sim faço mudanças de oleo e filtro. e pequenas coisas

Mudar vela ao 24k kal é a admiração?

Boas;
Não, não estou a gozar. Isso, para mim, não existe, é tudo mão-de-obra, excepto se tiveres de usar ferramentas ou equipamentos especiais como um banco de ensaio.

Mudas o óleo e filtros e não mudas as velas porquê? Ou fazes tudo ou mais vale estares quieto.


Mudar velas na minha mota, teria de descair o radiador etc... n valia o trabalho
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)