A verdade por detrás dos números de vítimas onde intervém motas e ciclomotores

Visto que já acabaram as pipocas... e até está uma tarde aprazível e soalheira....

Alguém para pagar umas fresquinhas?! devil

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder

(23-02-2018 às 15:37)OFFICER Escreveu:  n00b1e, esses ataques é que tornam a coisa infantil e não o contrário. Sabes que para refutares algo, convém apresentares factos e não crenças.

Tens factos que provem que a fiscalização é caça à multa? Onde só porque os vês escondidos já o torna assim porque TU e outros infractores querem?

Conheces a legislação para sequer falar do assunto? Sabes se é permitido ou se é proibido? Sabes se as coisas são feitas assim sem que seja possível fazer?

Ou também andas a ver teorias da conspiração sobre o que é um radar móvel e um radar fixo?

É que as coisas para se refutarem, discutirem ou impugnarem, convém ter como base factos, e neste campo, legislação.

Ah, e gostava que me mostrasses onde é que eu aqui disse alguma coisa contraditória  clown

Para finalizar, se daqui a uma década eu for mais um acéfalo a conduzir, por favor, arranja forma de me tirarem a carta.

E deixo como bónus, uns dados manipulados (podes ir consultar a fonte, arranjo de outras tantas que quiseres):

[Imagem: velocidade-vs-probabilidade-morte.png?resize=350%2C200]

[Imagem: distancias-travagem.png]

[Imagem: QUADRO1.jpg]

Quando tiveres factos para refutar algo que eu tenha dito, então ai falamos.

Não pá!... Não só agora não tenho tempo para grandes posts como também não me apetece assim muito re-repetir o que já antes disse.

Mas para esse teu boneco tão giro e fofo só me apetece dizer que, assim de repente não me lembro de uma única "zona-de-caça estabelecida" onde haja peões ou sequer passadeiras por perto. Só para chatear!... blink

E não meu querido amigo... Isto não és tu a contradizer-te... É descaradamente má vontade do resto da humanidade...  Porque se a questão agora são os peões (incluindo os que se "atiram" para as passadeiras) como se designa a "prevenção" feita quase exclusivamente onde eles não existem? Bacalhau-à-Brás? beer


nice

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder

Office tens um quadro bem giro, mas mostra ai o quadro das motas a menos 5 km/h nos parques de estacionamento. De certeza que não há quedas ou acidentes por estar dentro da lei em vigor.
Responder

Se te estás a referir em AE, não posso discordar de ti, ai é feito controlo apenas para apanhar pessoas que podem magoar terceiros, nada mais que simples pessoas a conduzir, nada de mais  clown

Ou estamos a falar dos radares em IC, IP e outros que tais, que também não tem peões nem tão pouco pessoas  clown

Vivemos todos dentro de uma redoma e que se fodam os outros  lol

trecolareco, não há quadros distintos entre motos e outros veiculos, sorry. É que a não ser que estejas a ter em consideração pesos e tal, nada altera.

O que vale é que no meio disto tudo quem nada tem a ver com quem conduz está sempre bem, independentemente da caça ou da falta de caça.

PS: o hjjs e o kb é que têm razão  devil
Responder



#semprevençãoàvista

nice

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder



#entretanto #noutroplaneta #onde #seresolviam #osproblemas #antes #deimputar #aculpaaosoutros #mediantemais #umataxa

em Bonfeld, Germany

nice

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder

E os mecânicos como ganhavam a vida n00b1e? Assim dá para todos... devil

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder

Essa das distâncias de travagem é engraçada. Não depende também do tipo de piso? Onde tive o meu o piso estava de tal maneira espelhado que não haviam marcas de travagem...

Uma bela discussão que tive com a "boss" da BT na altura. Como verificar as distâncias nos diferentes tipos de piso...
Responder

(26-02-2018 às 14:00)Rod Escreveu:  Essa das distâncias de travagem é engraçada. Não depende também do tipo de piso? Onde tive o meu o piso estava de tal maneira espelhado que não haviam marcas de travagem...

Uma bela discussão que tive com a "boss" da BT na altura. Como verificar as distâncias nos diferentes tipos de piso...

E convém não esquecer os ABS...
Que por não deixarem marcas de travagem implicam a dedução "obrigatória e imediata" de que o condutor nem sequer travou, segundo a "filosofia" vigente.
Portanto, só podia estar no telemóvel
Multe-se!
Ou melhor...
Faça-se "prevenção rodoviária"

devil

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder



ELES NÃO DESISTEM, NÓS NÃO NOS CANSAMOS

Hoje demos conta no Correio da Manhã e no Jornal de Noticias (os mesmo do costume) de mais uma noticia encomendada, do mesmo tipo das que têm vindo a publico nos últimos tempos sobre as inspeções às motos mas com mais uma agravante ao mentir no preço das inspeções às motos praticado nos açores (referem 12,74€ quando o valor ascende a mais de 23€). Outro dado curioso e no mínimo estranho, é a tendência para descredibilizar a magnitude e a força da manifestação quando se referem ao numero de manifestantes do dia 18 de Fevereiro em “centenas de motociclistas” sendo que na realidade foram no mínimo dezenas de milhares em todo o continente e ilhas. Continuam a subestimar e a gozar com a nossa cara.

Este assunto já recebeu, pela segunda vez, uma das maiores manifestações cívicas de que há registo nos últimos anos em Portugal. Ainda assim há quem continue a fazer uso dos meios de propaganda menosprezando e ignorando por completo o manifesto das dezenas de milhares de motociclistas que, no passado dia 18 de Fevereiro, se uniram simultaneamente em Lisboa, Porto, Faro, Coimbra, Ponta Delgada e no Funchal para dizer basta a esta farsa.
Convém relembrar a quem continua a encomendar este tipo de noticias, que não são as motos que precisam de inspeções, são aqueles que puseram a carroça à frente dos bois que precisam agora de descalçar a bota que calçaram aos centros de inspeção. Mas se estão convencidos que isto vai lá como antes, convém também relembrar essa gente que o tempo do "come e cala" já acabou. Nós não comemos nem nos calamos. E se pensam que vão descalçar essa bota à nossa conta, enganam-se! Temos todas as provas de como as inspeções às motos não se relacionam com as causas da sinistralidade, temos as estatísticas e os estudos que o comprovam por A+B, estudos esses, curiosamente nunca referidos no tipo de noticias que agora voltaram a divulgar.

As inspeções apenas garantem receita, não previnem os acidentes de moto. A lei das inspeções apenas garante a proibição de circulação de todas as motos que não tragam o comprovativo do pagamento da “taxa IPO” acrescida de 23% IVA.
Quem nos dias de hoje diz que faz todo o sentido a existência de uma inspeção aos veículos de duas rodas por uma questão de segurança, além de revelar uma completa ignorância sobre a causas dos sinistros, não percebe patavina de motos nem tão pouco de inspeções.

clap

Grupo Acção Motociclista

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)