Radares de Ruído
#51

(06-05-2019 às 23:06)Fz1000 Escreveu:  Nfilipe, tudo o que dizes transpira a falta de experiência nas situações de que estamos a falar.

Quem é que está a falar de ultrapassar a velocidades do crl?

Uma situação de trânsito parado, filas de centenas de carros, o gajo 20 carros à tua frente vai ver-te com o pijama amarelo fluorescente?

O primeiro sentido a entrar em acção nesta situação é a audição, se vens a velocidade razoável, o gajo a 20 carros á tua frente vai-te ouvir bem antes de te ver. 
Presumir que o gajo te vai ver de todo, independentemente da velocidade, é um euromilhões rodoviário, principalmente se for gaja.

Embora entenda o que queres dizer é mera casuística.
Se o gajo do carro 20 carros à tua frente for a ouvir o Toy nos mesmos decibéis do teu escape não te vai ouvir nem que tu estejas ao lado dele.

Na condução o principal factor para evitar situações de perigo é a vigilância.

Cada vez que passo a zona metropolitana de París passam por mim, por entre as filas de trânsito, dezenas de motos com todo o tipo de escapes.
A maioria não passa despercebida aos meus sentidos simplesmente porque vou atento ao que vou à fazer.

O escape gritante que comparo com os sinais sonoros dos veículos em marcha de emergência só que completamente "alegal".

Outra incoerência é sentar-se num megafone para ser ouvido e tapar as vias auditivas com tampões para poupar os tímpanos...

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#52

(07-05-2019 às 07:25)LoneRider Escreveu:  
(06-05-2019 às 23:06)Fz1000 Escreveu:  Nfilipe, tudo o que dizes transpira a falta de experiência nas situações de que estamos a falar.

Quem é que está a falar de ultrapassar a velocidades do crl?

Uma situação de trânsito parado, filas de centenas de carros, o gajo 20 carros à tua frente vai ver-te com o pijama amarelo fluorescente?

O primeiro sentido a entrar em acção nesta situação é a audição, se vens a velocidade razoável, o gajo a 20 carros á tua frente vai-te ouvir bem antes de te ver. 
Presumir que o gajo te vai ver de todo, independentemente da velocidade, é um euromilhões rodoviário, principalmente se for gaja.

Embora entenda o que queres dizer é mera casuística.
Se o gajo do carro 20 carros à tua frente for a ouvir o Toy nos mesmos decibéis do teu escape não te vai ouvir nem que tu estejas ao lado dele.

Na condução o principal factor para evitar situações de perigo é a vigilância.

Cada vez que passo a zona metropolitana de París passam por mim, por entre as filas de trânsito, dezenas de motos com todo o tipo de escapes.
A maioria não passa despercebida aos meus sentidos simplesmente porque vou atento ao que vou à fazer.

O escape gritante que comparo com os sinais sonoros dos veículos em marcha de emergência só que completamente "alegal".

Outra incoerência é sentar-se num megafone para ser ouvido e tapar as vias auditivas com tampões para poupar os tímpanos...

Infelizmente nenhum método de segurança activa ou passiva é infalível. É sempre um jogo de probabilidade.
O que não gosto é ver malta com desconhecimento da causa afirmar que escapes não são de todo, um factor de segurança, porque invariavelmente, são, é um facto.
Compreendo e aceito que nem todos gostem do barulho, mas não são gostos pessoais que se discute.
Responder
#53

(07-05-2019 às 08:37)Fz1000 Escreveu:  O que não gosto é ver malta com desconhecimento da causa afirmar que escapes não são de todo, um factor de segurança, porque invariavelmente, são, é um facto.

Uma vez mais temo discrepar contigo.
Nem tu nem eu temos capacidade para determinar se um escape gritante é ou não uma medida que aumente a segurança individual ou colectiva, activa ou passiva.
Quem o pode dizer são as autoridades que, tal como se explica no início do tópico, já marcou limites para construtores e utilizadores.
Agora cada um faz o que quer, mas usar o argumento da segurança num escape aftermarket que tem o seu dbkilker montado na prateleira la de casa é no mínimo irónico.
E é por causa destes comportamentos que estamos a debater os futuros radares acústicos.
E aquele que diga que com o dbkilker o escape não faz barulho só demonstra qual foi o seu principal objectivo.
Fazer barulho.
E com esse argumento não se entende o porquê de se querer fazer barulho, deixando a porta aberta a todo o tipo de pensamentos que depois motivam o endurecimento das regras e dos métodos de controlo.
Em suma, menos liberdade.

E tu és consciente de que isso é assim pá!
Caso contrário não tinhas gravado o escape da gaja dos punhos laranja dentro de uma caixa acústica aka "debaixo da ponte" numa clara exibição de azeiteiro...

Citar: Olhem aí o ronco da minha utilitária

São estas e outras acções, das quais já todos contribuímos, que depois se vêem reflectidas em este tipo de tópicos.

O que é certo é que todos utilizamos o mesmo argumento (a segurança) para justificar as suas actitudes. Os indivíduos para aflorar como um bolha de azeite na água e as autoridades para chupar do rebanho os fundo de equilíbrio orçamental.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#54

Eu ainda me pergunto, quem é que não gosta de fazer barulho na sua Mota sem ser algo tipo "cano reto"?
Eu gosto, a 07 tem akra, a TT anda sem o silenciador original.
Além de gostar do barulho, acredito que ajude em muitas situações, resolve tudo? Claro que não. Mas acho que mesmo que ajude apenas 1% já vale a pena.


Enviado do meu SM-G935F através do Tapatalk
Responder
#55

Lone às vezes não sei se és assim tão parvo, ou só te armas num.

Que tem de mal o vídeo da MT num semi tunel no meio do nada? Tens noção que aquela merda está no mínimo a 2km de qualquer pessoa?

Quanto ao resto da tua retórica, já o expliquei e não estou para me repetir.
Responder
#56

(07-05-2019 às 08:37)Fz1000 Escreveu:  Compreendo e aceito que nem todos gostem do barulho, mas não são gostos pessoais que se discute.

O problema é mesmo esse: não são gostos pessoais. Provocares poluição sonora com base em critérios altamente subjectivos não é gosto. Gosto é a cor do escape. E se para ti é gosto, é o equivalente a impores um gosto a outros que não o gostam, e ainda para mais quando esse "gosto" lhes causa danos a longo prazo. É em tudo paralelizavél ao fumo que os fumadores passivos levaram durante anos.
Responder
#57

Acho fixe que as pessoas à custa dos seus interesses consigam relativizar tudo e mais alguma coisa. E é precisamente por isto que as leis são feitas e fiscalizadas.

Morar na cidade, numa zona calma onde habitualmente não se passa nada, haver um dia (noite) em que a cada 15 minutos uns enegrúmenos andam avenida acima/avenida abaixo de punho enrolado a gastar a gasolina que eventualmente roubaram sem DB Killers... é mesmo uma coisa apetecível.

A desculpa que no transito, a fazer lanesplitting o ruído do escape ajuda é pura demagogia. Nem no verão!!!! Os enlatados tipicamente vão fechados e ocupados ou entretidos a ouvir as noticias na rádio ou ao telefone ou a retocarem a maquilhagem... E quanto mais ruído no exterior, mais alto colocam os seus sistemas de som.

Ainda para mais já devem ter criado filtros a barulhos ensurdecedores e apitos esquizofrénicos que tanto aparecem pela direita como pela esquerda, com origem quer em motas do tamanho de Smarts quer em scooters que mais parecem bicicletas.

A malta abusa?! Sujeita-se. As regras existem?! Que se cumpram, concorde-se ou não. Se quiserem "ser livres" e não cumprir... Sujeitam-se.



Posto isto tudo: não estou a ver como tecnicamente irão conseguir saber numa estrada com 3 faixas qual das faixas emitiu o ruído...
Responder
#58

(07-05-2019 às 16:24)el_Bosco Escreveu:  
(07-05-2019 às 08:37)Fz1000 Escreveu:  Compreendo e aceito que nem todos gostem do barulho, mas não são gostos pessoais que se discute.

O problema é mesmo esse: não são gostos pessoais. Provocares poluição sonora com base em critérios altamente subjectivos não é gosto. Gosto é a cor do escape. E se para ti é gosto, é o equivalente a impores um gosto a outros que não o gostam, e ainda para mais quando esse "gosto" lhes causa danos a longo prazo. É em tudo paralelizavél ao fumo que os fumadores passivos levaram durante anos. 

Bosco, altamente subjectivo porquê? Baseado na tua experiência?

A minha experiência, comprovou e continua a provar o contrário. Mas isto sou eu. 
Quanto à poluição sonora, não deixas de ter a tua razão.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)