Moto Turismo Geriatrico
#51

Manteigas, pá...

Já há tempos te falei na célebre expressão "já a formiga tem catarro", num tópico que depois o LWillow acabou por apagar.

Epa... eu percebo em parte essa tua forma de pensar. Até porque "aonde" tu estás, já eu (e muitos dos que andam aqui e que contigo trocaram estes últimos posts), por lá passamos há muito.
Quando comprei a minha 1ª 50cc há 25 anos atrás (que é o equivalente agora às 125 4t como a tua CBF), também me achei "o melhor lá do bairro e arredores"... mas depois felizmente (e perante a nua realidade)... rapidamente passou! angel

Ninguém sabe tudo e estamos constantemente a aprender... agora, essa ideia que já sabes, falando como se tivesses conhecimento de causa de algo de qual a tua experiência é nula, é que acaba a deixar-te numa posição questionável.

Nem vou discutir a questão de estar a comparar uma 125cc vs 1200cc nem as restantes patacoadas que escreveste... porque como dizem os anglo-saxónicos... prefiro não "alimentar o troll".

De resto... Sabes porque me dou ao "luxo" de brincar especialmente com o Vindaloo, com o Lone, com o Michel, o Marco e outros tantos que tais? E ao mesmo tempo eles trocarem o mesmo tipo de apupos e graçolas comigo? Porque tenho o grato privilégio de já ter partilhado com eles uns milhares de km de estrada.
É isso que te sugiro.
Compra uma mota, aparece nos passeios... vai aprendendo e faz-te homem. A troca de galhardetes depois advirá naturalmente daí.

Porque por agora, apenas te consigo ver como um "puto novo, armado ao pingarelho". blink

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#52

(06-04-2018 às 10:36)carlos-kb Escreveu:  Manteigas, pá...

Já há tempos te falei na célebre expressão "já a formiga tem catarro", num tópico que depois o LWillow acabou por apagar.

Epa... eu percebo em parte essa tua forma de pensar. Até porque "aonde" tu estás, já eu (e muitos dos que andam aqui e que contigo trocaram estes últimos posts), por lá passamos há muito.
Quando comprei a minha 1ª 50cc há 25 anos atrás (que é o equivalente agora às 125 4t como a tua CBF), também me achei "o melhor lá do bairro e arredores"... mas depois felizmente (e perante a nua realidade)... rapidamente passou!  angel

Ninguém sabe tudo e estamos constantemente a aprender... agora, essa ideia que já sabes, falando como se tivesses conhecimento de causa de algo de qual a tua experiência é nula, é que acaba a deixar-te numa posição questionável.

Nem vou discutir a questão de estar a comparar uma 125cc vs 1200cc nem as restantes patacoadas que escreveste... porque como dizem os anglo-saxónicos... prefiro não "alimentar o troll".

De resto... Sabes porque me dou ao "luxo" de brincar especialmente com o Vindaloo, com o Lone, com o Michel, o Marco e outros tantos que tais? E ao mesmo tempo eles trocarem o mesmo tipo de apupos e graçolas comigo? Porque tenho o grato privilégio de já ter partilhado com eles uns milhares de km de estrada.
É isso que te sugiro.
Compra uma mota, aparece nos passeios... vai aprendendo e faz-te homem. A troca de galhardetes depois advirá naturalmente daí.

Porque por agora, apenas te consigo ver como um "puto novo, armado ao pingarelho". blink

Carlos, não te fazia tão sensivel. Nem percebo sequer de onde vem esse "grito de alma" porque se há algo que eu não me acho é conhecedor do que quer que seja no mundo das motas. Nesta nem em nenhuma outra discussão eu vou achar que tenho mais conhecimento que tu ou alguém aqui do forum com vários anos disto e com experiência em várias cilindradas. O que escrevo não tem por base convencer ninguém e é fruto da minha pouca experiência com motas de média cilindrada vs alguma experiência com motas de baixa cilindrada. E também com base naquilo que será o senso comum (dizer que é mais fácil de manobrar uma 125 parece-me um conceito elementar de fisica - por algum motivo permitem conduzi-las com carta de carro e qualquer pessoa pega naquilo e anda, o que não se verifica numa VFR).

Aliás, o assunto do tópico era mototurismo e esse, queiras ou não, faz-se com qualquer mota seja de que cc for. E eu exprimi a minha opinião daquilo que eu gosto de fazer quando ando de mota. Não vim para aqui dizer que pegava na CBF e varria tudo o que viesse à frente ou que era o rei da minha aldeia, porque eu conduzo por gosto e o meu estilo de condução, mal ou bem, foi aprendido no dia a dia sem qualquer tipo de formação logo tenho perfeita noção que não estou capacidade para vir dar conselhos a ninguém. Disse que gosto, quando estou em passeio, de andar em alguns percursos em modo geriátrico porque gosto de apreciar também as paisagens. E isso é um estilo de viver a experiência independentemente do tipo de mota que, sendo um estilo próprio, é criticável mas deveria ser aceite. 

E para finalizar, olhando para a tua assinatura e tendo tu começado com as piadolas primeiro relativamente à minha mota, senti-me no direito de retribuir na mesma moeda em relação ao fumo do escape. Mas fica o aviso dado, pode ser que daqui a uns milhares de km juntos e quando tu já fores "geriátrico" eu posso repetir a graçola  blink
Responder
#53

Deu-te para a humildade, agora, foi?  devil

Apenas disse que aquilo que escreveste não era compatível com o uso de uma 125. E fi-lo de modo sério. Lamento se o percebeste assim, mas não era sequer nenhuma piadola a ti ou à tua mota, pá. Era uma evidência!

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#54

(06-04-2018 às 11:56)carlos-kb Escreveu:  Deu-te para a humildade, agora, foi?  devil

Apenas disse que aquilo que escreveste não era compatível com o uso de uma 125. E fi-lo de modo sério. Lamento se o percebeste assim, mas não era sequer nenhuma piadola a ti ou à tua mota, pá. Era uma evidência!


Mas em algum momento eu deixei transparecer arrogância? Porque se sim, então estamos perante um bonito problema de comunicação, pois nem eu quis ser arrogante nem, pelo que escreves, tu quiseres fazer bullying comigo e com a minha pobre CBF125  devil Porque como expliquei no meu post, se andar com este pedaço de lata numa AE com muito vento não é andar de faca nos dentes alguém que me explique então o que é!

Aliás, até pensava que a minha postura neste e noutros foruns em que participo era tudo menos arrogante pois como faço questão de enfatizar várias vezes não sou nenhum perito nem tenho autoridade para dar lições a ninguém. Ao que parece, tenho que rever a minha "politica comunicacional"
Responder
#55

Para mim andar de faca nos dentes é andar no limite, e no caso especifico com uma cbf em AE podes andar no limite dela, mas muito dificilmente no limite possível! blink

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#56

Vá.... deixa-te de merdas e pieguices, pá... isto não é um forúm de sentimentalismos. Pareces uma gaja, a falar "daquilo que pensam que és e daquilo que realmente és"! troll

Faz o que te disseram... compra lá o piano que tanto queres, aparece nos passeios e vem fazer umas curvas com o pessoal.
Não te preocupes que se ficares para trás.... a gente espera por ti. Já não serias o primeiro! tong

Verás o bom que é quando chagares a casa ao final de umas belas centenas de km e sentires a peida toda dorida, mas a alma preenchida.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#57

Os sintomas de Cu-beduinismo!!!!
Tive direito a esses sintomas na minha última voltinha com a Dorothy.
Com sorte no fim de semana que vem vou fazer uma corridinha de mais de 1500km...

Manteigas pá!

Se fosses um caso perdido um gajo ignorava.
Mas pá, vejo valor, vejo espírito e vejo que não tens perfil de toto.
Assim que tudo o que te foi dito é no sentido de te pôr no bom caminho, juntar-te ao pessoal!
Não tenhas medo pá, o pessoal quando morde é para teu bem.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#58

125.... também tive uma.... porque fui parvo de querer comprar uma moto nova em vez de comprar pelo menos uma dois e meio usada... pelo mesmo preço....

Tive-a durante 2 anos e meio... dois dos quais a rolar sem carta de condução...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#59

Adoro a N108 e ver alguém percorrer aquelas curvas desta forma rígida faz-me uma certa confusão. Estava mesmo a ver quando é que ele ia perder o momentum e simplesmente tombar para o lado.  confused

Especialmente aos 4:20 em que entra numa curva que sendo um belo gancho acaba por dar algum trabalho para de lá sair.

Enfim, pode ser que com o acumular de quilómetros venha a aprender alguma coisa.
Responder
#60

Acho importante levantar até a questão...

Não será perigoso circular assim?

É que os outros utilizadores da via (que até pode ser algum motonliner em modo track day, um carro com uma família, um autocarro ou até uma bicicleta) sai normalmente de uma curva e leva com um encrenca destes...

Isto não poderá causar um acidente a quem não tem culpa nenhuma e está a circular normalmente numa estrada certinha?

Entendo a vontade de esticar tempo, já que as vezes è dificil esticar km, mas a nossa liberdade acaba quando começa a dos outros!


Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)