Moto Turismo Geriatrico
#21

Andam todos queimados...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#22

(05-04-2018 às 12:19)2low Escreveu:  Adormeci rapidamente...

é mais Night Sleeper ou Night Dreamer mas não me vou esticar muito porque às vezes, e não nego nem escondo com muitos por aqui, acabo por contribuir para estes pastelanços...
...os que melhor sabem são aqueles a levar um comboio de latas atrás sem conseguirem ultrapassar...  devil  e ir-se sempre a cumprir o código...  lol

(há depois alguns que é fazer com que malta de 2 rodas consigam bater recordes de consumo...)

Então e participares na voltinha que está ali a ser combinada ao lado de levar os 'bravos' à fronteira, que vão fazer a RIM?


Responder
#23

(05-04-2018 às 12:38)carlos-kb Escreveu:  O Motodoisfixe é o homem do "desenrascanço". Um verdadeiro MacGyver motociclístico...

Tanto desenrasca protecções de punhos em cartão, papel autocolante e molas de escritório... como sistemas anti-roubo para a mota com trincos e cadeados para portas de galinheiros.

O Marco com a sua fita cola americana e chaves de caixa em "L", é um autêntico menino ao pé dele.

É natural que vá de mota, e ao mesmo tempo a "engendrar" mentalmente a próxima engenhoca que vai inventar... daí que se esqueça de todo, de rodar o punho! bigsmile

lol lol lol lol lol lol

Muito bom! bigsmile

(05-04-2018 às 12:42)nelsonajm Escreveu:  Andam todos queimados...

Mas isso já não é novidade Nelson!  lol  bigsmile

(05-04-2018 às 12:43)vindaloo Escreveu:  
(05-04-2018 às 12:19)2low Escreveu:  Adormeci rapidamente...

é mais Night Sleeper ou Night Dreamer mas não me vou esticar muito porque às vezes, e não nego nem escondo com muitos por aqui, acabo por contribuir para estes pastelanços...
...os que melhor sabem são aqueles a levar um comboio de latas atrás sem conseguirem ultrapassar...  devil  e ir-se sempre a cumprir o código...  lol

(há depois alguns que é fazer com que malta de 2 rodas consigam bater recordes de consumo...)

Então e participares na voltinha que está ali a ser combinada ao lado de levar os 'bravos' à fronteira, que vão fazer a RIM?

Desde que não seja 2slow e não pense em parar nas bifanas de Vendas Novas...  devil

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#24

Ja andei mais rapido a fazer marcha atras no carro!  lol
Responder
#25

Eu não chego a esse nível, mas quando estou a andar de mota só por andar também gosto de fazer alguns percursos a pastelar. Ainda este verão quando fui dar a volta pela serra da estrela houve certas partes do percurso que ia em modo geriátrico para poder apreciar as belas paisagens da serra. Para andar com a faca nos dentes só em AEs, em viagens do dia a dia ou quando tenho obrigatoriamente que palmar muitos kms. No meu entender, parte do prazer de fazer mototurismo é precisamente conseguir apreciar não só as estradas mas também as paisagens que vamos encontrando no caminho que às vezes até me "distraem" do punho.
Responder
#26

(05-04-2018 às 14:57)dmanteigas Escreveu:  Eu não chego a esse nível, mas quando estou a andar de mota só por andar também gosto de fazer alguns percursos a pastelar. Ainda este verão quando fui dar a volta pela serra da estrela houve certas partes do percurso que ia em modo geriátrico para poder apreciar as belas paisagens da serra. Para andar com a faca nos dentes só em AEs, em viagens do dia a dia ou quando tenho obrigatoriamente que palmar muitos kms. No meu entender, parte do prazer de fazer mototurismo é precisamente conseguir apreciar não só as estradas mas também as paisagens que vamos encontrando no caminho que às vezes até me "distraem" do punho.


Mas isso tudo de CBF?  what
É que há aí expressões que não são compatíveis com o uso de uma 125.... como «andar com a faca nos dentes só em AEs»...

Quando comprares realmente uma mota, passado uns tempos, a gente depois quer ouvir novamente a tua opinião!  devil

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#27

(05-04-2018 às 15:04)carlos-kb Escreveu:  Mas isso tudo de CBF?  what
É que há aí expressões que não são compatíveis com o uso de uma 125.... como «andar com a faca nos dentes só em AEs»...

O que ele queria dizer é com ela a fundo, que numa 125 é prai 110 ou 120 km/h a descer! devil

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#28

Manteigas pá!

Todos andamos a pastelar, basta ver os meus vídeos e percebes isso.

Outra coisa totalmente diferente é fazer disso um modo de ver o Motociclismo, que é perfeitamente respeitável e, para isso está este tópico, discutível.

Eu por exemplo, ando a pastelar pela Europa fora todas as semanas!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#29

Isto do 'mototurismo geriátrico' é tema controverso e quanto a mim a questão pode dividir-se  em 2 aspectos determinantes : 
1-andar sózinho vs. andar em grupo, 
2- distâncias curtas vs. distâncias longas  . 
Quando ando em grupo acompanho o andamento do grupo /'road leader' , mas quando ando sózinho ... é consoante a disposição do momento . 

Ainda há umas horas atrás fiz o mesmo trajecto (ida e volta ) em 2 'moods' completamente diferentes . Peguei na mota para ir tomar o café da manhã a Santa Cruz . Na viagem de ida fui sempre ' a dar-lhe' , ultrapassei quem me aparecia pela frente e ia a rolar tipo 'contra-relógio' .
No regresso fiz a viagem quase sempre a 70-80 kms/h (com um 'pico' aqui ou ali)  . muitas das vezes só com uma mão no guiador (ás vezes 'sem mãos' ) numa de relax e a olhar para tudo à volta, a absorver os cheiros . Claro que era um trajecto de 50 kms , porque se fosse mais extenso não iria ter pachorra para tanto 'pastelanço' , mas dentro destas premissas ..'soube-me bem' . 

Neste aspecto ressaltam as vantagens e desvantagens de  'andar em grupo'  . Se por um lado possui a mais-valia da sensação de 'tribo' , sentimento de estar a pertencer a uma 'matilha' e do companheirismo/convívio que daí advém, por outro lado 'castra-te' e restringe a tua vontade própria pois por norma o andamento  é sempre 'nivelado por cima' ( medição de pilinhas etc, e tal ) e pode (ou não) estar a ser uma viagem de 'bullying psicológico' . Em casos destes, importante seria saber se o  'road-leader' do momento também estaria a imprimir um andamento mais ' à homem' por vontade própria ou também condicionado por ideias pré-concebidas  do que se esperava dele naquela posição . 
Uma coisa é certa , para viagens 'grandes' e em grupo, não há que 'inventar' e há que 'papar kms ' , não há lugar para 'estados de espírito individuais' .
Responder
#30

(05-04-2018 às 15:04)carlos-kb Escreveu:  
(05-04-2018 às 14:57)dmanteigas Escreveu:  Eu não chego a esse nível, mas quando estou a andar de mota só por andar também gosto de fazer alguns percursos a pastelar. Ainda este verão quando fui dar a volta pela serra da estrela houve certas partes do percurso que ia em modo geriátrico para poder apreciar as belas paisagens da serra. Para andar com a faca nos dentes só em AEs, em viagens do dia a dia ou quando tenho obrigatoriamente que palmar muitos kms. No meu entender, parte do prazer de fazer mototurismo é precisamente conseguir apreciar não só as estradas mas também as paisagens que vamos encontrando no caminho que às vezes até me "distraem" do punho.


Mas isso tudo de CBF?  what
É que há aí expressões que não são compatíveis com o uso de uma 125.... como «andar com a faca nos dentes só em AEs»...

Quando comprares realmente uma mota, passado uns tempos, a gente depois quer ouvir novamente a tua opinião!  devil


Mas só é possivel andar de faca nos dentes com + de 1000cc? Para mim, andar de faca nos dentes até numa 50cc é possível, desde que andes "nos limites" da mota. E olha que em AEs com muito vento andar a 120kmh naquilo já é andar de facas nos dentes numa "motona" daquelas  devil

E depois a questão da velocidade é muito relativa, ainda num tópico ao lado tivemos a má experiência de um colega a apenas 90kmh que mandou a mota para a sucata. 

Agora mais a sério, não me parece que a atitude em relação ao Mototurismo mude consoante o tipo de mota que se tem. Não é por ter uma mota com mais potência que tenha obrigatoriamente de passar a andar sempre depressa em todas as voltas que se dá. Vou continuar a fazer mototurismo geriátrico e, na maior parte das estradas que já visitei em turismo, e até duvido que consiga fazer prestações incrivelmente superiores com 100cv a mais de potência dada a caracteristica dos percursos e a facilidade de manobrar uma 125 que não se tem numa VFR. A diferença é que quando chegar a hora de voltar a casa, vou deixar de levar com a frigideira na tola da Maria por me atrasar meia hora por estar muito vento na IP3  devil
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)