Ensaio Honda CBR 500R
#11
(16-01-2018 às 14:56)LoneRider Escreveu: Depois porque existe uma demanda no mercado por estas pseudo desportivas e depois porque é uma categoria de entrada

Yep... É um facto que o segmento das 300/400 de "aspecto" desportivo está a crescer e as ofertas dos construtores vão-se alargando e evoluindo (e com isso, o Vindaloo até rejubila de satisfação).

Mas sempre houve disto... e demanda por elas também!

Só que com outras cilindradas e tipos de motor. Uma actual R125 / CBR125R / etc., não é mais do que há 20 anos eram as TZR50 / RS50 / NSR50 / etc..
Uma actual Ninja 300(400) / R3 / CBR300(500)R / etc., estão no lugar das nervosas 125 two stroke de há duas décadas.

Depois ainda havia por exemplo, as "rotativas" tetracilíndricas 250 a 4 tempos desportivas, que no nosso mercado tiveram pouca ou nenhuma expressão. E o caso "isolado" da ZZR250, que é o que de mais parecido houve a estas actuais quartos de litro bicilindricas, de "aspecto" desportivo.
Imagem
Responder
#12
(16-01-2018 às 16:25)carlos-kb Escreveu: Uma actual Ninja 300(400) / R3 / CBR300(500)R / etc., estão no lugar das nervosas 125 two stroke de há duas décadas.

Concordo mais ou menos com o teu post, mas nem por isso com esta afirmação em particular. Acho que as nervosas 125 a 2T que descreves provocavam sensações e emoções que uma morna 300 a 4T é incapaz de provocar. É a diferença entre ir a 100 km/h e sentir que se vai a 200 km/h... ou ir a 100 km/h e sentir que se vai... simplesmente devagar. smile
Imagem
BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#13
Marco.... em termos de emoções, claro que nada que ver umas com outras!

Referia-me é o "lugar" em que cada grupo se posiciona no antes e depois, como a tal "categoria de entrada" de que o Rui falou.

Porque uma fumarenta é uma fumarenta.... e quem nuca andou com algumas delas, é algo que nunca irá entender.
Imagem
Responder
  




Utilizadores a ver este tópico:
1 Visitante(s)