[Novidade] Yamaha Tracer 900 GT
#21

(16-11-2017 às 19:35)dfelix Escreveu:  Pois fazem o mesmo tão bem ou melhor. E com vantagens acrescidas pela posição de condução mais direita... e não ficarem hediondas com uma top-case ou caixote atrás.

Verdade. Neste momento se tivesse uma TDM, nao me importava nada, mesmo aquela velhinha dos 90´s. Faria tudo o que preciso, perdia um pouco de velocidade e potencia mas para a condução que tenho provavelmente nem sentia muita diferença e com o passar da idade, realmente a cena de conduzir mais direito começa a ganhar mais importância. 

Desmontar um sports tour depois de 200km por mais confortável que seja nao é o mesmo que desmontar de uma trail ou maxi trail ou la como lhe chamam.
Responder
#22

Há quem diga que pessoal gosta de ver o mundo "a partir de lá de cima". 

E como não tem asas...
Responder
#23

Um CP3 que podia muito bem ser "condimentado" para uma provável R...talvez uma R9 ou R09....
Responder
#24

Não meto

(17-11-2017 às 10:21)Rod Escreveu:  Um CP3 que podia muito bem ser "condimentado" para uma provável R...talvez uma R9 ou R09....

Aquando da sua apresentação, uma das coisas que sempre se especulou era que este CP3 teria como destino uma sucessora da R6... numa desportiva menos pontuda, mais utilizável e disponível nos "normais" regimes de utilização, com maior torque e potência semelhante.

Ainda me recordo bem disto:

[Imagem: Presentation_proto_3_cylindres_Yamaha_st2pz.jpg]

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#25

(17-11-2017 às 00:55)Nfilipe Escreveu:  Desmontar um sports tour depois de 200km por mais confortável que seja nao é o mesmo que desmontar de uma trail ou maxi trail ou la como lhe chamam.

Exacto.
Nunca experimentei a SX.
Mas só de olhar para ela fico com a sensação de dores nos pulsos que fico com a minha r12s.

(17-11-2017 às 09:58)Macavenco Escreveu:  Há quem diga que pessoal gosta de ver o mundo "a partir de lá de cima". 

check!

(17-11-2017 às 09:58)Macavenco Escreveu:  E como não tem asas...

Não tem... improvisa-se!

[Imagem: 2070e85d3cf41bb88865d58540665fd2.jpg]

(17-11-2017 às 12:20)carlos-kb Escreveu:  Aquando da sua apresentação, uma das coisas que sempre se especulou era que este CP3 teria como destino uma sucessora da R6... numa desportiva menos pontuda, mais utilizável e disponível nos "normais" regimes de utilização, com maior torque e potência semelhante.

Sim... ou mesmo uma R6 estilo... 675.
As MV Agusta F3 tinham acabado de sair também com esse tipo de configuração.

Mas faz sentido que a R6 mantenha a tradição.
Apesar de que me parece que será uma questão de tempo até os 600cc deixarem de ser o padrão para as inline-four em WSS.
Responder
#26

Provavelmente a Yamaha ainda terá outras possibilidades para este motor, não?
Se o pessoal diz tão bem do motor (também tem boa disponibilidade logo em baixa rotação?) e conseguem ter preços mais baixos no valor final apresentado ao cliente, de certo quererão explorar essa possibilidade.
Responder
#27

Lembro-me quando saiu a R6 2006 uma das bandeiras era a mota fazer 18.000rpms em carga. Ainda era um puto mal encartado, e a guita que tinha nem servia para trocar pistons que iam agarrando nas dts... mas fartei-me de sonhar com ela!

Em mais ou menos 10 anos, o mercado deixa de pedir uma desportiva raivosa, um berro descomunal, comportamento pontudo, para uma mota nervosa em baixas mas praticamente sem altas, com menos 20cv do que se fazia ha 10 anos com 2/3 da cilindrada, mas economica e eficiente.

Eu entendo o contexto do cp3, e reconheco-lhe as vantagens obvias.

Mas nao percamos de vista o que estamos a comparar.


Responder
#28

(18-11-2017 às 13:28)Macavenco Escreveu:  Provavelmente a Yamaha ainda terá outras possibilidades para este motor, não?

Que possibilidade?
Fazer um triciclo?

Ahh.. espera..lançou a niken!


(19-11-2017 às 02:40)vindaloo Escreveu:  Lembro-me quando saiu a R6 2006 uma das bandeiras era a mota fazer 18.000rpms em carga.

...que poucos meses depois já pelo mundo fora muito proprietário tinha enfiado no dyno e descoberto que a rotação real não era bem essa!
lol

(19-11-2017 às 02:40)vindaloo Escreveu:  Em mais ou menos 10 anos, o mercado deixa de pedir uma desportiva raivosa, um berro descomunal, comportamento pontudo, para uma mota nervosa em baixas mas praticamente sem altas, com menos 20cv do que se fazia ha 10 anos com 2/3 da cilindrada, mas economica e eficiente.

Yap.
Há duas razões para isso:

- Envelhecimento da malta.
A geração que há 20 anos nem comia pra poder juntar dinheiro para substituir o pistão agarrado da lc é a mesma geração que há 10 anos atrás consumia esse tipo de produto. E que hoje... quer uma coisa mais racional. Não só pela economia, como pelo espaço pra poder levar uma gorda atrás.

- O novo cliente
A vasta maioria da malta que descobriu as motos ao longo da última década foi por razões de mobilidade. E esses sejam mais novos, mas a maioria até são mais velhos (e já tinham a gorda antes de pensar comprar moto) querem de imediato algo com estas características. Pior.. algo com estas specs até é "demais".
Responder
#29

(17-11-2017 às 16:04)dfelix Escreveu:  
(17-11-2017 às 00:55)Nfilipe Escreveu:  Desmontar um sports tour depois de 200km por mais confortável que seja nao é o mesmo que desmontar de uma trail ou maxi trail ou la como lhe chamam.

Exacto.
Nunca experimentei a SX.
Mas só de olhar para ela fico com a sensação de dores nos pulsos que fico com a minha r12s.

Katano Félix pá!

A trabalheira que deu desmantelar o teu quote pá! tong

Estas a perder qualidades!?
Atão a Ventoinha já te cansa!?
Não posso negar que também me doem os pulsos, mas ao final de umas horas de cidade ou acima do km 600, mais o resto dos sintomas de cu-beduinismo!!!
Existe um nervo que é responsável por isso e, que pode ser excitado com algumas manobras de aquecimento para que o nervo nao se ponha nervoso.
Anda por aí um gajo que já foi operado porque se descobriu que esse nervo estava mais atrofiado (ainda) que o resto da cablagem! devil

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#30

(20-11-2017 às 10:40)LoneRider Escreveu:  Estas a perder qualidades!?

Nada é eterno, pá!

(20-11-2017 às 10:40)LoneRider Escreveu:  Atão a Ventoinha já te cansa!?

Sabes que isto de usar a moto como transporte do dia-a-dia é muito giro...
Mas ao fim duns 20 anos algumas partes de corpo (sobretudo aqueles sitios onde já tivemos de esperar que a pele voltasse a crescer) começam a doer lá por baixo!

Sobretudo nesta época do ano.

Ainda hoje de manhã fiz parte do caminho a tentar convencer-me que o frio conserva...
Mas houve ali um momento em que mais parecia facas!

(20-11-2017 às 10:40)LoneRider Escreveu:  Existe um nervo que é responsável por isso e, que pode ser excitado com algumas manobras de aquecimento para que o nervo nao se ponha nervoso.

O meu túnel do carpo já deve alguns anos à faca.
Só que fazer a mesma intervenção desse gajo que falas implica ficar uns tempos no estaleiro e não me posso dar a esse luxo actualmente!
Preciso de trabalhar pra comprar mais umas motos!
lol
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)