Inspecções de motociclos de cilindrada superior a 250cc avançam em 2016?

[Imagem: 0cf276c558d19c3acab5e8fdef12009d.jpg]



Sent by tapatalk

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder

[Imagem: 434f1d92339bd23d5763f80e8735344d.jpg]

Sent by tapatalk

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder

[Imagem: 3f6e006fb9469a77f2243fd88335ce41.jpg]

Sent by tapatalk

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder

Então onde estão os indignados? evil

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder

[Imagem: d6ec2444c5b7f9aed879d2af0f499bbf.jpg]

[Imagem: e8fa0ef94b39c8b91bc6a49cecb67eff.jpg]

Sent by tapatalk

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder









blink

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder

(19-06-2016 às 17:58)michelfpinto Escreveu:  Então onde estão os indignados? evil

Eu não estou indignado, até concordo, mas para todos.
Responder

[Imagem: c432db.jpg]

[Imagem: ce42ef4d6.jpg]

[Imagem: c0e4d980f06.jpg]


Várias centenas de motociclistas concentraram-se este domingo no Rossio, em Lisboa, para protestar contra a inspeção obrigatória a motos, considerando que estão a ser alvo de interesses económicos dos centros de inspeção.

“Segurança sim, inspeção não”, “Não somos negócio” e “Não a esta farsa” são alguns dos cartazes colocados nas motos de diversas cilindradas que compareceram de forma ruidosa no centro de Lisboa.

Fonte policial disse à Agência Lusa que junto à Assembleia da República são esperados cerca de 1000 ‘motards’.

Antonio Manuel Francisco, da comissão de mototurismo da Federação de Motociclismo de Portugal (FMP), reiterou que esta medida pretende apenas extorquir dinheiro aos motociclistas, alegando que muitas das modificações introduzidas nas motos poderão ser reprovadas na inspeção, apesar de as mesmas darem mais segurança a estes veículos.

Cerca das 17:30, os motociclistas começaram a abandonar o Rossio em direção à Assembleia da República, onde tencionam entregar um manifesto.

Presentes na manifestação estão ‘motards’ de várias zonas próximas de Lisboa, estando à mesma hora a decorrer manifestações em cidades como Porto, Castelo Branco, Faro e Funchal.

A intenção de o Governo alargar a inspeção periódica obrigatório a motos foi anunciada em maio, não pelo executivo mas pelo presidente da Associação Nacional de Centros de Inspeção Automóvel, Paulo Areal, que adiantou até que a medida entraria em vigor em outubro.

Na altura uma fonte oficial do Ministério do Planeamento disse à Lusa que não existia ainda uma data para a entrada em vigor da iniciativa.

António Manuel Francisco disse à Lusa não entender como é que é uma associação a anunciar aquilo que devia ser o Governo a fazer, e acrescentou: “ninguém sabe como vai ser, se por exemplo os inspetores vão ser obrigados a ter carta de moto ou não”.

Segundo a FMP apenas 0,3 % dos acidentes com motos são provocados por falha mecânica dos veículos e as inspeções vão retirar das estradas todas as motos personalizadas ou minimamente alteradas.


Fotos: Agência Lusa
Reportagem : TVI24

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder

Pessoal, não se fiem na questão dos km's, porque nem nos carros isso é confirmado. Apenas é anotado, mas o carro até pode ter ido com 200 mil na anterior e nesta ir com 100 mil km's que não é verificado nada! Apenas fica em registo.
Responder

Eu posso estar enganado mas se apareces com o carro com menos kms nos manómetros que aparece na folha da inspecção do ano anterior, o inspector vai chamar isso a atenção.

É certo que nas motas mesmo com IPO´s ou nao, ha sempre maneira de intrujar. Tipo vou a inspeção faço 1000km com ela e ando o resto do ano com a bicha do conta kms desconectado!lol Assim para meios teóricos, ela tem smp mtos pco kms! shy

Antes de comprar a minha mota actual, fui ver uma mota com 19 mil que tinha ja tinha sido mudado embraiagem , transmissão e pessoalmente ainda se verificou que a junta da cabeça tava lixada. Isto tudo com 19 mil!  O_O
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)