Inspeção a Mota Importada
#1

Boas, 

Importei recentemente de Espanha uma Moto Guzzi v7, e estou na fase final do processo de legalização. Tenho uma inspeção extraordinária marcada e tenho uma questão: 

- Como a mota está algo alterada (guiador novo, atrás foi retirado o pára-lamas, à frente tem um, mas mais curto que o original, espelhos novos, daqueles que se colocam nos extremos dos punhos - de resto tem tudo original), acham que é mesmo necessário colocar as peças originais antes de a levar à inspeção? Pelo que me disseram, neste tipo de inspeções apenas verificam o núm. do quadro, o núm. do motor e as medidas dos pneus, pelo que não sei se vale a pena colocar as peças originais (que as tenho todas)

Agradeço antecipadamente alguém que me possa esclarecer em relação a isto, 

Jaime
Responder
#2

Começo por sugerir uma leitura deste tópico onde o tema da legalização de motas em Portugal já foi discutido. Pelo que aí foi dito, efetivamente a inspeção à mota poderá não ser (por enquanto) muito exaustiva. No entanto o que descreves revela um conjunto de alterações significativas, às quais penso que será difícil "olhar para o lado". Coisas básicas como pneus, piscas e espelhos serão facilmente alvo de reparo... esses espelhos merdosos que referes são um alvo fácil.

Aproveito também para sugerir que dês uma vista de olhos ao fórum em geral e percebas como é que a coisa funciona. É sempre porreiro a malta apresentar-se primeiro, apresentar a mota (se tiver), indicar que mota anda a pensar comprar (se for o caso), etc. etc.

Boa sorte com a legalização da Guzzi. V

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#3

marco.clara, obrigado pela resposta. Já estive a ver melhor o assunto e mais vale colocar todas as peças originais antes de a levar à inspeção.

Obrigado pelo esclarecimento!

Jaime
Responder
#4

(24-06-2018 às 17:02)jaimeraposo Escreveu:  Já estive a ver melhor o assunto e mais vale colocar todas as peças originais antes de a levar à inspeção.

Parece-me uma decisão sensata! thumbsup

Já agora, quando puderes, bota fotos por aqui para vermos a burra!

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#5

mas meta uma do antes e uma do depois, sff.

[Imagem: Qfzl0I1.png]
Responder
#6

Já levei uma moto a fazer uma inspecção B, e não tinha piscas originais, não tinha bacalhau, tinha ponteiras IXIL em carbono, e não tive qualquer problema, a inspecção foi em Santarém.

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#7

(24-06-2018 às 22:09)nelsonajm Escreveu:  Já levei uma moto a fazer uma inspecção B, e não tinha piscas originais, não tinha bacalhau, tinha ponteiras IXIL em carbono, e não tive qualquer problema, a inspecção foi em Santarém.

E esses acessórios, pelo menos o escape consta agora no livrete?
É menos uma daquelas chatices que se tem que "legalizar" (homologar através do imtt) se não se quer apanhar uma talhada em qualquer uma daquelas operações stop…

é que iria dizer que mais valia fazer a inspecçao B tal como ela está…

a inspecçao B fica no registo do imtt, não?
(incluindo fotos?)
Responder
#8

Não faz sentido que pelo facto de passares numa inspecção com a mota cheia de tralhas aftermarket, isso sirva de aval para averbar essas mesmas tralhas no livrete. Aqui a questão é que a inspecção em causa, no processo de legalização, serve essencialmente para verificação de número de quadro, etc. Não obstante, eu optaria sempre por não me esticar muito... Uma coisa é ir com piscas que não os de origem, outra é ir sem piscas... Uma coisa é ir com espelhos que não os de origem, outra é ir com aquela merda que agora é moda colocar nos punhos... Se calhar até passa, mas vale a pena arriscar? Uma inspeção B não é propriamente barata.

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#9

O escape não consta do livrete, assim como piscas, falta de bacalhau... etc....

A inspecção B serviu unicamente para atestar que a moto podia circular em "segurança" na via pública, que o nº de chassi conferia com a matrícula e coiso e tal...

Agora, tudo o resto... fica num "limbo" administrativo... que nos deixa à mercê da boa vontade e bom senso dos senhores da farda...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)