Dúvida relativamente à legalização de alteração a efetuar numa Z650
#1

Boas Pessoal,

Preciso mesmo da Vossa ajuda numa matéria em que sou absolutamente leigo.

Para o mês que vem vou finalmente terminar a carta A e vou para a Z650.

Uma das primeiras coisas que gostaria de fazer, seria mudar o escape de origem para algo mais porreiro. E aqui é que reside a minha dúvida.

Do que percebi, em Portugal, se quiser ter tudo legal, mesmo que vá para um escape homologado, aparentemente não chega. Posteriormente tenho que ir ao IMTT, gastar algo como 500€ adicionais para legalizar a alteração efetuada na montada. Estarei eu a ver mal as coisas?

No caso da Z650, existe a possibilidade de adquirir o pack "performance", que entre algumas coisinhas que leva a mais, vem com escape Akrapovic. Ora a minha grande dúvida aqui é se esta alteração vem no livrete ou se apesar de vir já com esta alteração de "origem" dão-me apenas um certificado e, mais uma vez, tenho que ir ao IMTT e pagar para legalizar a situação.

Confesso que estou bastante confuso e parece que em Portugal é tudo muito complicado e precisamos de pagar a mesma coisa vezes sem conta para tornar tudo legal.

Alguém consegue esclarecer-me como funciona?

Confesso que não me apetece futuramente ser parado numa operação stop (tenho sempre azar nessas situações) e levar multa atrás de multa pelo escape não ser o de origem.

Obrigado e um abraço a todos.
Responder
#2

Uma excelente duvida a tirar no stand onde vais comprar a Z. Pergunta isso, se ao montar um conjunto de escape Akrapovic feito exclusivamente para esse modelo e autorizado pela marca terás que averbar algo no livrete.

Antes que alguém diga algo, deixo já expressa a minha opinião aos recém-chegados:
[Imagem: XFq18Qb.jpg]
Responder
#3

Boas,

A Z650 não existe.

Isso é uma ER6 mas que a kawasaki se enganou no nome e juntou o útil ao agradável e aproveitou uns autocolantes antigos que utilizava nos modelos Z


Responder
#4

Obrigado pelas respostas. 

Coloquei a questão e a resposta foi: "Vem homologado de fabrica, o registo é semelhante às Z650 normais". 

Assim deduzo que o pack performance é a forma legal mais rápida para a alteração. De resto, mesmo homologados, parto do princípio que, qualquer alteração deve ser averbada no livrete junto do IMTT o que irá comportar tempo e gastos adicionais.

Z650, ER6, tanto faz o que lhe queiram chamar. Dentro do segmento e para o meu 1,73m, é o modelo que prefiro entre as habituais MT 07, SV 650, etc.

Sinceramente gostaria de uma Monster 797 mas a revisão das válvulas a cada 12000 Km é um grande não para mim. O modelo a seguir, com uns respeitáveis 30000Km para esse tipo de revisão já custa demasiado dinheiro para sequer considerar.

Abraço.
Responder
#5

É pá tenho duas perguntas...

Porque é que queres meter um escape na mota , se quando compras a mota esta já tras um escape?
Desde quando é obrigatorio averbar a existencia do escape, quando ele já esta homologado para a mota em questao?


Existem modificaçoes pelas quais a lei te obriga a averbar no librete, por exemplo, diametro de rodas, mas o escape nao é uma delas!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#6

(18-04-2018 às 12:13)LoneRider Escreveu:  É pá tenho duas perguntas...

Porque é que queres meter um escape na mota , se quando compras a mota esta já tras um escape?
Desde quando é obrigatorio averbar a existencia do escape, quando ele já esta homologado para a mota em questao?


Existem modificaçoes pelas quais a lei te obriga a averbar no librete, por exemplo, diametro de rodas, mas o escape nao é uma delas!

É justo  bigsmile ... estava a merecê-las. Tens toda a razão relativamente ao escape. Só pensei que seria porreiro perder mais uns kilitos, ganhar qualquer coisa em cavalos, e ter um som um pouco mais grave. Mas sei bem que a diferença de preço não justifica nada disto.

Relativamente ao averbamento não me estava a referir ao Akrapovic que vem com o pack mas sim caso decidisse por ir por um aftermarket posteriormente. Daí ter colocado a questão inicialmente pois tenho lido informações contraditórias. Há quem diga que basta o escape estar homologado e há quem diga que a Homologação por si só não é suficiente em Portugal e que nesses casos deve ser feito o averbamento junto do IMTT.

Confesso que fiquei baralhado.
Responder
#7

Quanto à Z650 é uma boa mota, e para o que procuras é uma óptima escolha. O Vindaloo é do tempo em que as Z eram mais raivosas, por isso a Z650 não o convence.

Quanto ao escape, e para teres uma melhor informação o melhor é mesmo ires ao IMT e questionar, pois vais ouvir/ler muita coisa e não sabes se é verdade.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#8

Tenho um colega meu que quando comprou a moto, comprou com escape XPTO completo.

Como foi dito, o escape não vem homologado no livrete, apenas tens uma declaração da marca a dizer algo do género que " o escape XPTO foi feito para aquele modelo em questão e está homologado para tal bla bla..." e acho que tem um código qualquer...

Desde que não tires o DB kiler não deverás ter problemas com as autoridades.

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#9

(18-04-2018 às 12:21)glpsace Escreveu:  
(18-04-2018 às 12:13)LoneRider Escreveu:  É pá tenho duas perguntas...

Porque é que queres meter um escape na mota , se quando compras a mota esta já tras um escape?
Desde quando é obrigatorio averbar a existencia do escape, quando ele já esta homologado para a mota em questao?


Existem modificaçoes pelas quais a lei te obriga a averbar no librete, por exemplo, diametro de rodas, mas o escape nao é uma delas!

É justo  bigsmile ... estava a merecê-las. Tens toda a razão relativamente ao escape. Só pensei que seria porreiro perder mais uns kilitos, ganhar qualquer coisa em cavalos, e ter um som um pouco mais grave. Mas sei bem que a diferença de preço não justifica nada disto.

Relativamente ao averbamento não me estava a referir ao Akrapovic que vem com o pack mas sim caso decidisse por ir por um aftermarket posteriormente. Daí ter colocado a questão inicialmente pois tenho lido informações contraditórias. Há quem diga que basta o escape estar homologado e há quem diga que a Homologação por si só não é suficiente em Portugal e que nesses casos deve ser feito o averbamento junto do IMTT.

Confesso que fiquei baralhado.

A minha opinião é simples, dá tempo ao tempo.

Apenas isso.

Vais comprar uma mota nova, suave e sem folgas... para que inventar?

Vais ter todo o tempo do mundo para ires acertando a coisa ao teu jeito, se calhar até te sabe melhor a troca daqui a 2 ou 3 anos.


Responder
#10

(18-04-2018 às 14:22)vindaloo Escreveu:  
(18-04-2018 às 12:21)glpsace Escreveu:  
(18-04-2018 às 12:13)LoneRider Escreveu:  É pá tenho duas perguntas...

Porque é que queres meter um escape na mota , se quando compras a mota esta já tras um escape?
Desde quando é obrigatorio averbar a existencia do escape, quando ele já esta homologado para a mota em questao?


Existem modificaçoes pelas quais a lei te obriga a averbar no librete, por exemplo, diametro de rodas, mas o escape nao é uma delas!

É justo  bigsmile ... estava a merecê-las. Tens toda a razão relativamente ao escape. Só pensei que seria porreiro perder mais uns kilitos, ganhar qualquer coisa em cavalos, e ter um som um pouco mais grave. Mas sei bem que a diferença de preço não justifica nada disto.

Relativamente ao averbamento não me estava a referir ao Akrapovic que vem com o pack mas sim caso decidisse por ir por um aftermarket posteriormente. Daí ter colocado a questão inicialmente pois tenho lido informações contraditórias. Há quem diga que basta o escape estar homologado e há quem diga que a Homologação por si só não é suficiente em Portugal e que nesses casos deve ser feito o averbamento junto do IMTT.

Confesso que fiquei baralhado.

A minha opinião é simples, dá tempo ao tempo.

Apenas isso.

Vais comprar uma mota nova, suave e sem folgas... para que inventar?

Vais ter todo o tempo do mundo para ires acertando a coisa ao teu jeito, se calhar até te sabe melhor a troca daqui a 2 ou 3 anos.

Obrigado a todos pelas opiniões.

Sim, tens toda a razão. Por vezes é a excitação e tudo aquilo que se lê a falar mais alto. Faz todo o sentido ir por partes. Primeiro habituo-me à moto e posteriormente tenho certamente tempo e até mais conhecimento da dita para decidir o que realmente fazer.

Um muito obrigado e um abraço!
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)