Ducati Scrambler Cafe Racer 2017
#11

(15-12-2016 às 17:25)michelfpinto Escreveu:  Não tens de ser gordo para se pesar mais que a média...

Sim. Um gajo com estatura acima da média pode ser pesado sem ser gordo.
Porém, não me parece que esse seja o público alvo de uma moto minúscula como estas scrambler.
smile
Responder
#12

(15-12-2016 às 18:13)dfelix Escreveu:  Sim. Um gajo com estatura acima da média pode ser pesado sem ser gordo.
Porém, não me parece que esse seja o público alvo de uma moto minúscula como estas scrambler.
smile

Concordo. thumbsup

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#13

(15-12-2016 às 16:53)dfelix Escreveu:  
(15-12-2016 às 14:54)Johnny_1056 Escreveu:  Está engraçada, mas podiam ter-se esmerado mais nalguns aspectos como suspensões reguláveis...

Para quê?
Para ter duas carrapetas a brilhar na mesa de direcção?
Só porque.. fica fixe?

As suspensão original é bastante competente e enquadra-se perfeitamente no conjunto.
Até agora nunca senti necessidade de mexer em nada.
Mas tenho um peso "normal". Já um gajo gordo é capaz de precisar de alterar. Ou fazer dieta.

Poderia ser um bocadinho mais soft fora de estrada...
Mas certamente que isso comprometeria o comportamento em asfalto. Que é onde acaba utilizada a maior parte do tempo.
Sobretudo esta versão.

Deduzo que seja por isso que equiparam a desert sled com outra forquilha.
Essa sim com maior curso. E regulável.


Não simpatizo muito com esta versão.
Tal como a antecessora Italia Independent é pretensiosa e um bocado azeitola.
Mas existe por que há mercado para isso.

Boas;
Dfelix, não é apenas porque fica mais fixe, mas apenas porque tanto tu como eu podemos comprar essa moto e agora estou gordo que nem um texugo e devo estar a pesar mais 30 kg do que tu, tal como também posso andar em estradas com piso mais irregular do que tu.

Se o fizeram na Desert Slet, também o podiam fazer nesta. Uma merda duma Yamaha TDM 850 de 1991 tem suspensões reguláveis!!!
Responder
#14

A forquilha da moto é extremamente competente.
Nunca senti qualquer necessidade de regulação. Nem mesmo com pendura, o que torna o peso total idêntico ao de um gajo... obeso!

Já te disse que a moto curva pra caralho?
Curva tão bem que sinto que se fosse lá andar a mexer só seria para piorar...
Não consigo ter a mesma confiança no telelelelever-paralelelelever-tretalelelever todo banhado a ohlins da R1200S como sinto com a Scrambler!
Aliás, passei meses até acertar com uma afinação decente na bmw.
Mas agora fiquei seriamente a pensar em trocar toda a sucata que tenho na garagem por uma TDM de 91.. afinal, as suspensões devem ser o pináculo da eficiência!  bigsmile

OK.. a Scrambler é dura. E sente-se mais fora de estrada... mas agarra-se ao chão com unhas e dentes.

Piso irregular? Felizmente até vivo no campo e as estradas são porreiras...
O problema é mesmo quando entro em Lisboa.. que aparte dos já habituais empedrados, desempedrados e linhas de eléctrico desactivadas com remendos aleatórios... agora com as obras de requalificação que estão a fazer em todo o lado mais parece o Dakar.

Aposto que nem os gajos da Ducati que a baptizaram de "Urban Enduro" nunca pensaram que o nome seria tão adequado...  lol

Faz sentido na Desert Sled... talvez. Sobretudo tendo em conta que também têm mais curso e apetência pra afundar.
Faz sentido na Café Racer que deve ser a versão do catálogo mais inútil e totalmente orientada a quem só usa a moto para ir à barbearia gourmet e ao gentleman's ride? Só se for mesmo porque as carrapetas dão um ar mais... racer!
Responder
#15

Boas;
Dfelix, acredito nas tuas palavras.
A moto tem ar de que se mexe bem, a Ducati deve ter feito questão de oferecer uma com o apuro dinâmico como é seu apanágio.
Nesta nova vaga de neo-retro-scrambler-cafe racer-mais o que lhe queiram chamar, a Ducati deve ter as motos mais divertidas de usar em meio urbano.

Acredita que a suspensão da frente da TDM é muito porreira, infelizmente não posso dizer o mesmo do amortecedor traseiro que tem bastantes limitações e ainda por cima tem a agravante de estar ancorado directamente ao braço oscilante, que também não é o sistema que mais aprecio.

Para ir à barbearia gourmet ou à esplanada deve ter afinações e já agora com afinadores rápidos (sem necessidade de chave de caixa) para chegar lá alguém e dar 3 voltas àquilo.
Responder
#16

(16-12-2016 às 02:40)Johnny_1056 Escreveu:  A moto tem ar de que se mexe bem, a Ducati deve ter feito questão de oferecer uma com o apuro dinâmico como é seu apanágio.

Tirando os travões cujo disco apesar de ser apenas um... é o mesmo 330mm da Panigale mordido pela pinça da hypermotard, o resto do equipamento é bastante honesto.

A forquilha é uma kayaba 41 mm que não me parece muito diferente da usada na MT-09.
Embora essa tenha tenha afinação...

Para quem a afinação é requisito... já há kits para isso.
Num forum internacional de scrambler há uns gajos que já achanataram as motos todas e claro, enfiaram-lhes disso.
Porém, a ideia que fico é que a malta que quase não anda de moto são os que sentem maior necessidade de mexer!
lol

Para quem não quer gastar 600 dolares num recheio da Marzocchi... há sempre uma opção deste tipo:

[Imagem: cart2cart-ducati-scrambler-bar-riser-top...1479302765]

Umas carrapetas de alumínio maquinado que encaixam na tampa original...
São completamente inúteis. Mas dá um ar todo racer à coisa...
lol
Responder
#17

Boas;
A nível de travagem está certamente melhor que qualquer moto de média cilindrada com 10 anos. Este é uma das áreas em que se tem evoluído imenso e com tanto material disponível não faz qualquer sentido andar com tretas.
A moto deve ter um peso em ordem de marcha próximo ou abaixo dos 200kg, um disco grande e bem "mordido" é mais que suficiente.

Não sabia que a forquilha era uma Kayaba semelhante à da MT-09... De qualquer forma as afinações na MT-09 não devem ser grande m#rda, que as testa a sério fica francamente desapontado. Só experimentei uma MT-09 Tracer e não explorei grandemente a coisa, mas fiquei com a sensação de que quem quiser exigir mais depressa sente as suas limitações. Uma coisa é certa, mas a moto tinha saído para o mercado, já havia kit's para as suspensões, até a Yamaha vende os da Ohlins por uma pipa de massa.
Os ingleses da Maxton e/ou da Nitron também têm kits.

És capaz de ter razão, quem menos anda mais gasta em extras e m#rdas supérfluas.
Sendo uma moto de utilização quase exclusiva numa determinada zona, desde que se consiga atingir um bom compromisso de afinação, depois pouco se mexe.
Responder
#18

Adora a estética desta moto
Responder
#19

Ducati Scrambler Sixty2 de 2016 personalizada.

https://classifieds.thebikeshed.cc/details/2264

[Imagem: 2016-Ducati-Scrambler-400-By-Eastern-Spi...0-Hero.jpg]

[Imagem: 2016-Ducati-Scrambler-400-By-Eastern-Spi...rage-1.jpg]

[Imagem: 2016-Ducati-Scrambler-400-By-Eastern-Spi...rage-4.jpg]

[Imagem: 2016-Ducati-Scrambler-400-By-Eastern-Spi...rage-5.jpg]

[Imagem: 2016-Ducati-Scrambler-400-By-Eastern-Spi...rage-2.jpg]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)