Desabafo / pedido opinião
#1

Pois é, a vida às vezes não é justa...

Antes de mais, ando de moto desde os 16 anos (tenho 39) praticamente todos os dias da semana... tenho por alto mais de 200.000kms em cima de motos...
As motos que tenho tido ou são trails (tipo XT, FMX), ou nakeds...

Aqui começa o buzidrólio:
Tenho um problema nos ouvidos chamado tinnitus, que é um zumbido permanente. Sabem a sensação que ficam após irem a um concerto com a musica alta? Isso...

Este problema agravou neste ultimo ano, o que me deixa preocupado.

E isto para dizer o que?
Estou a pensar seriamente em deixar de andar de moto, e digo-vos, está a ser a decisão mais difícil da minha vida, visto que as motos para mim são um grande vicio... Mas a saúde está 1º....

Agora fica aqui o meu pedido de opinião.
O que fariam na minha situação?

- Trocar por uma scooter com grande protecção aerodinâmica e ver se não pioro? ( confused estou a pensar nesta)
- Deixar a Hornet na garagem, e andar algum tempo de transportes para ver se me sinto melhor?
- Outra?


Embora esteja a tentar levar toda esta situação descontraído e na brincadeira, ando a bater mal com isto.... redeye

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#2

Uns tampões nos ouvidos ou um capacete mais insonorizado não ajudam? confused

Ex Suzuki GS500
Ex Yamaha YZF600R - Thundercat
Ex Yamaha R1
Suzuki GSX-R 750
Responder
#3

Mas andando de moto, essa questão pode vir a piorar? Deixando as motos, há possibilidade da situação ser reversível?

Uma moto de origem, com escape de origem, e dentro de algo mais "turístico", como sejam uma Deauville, uma F800GT ou mesmo uma Pan, com um bom capacete integral, não poderiam ser solução?

A próxima vez que estivermos juntos, hás-de experimentar a minha ST. É que em condução "normal", acima dos 70/80 Km/h, praticamente o escape (de origem) nem se ouve.... apenas o vento (situação que quanto melhor e mais insonorizado for o capacete, mais minimizas também).

Em último recurso.... uma moto eléctrica!

Mas deixar as motas (metendo-me um pouco na tua situação e tendo em conta também a minha afinidade às ditas), é que não! Pelo menos essa seria sempre a última solução a esgotar.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#4

Conheço esse problema e tem origem nnervosa, não acredito que a moto o va piorar.

O melhor conselho que te posso dar é que consultes um especialista.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#5

Quando chegar a casa respondo.

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#6

(22-04-2016 às 15:46)xiko_dsg Escreveu:  Uns tampões nos ouvidos ou um capacete mais insonorizado não ajudam? confused

Tenho um Schuberth C3, e uns tampões da 3M... sad

(22-04-2016 às 15:48)carlos-kb Escreveu:  Mas andando de moto, essa questão pode vir a piorar? Deixando as motos, há possibilidade da situação ser reversível?

Uma moto de origem, com escape de origem, e dentro de algo mais "turístico", como sejam uma Deauville, uma F800GT ou mesmo uma Pan, com um bom capacete integral, não poderiam ser solução?

Pelo pouco que conheço, penso não ser reversível...
Eu falei numa "maxi-scooter" porque são motos com boa protecção, andam devagar, e estão dentro do meu orçam€nto...

Alguma informação sobre o problema:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Zumbido

(22-04-2016 às 15:49)LoneRider Escreveu:  Conheço esse problema e tem origem nnervosa, não acredito que a moto o va piorar.

O melhor conselho que te posso dar é que consultes um especialista.

Nem sempre é de origem nervosa...

E sim tens toda a razão, é algo que ainda não fiz é consultar um BOM especialista dead

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#7

Assim de repente aconselho-te a deixares os tampões em casa.
É certo que te protegem do ruído, mas também empurram a cera para dentro, compactando-a e aumentando a pressão dentro da cavidade auricular.

Não dou médico, mas um otorrino, para alem de me ter salvo a vida, enfiou-me 82 pontos na cabeça, por isso sou sensível a essas matérias.
Contacta um especialista e conta o teu problema. Aproveita e que te limpe os ouvidos caso necessites.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#8

Como o Lone referiu acho que primeiro deverias consultar um especialista. Dependendo do que te possa dizer terás sempre uma decisão mais informada.

Quanto a deixares de andar de mota, só o faria sabendo que era exatamente o andar de mota que provocava isso.

E como referido, penso que se tiveres uma mota com outra proteção e com um escape de origem sentirás uma grande diferença.

Percebo que a saúde esteja primeiro, e por isso mesmo o melhor é antes de tudo ires a um especialista.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#9

(22-04-2016 às 16:03)Mr.Ricky Escreveu:  Tenho um Schuberth C3, e uns tampões da 3M...  sad

Pois.... o C3 é um modular, o que prejudica bastante no capítulo da insonorização... na mesma linha deverias ter optado por um integral. Já experimentaste ao menos? E se sim, como te sentiste?

(22-04-2016 às 16:03)Mr.Ricky Escreveu:  Pelo pouco que conheço, penso não ser reversível...
Mas pode piorar continuando a andar de moto?

(22-04-2016 às 16:03)Mr.Ricky Escreveu:  Eu falei numa "maxi-scooter" porque são motos com boa protecção, andam devagar, e estão dentro do meu orçam€nto...

Consegues dentro do universo das motos (que não scooters) opções com índices decibélicos semelhantes ou até menores.
Se ainda assim, um motor Otto for realmente prejudicial, por mais silencioso que seja, ressalvo a sugestão da eléctrica, cujo funcionamento é muito mais soft no capítulo sonoro, tendo depois a agravante do preço... mas que acabas por amortizar, pelos consumos brutalmente menores (não obstante das outras limitações no que concerne a autonomia e tempo de recarga).

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#10

Acredito que o mais importante aqui é precisamente consultares um bom especialista e perceberes com certeza absoluta o que pode ou não causar impacto em relação a esse problema. Antes disso não vale a pena sofreres por antecipação ou pensares em alternativas a algo que gostas de fazer.

Já te acompanhei algumas vezes no trajeto casa-trabalho, e o teu "vespão" não é barulhento nem tu andas na esgalha para dizer que possas ter aí um fator significativo de agravamento. Tu próprio também já disseste que também estás bem equipado (capacete, tampões).

SE (e apenas SE) se confirmar que, apesar de tudo, andar de mota pode ser um problema, concordo que existem formas de minimizar. A minha mota antes de levar com o SC smile praticamente não se ouvia (tal como a ST do Carlos)... no caso do Carlos como a proteção aerodinâmica da própria mota é maior, também reduz o ruído do vento no capacete... etc. etc.

Vai com calma e não te ponhas já a pensar no pior cenário. Vai a um especialista e depois avalia o que podes fazer!
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)