Cagiva MITO evo 250
#1
Smile 
O que acham desta senhora?

https://www.olx.pt/anuncio/cagiva-mito-e...APeM7.html

[url=https://www.olx.pt/anuncio/cagiva-mito-evo-250-IDAPeM7.html][/url]Tem montado o vj21 

???
Responder
#2
Isso tinha que se analizar a fundo!
I just don't run with the crowd!

http://www.loneriderendlessroad.com
Responder
#3
É verdade,
Pois estamos a falar de uma transformação que embora pareça ter muito bom aspecto traz sempre alguma desconfiança.
Por exemplo, o proprietário disse-me que faz a mistura directa no depósito e q os pistões são os de origem. Isto levantou-me logo dúvidas pq o recomendado é a troca dos pistões a cada 15k km e o autolube além de fazer o doseamento do óleo para a mistura , penso que também é responsável por alimentar a lubrificação dos rolamentos dos da cambota.

E aquela frente? Suspensão e travagem, vem de onde?

Foram estas as minhas principais dúvidas mas enfim, provavelmente seria uma mota que me traria muito trabalho
Responder
#4
Parece-me genericamente uma ma compra.

Penso que parte do valor de teres uma 250cc 2T resida parte na originalidade e essa mota e so uma 125cc ilegal.

Deve ser um monstro a andar, mas eu entendo como uma grande limitacao ter uma mota tao engracada e so poder andar com ela no reboque. E nao esta propriamente barata.
"Dou confiança para que possam brincar e mandar piadolas à minha pessoa neste forúm"

Responder
#5
ESim 
Está seria uma compra na perspectiva de track days.
Responder
#6
(01-04-2018 às 12:27)Kotir Escreveu: Por exemplo, o proprietário disse-me que faz a mistura directa no depósito e q os pistões são os de origem. Isto levantou-me logo dúvidas pq o recomendado é a troca dos pistões a cada 15k km e o autolube além de fazer o doseamento do óleo para a mistura , penso que também é responsável por alimentar a lubrificação dos rolamentos dos da cambota.

Bem... isso do pistão ser de origem pode ser uma questão de interpretação.
A minha Mito na minha mão já vai no 4º pistão... e o actual é de origem.

Quanto ao ser recomendado trocar aos 15K é relativo...
Na Mito 125 normalmente não duram tanto. Só que esta tem o motor duma RGV 250.

Quanto á mistura, certamente que optaram por eliminar a bomba do autolube.
Alteração bastante comum em motores 2T modificados que trás vantagens de performance e fiabilidade, mas mais incómodo do ponto de vista de efectuar mistura e manter a gasolina em condições.

(01-04-2018 às 12:27)Kotir Escreveu: E aquela frente? Suspensão e travagem, vem de onde?

Parece-me ser uma mistura de várias.
Os discos e bombas parece-me os originais Cagiva/Ducati mas em duplicado (tal como na 748).
Mas a forquilha e as jantes são de outra dadora.

(01-04-2018 às 12:27)Kotir Escreveu: Foram estas as minhas principais dúvidas mas enfim, provavelmente seria uma mota que me traria muito trabalho

O actual vendedor é bastante específico quanto ao público alvo desta transformação:
"Só para verdadeiros amantes dos dois tempos."

Isto é um brinquedo interessante para dar umas voltas e continuar o trabalho de bricolage.
Não é moto para uso recorrente. Como nenhuma 2T actualmente o é!

Além de que esta transformação é completamente ilegal.
Responder
#7
Boas;
Dfelix, como está o teu pisa-papeis? cool

Quem compra um "objecto" destes sabe bem com o que contar, deixem-se de críticas e questões existencialistas.
Responder
#8
Thumbs Up 
(03-04-2018 às 10:58)dfelix Escreveu:
(01-04-2018 às 12:27)Kotir Escreveu: Por exemplo, o proprietário disse-me que faz a mistura directa no depósito e q os pistões são os de origem. Isto levantou-me logo dúvidas pq o recomendado é a troca dos pistões a cada 15k km e o autolube além de fazer o doseamento do óleo para a mistura , penso que também é responsável por alimentar a lubrificação dos rolamentos dos da cambota.

Bem... isso do pistão ser de origem pode ser uma questão de interpretação.
A minha Mito na minha mão já vai no 4º pistão... e o actual é de origem.

Quanto ao  ser recomendado trocar aos 15K é relativo...
Na Mito 125 normalmente não duram tanto. Só que esta tem o motor duma RGV 250.

Quanto á mistura, certamente que optaram por eliminar a bomba do autolube.
Alteração bastante comum em motores 2T modificados que trás vantagens de performance e fiabilidade, mas mais incómodo do ponto de vista de efectuar mistura e manter a gasolina em condições.

(01-04-2018 às 12:27)Kotir Escreveu: E aquela frente? Suspensão e travagem, vem de onde?

Parece-me ser uma mistura de várias.
Os discos e bombas parece-me os originais Cagiva/Ducati mas em duplicado (tal como na 748).
Mas a forquilha e as jantes são de outra dadora.

(01-04-2018 às 12:27)Kotir Escreveu: Foram estas as minhas principais dúvidas mas enfim, provavelmente seria uma mota que me traria muito trabalho

O actual vendedor é bastante específico quanto ao público alvo desta transformação:
"Só para verdadeiros amantes dos dois tempos."

Isto é um brinquedo interessante para dar umas voltas e continuar o trabalho de bricolage.
Não é moto para uso recorrente. Como nenhuma 2T actualmente o é!

Além de que esta transformação é completamente ilegal.

Sim tal como disse anteriormente está Mota seria para um uso específico.

Sei também que é recorrente os prioritários deste tipo de motor eliminar o autolube. Contudo a minha estranheza não passava por aí mas sim pelo facto de o vj21 poder ter um ponto de lubrificação específico para os rolamentos da cambota. Ponto este que seria alimentado também pelo circuito do autolube e o facto de o eleminares poder vir a ser problemático.

Obrigado pelo esclarecimento quanto ao sistema de travagem e já tinha pensado num sistema da Ducati. Não sabia era q as bombas podiam ser montadas à esquerda e à direita.
Responder
  




Utilizadores a ver este tópico:
1 Visitante(s)