Sangrar o travão dianteriro da Diversion
#1

bem pessoal aqui fica registado mais um capitulo de manutenção da Diversion.
como sabem deixei a negona cair na garagem e com isto lá se foi o guiador.
tenho mota e não tenho assim tanto dinheiro para disponibilizar, ai esta o mau, mas que remédio tenho o bicho na veia.
optei por um guiador não de origem e aproveitei para meter umas manetes que adquiri na net, das desportivas com regulagens.
bem até aqui tudo bem, na hora de sangrar, vai dor de cabeça, o óleo sai pelo sangrador mas a manete nada de pressão.
ouve quem me chamou a atenção por estar usando fluido doc4 e a dizer que deveria ser doc3.
outro e este com razão me chamou a atenção pelo fato de não ter trocado anilhas.
agora depois de ter esperado uma semana inteira para por aquilo em ordem não fica ainda pronto.
porque tirei a medida dos tubos novos mau e ficaram grandes, vou ter que manda cortar, e depois com anilhas novas e mais uma boa quantidade de fluido de travão, vamos ver se a bomba presta ou não.
houve quem disse que há como testar a bomba antes de montar, como seria? confused
aguardem pelo desfecho pra semana, até o verão ainda tenho muito tempo. cry

[Imagem: Qfzl0I1.png]
Responder
#2

Camarada, quando purgas o sistema hidraulico, é suposto não ter pressão quando apertas na manete... deves é estar a fazer aí alguma coisa mal....

Para sangrares o sistema faz desta forma:

-colocas a moto num local plado, e mete-la no descanso central
-colocas um tubo transparente no bucal de purga que existe nas pinças, ligado a uma garrafa de água de 33cl vazia.
- envolves um pano em torno do depósito do líquido de travões.
-tiras a tampa
-desapertas o parafuso de purga da pinça mas pouco, o suficiente para deixar passar óleo, normalmente 1/$ de volta chega.
-carregas na manete do travão mas devagar, e quando esta chega ao fim do seu curso, voltas a apertar o parafuso de purga da pinça
-fazes esta operação as vezes necessárias até o líquido de travões sair limpinho
-repetes estas operações para as pinças do outro lado.
-depois atestas o reservatório até ao nível correcto.
-fechas a tampa depois de a limpares e secar muito bem.
-limpas tudo muito bem com um pano molhado.
-limpas de seguida com um pano seco.

Espero que tenha ajudado.

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#3

Continua Robson. Da próxima será mais fácil.  thumbsup

Boas curvas & Ride Safe
------------------------------------------------------------
2014- >> YAMAHA FJR1300A
2012-2015 >> YAMAHA XJ 600 S Diversion
2009-2012 >> SYM GTS 125 Evo


http://motorcycleridingbysmvalmeida.blogspot.com/
Responder
#4

nada como passar por estas para apreender, não é verdade.
confesso que passo maus pedaços mas ao fim, e sou persistente, acaba por compensar.
obrigado nelson qualquer dia destes vou ai para os lados de benaventes e a gente bebi uma bica.

[Imagem: Qfzl0I1.png]
Responder
#5

Isto não tem nada que saber.... quando não se sabe... pergunta-se... há sempre alguém que saiba como se faz.

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#6

Todo o processo descrito pelo nelson está correctíssima.
Convém é ter cuidado com a escolha do DOT!
E para isso nada como consultar o manual da moto. Apesar de que normalmente está devidamente indicado no recipiente.

E a regra é muito simples:
DOT 3, 4 e 5.1 são compativeis. Deves usar igual ou acima do indicado pelo fabricante.
Ou seja, podes usar um DOT 5.1 ou um DOT 4 num mecanimo DOT 3, mas nunca o contrário.

O único cuidado a ter é com o DOT 5, pois é a ovelha negra. A base química é diferente e portanto sistemas que seja DOT 5 só devem utilizar mesmo este. Todos os outros para utilizar DOT 5 têm de ser adaptados... o que não justifica.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)