Review [Lista] 10 melhores sport-touring por Visor Down
#21
(09-06-2017 às 10:02)LoneRider Escreveu: A GSX foi um tiro no pé!
Acho essa moto muito mal parida.
A Z-SX já é uma "veterana".
A essas devias juntar a VFR 800/1200 e as K1300.

(tanto as K como a VFR1200F estão descontinuadas em Portugal)

Tudo isso, junto com as fast bike, todas elas fora de produção, GSX1300R e ZZR1400, teríamos um segmento bastante completo e interesante donde podría sair um bom debate.

A GSX-S1000F só peca, pelo que vejo, em não ter malas laterais rígidas, ao invés da Kawasaki.

"V"
Mototurismo a Dois | | Andar de mota é uma arte e cair... faz parte!! | | Motos & Destinos
Responder
#22
Não vamos esquecer o constante controlo de velocidade actual, que enquanto antes as fotos não vinham parar a casa...hoje em dia uma foto em Itália depressa encontra o caminho ao nosso correio.

Bem oiço as histórias das viagens de antigamente onde Espanha era feita de um lado ao outro num tiro e o Algarve ficava a cerca de uma hora de Lx.

Por isso se as viagens são feitas mais na média dos 120/150 e não dos 180/250 qual a verdadeira necessidade de haver o segmento de sport-touring?

Mas agora essa lista é de facto uma serie de escolhas menos felizes com esse titulo tirando duas ou três opções.
Responder
#23
(09-06-2017 às 12:10)mr_trecolareco Escreveu: Não vamos esquecer o constante controlo de velocidade actual, que enquanto antes as fotos não vinham parar a casa...hoje em dia uma foto em Itália depressa encontra o caminho ao nosso correio.

Bem oiço as histórias das viagens de antigamente onde Espanha era feita de um lado ao outro num tiro e o Algarve ficava a cerca de uma hora de Lx.

Por isso se as viagens são feitas mais na média dos 120/150 e não dos 180/250 qual a verdadeira necessidade de haver o segmento de sport-touring?

Mas agora essa lista é de facto uma serie de escolhas menos felizes com esse titulo tirando duas ou três opções.

O sport nem tem só a ver com a velocidade. Há outras variáveis como resposta ao acelerador, posição de condução e até com o comportamento da mota em curva.
Boas curvas! 
Responder
#24
(09-06-2017 às 12:10)mr_trecolareco Escreveu: Não vamos esquecer o constante controlo de velocidade actual, que enquanto antes as fotos não vinham parar a casa...hoje em dia uma foto em Itália depressa encontra o caminho ao nosso correio.

Bem oiço as histórias das viagens de antigamente onde Espanha era feita de um lado ao outro num tiro e o Algarve ficava a cerca de uma hora de Lx.

Por isso se as viagens são feitas mais na média dos 120/150 e não dos 180/250 qual a verdadeira necessidade de haver o segmento de sport-touring?

Mas agora essa lista é de facto uma serie de escolhas menos felizes com esse titulo tirando duas ou três opções.

Sería verdadeiramente coerente essa afirmação se não tivéssemos esses mastodontes de 160cv e que são mecanicamente capazes de fazer as mesmas médias de velocidade.

Aqui a diferença reside que estás máquinas sofrem do estigma da falta de conforto das desportivas.

Qualquer gajo com 50 anos de idade e que andou de mota toda a sua vida te jura a pés juntos que as Sportouring são muito confortáveis (e não mentem) mas um gajo com 30 anos vão dizer que as trail são muito mais confortáveis.
Eu acho que o melhor é fazer a comparação, porque acredito que as trails trituram os discos vertebrais, com especial incidência nos cervicais. A sensação de maior protecção aerodinâmica é uma falsa sensação e o poder de lhe por tudo e mais alguma coisa, que é verdadeiro, transforma essas motas num acumular de inercias que qualquer gajo com unhas e experiente, os passa com uma GoldWing, no que a condução desportiva se refere.
I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#25
A mim uma condução demasiado direita acaba por me causar mais dores nas costas, daí que prefiro a posição em que ande um pouco inclinado para a frente. blink

"V"
Responder
#26
Eu sei bem disso, é a razão de ter a superduke e não algo mais "genérico" e suave, mas a realidade do condutor hoje em dia é menos agressiva do que há 20 anos.

Não vejo assim tantas pessoas na estrada a tirarem partido de uma hayabusa ou zz1400 como se fala e quer se queira, quer não mesmo as Pan European e similares andam a rarear para as big-trails.
Responder
#27
Não concordo de todo que as sport-touring estejam em extinção. Até porque a maioria das marcas (mais comerciais) continua a ter pelos menos uma sport-touring (assumida) dentro do seu catálogo.

Podem é não ter o mesmo nº de vendas que outros segmentos de moto, que cobrem uma abrangência similar, apesar de terem uma concepção / estilo diferente.
Aliás, é notório que com a evolução do mercado, os estilos cada vez se mesclam mais e invadem campos de utilização diversos.... e tem uma razão de ser, pois hoje em dia cada vez se procura mais uma moto que cubra diferentes vertentes de utilização. Os construtores no fundo apenas oferecem o que o mercado procura.
Responder
#28
Lone, são capazes mas com outros consumos e mais esforçados.

Ainda há pouco tempo vi uma RT1200 a comentar com uma GS1200 exactamente a diferença que é subir a essas velocidades numa GS com malas quadradas que parece um tijolo e uma RT com malas aerodinâmicas blink

Além que é tudo muito giro gastar 15/20 mil euros numa mota, mas depois a maioria não gosta de gastar 10litros aos 100 ehehehe

Eu estou de acordo que direito demais como nas trais tb não é ideal e prefiro andar de vez em quando em estradões, se for necessário a abanar as carenagens, com mota de estrada do que andar sempre em alcatrão com mota de trail. blink
Responder
#29
(09-06-2017 às 12:40)carlos-kb Escreveu: Não concordo de todo que as sport-touring estejam em extinção. Até porque a maioria das marcas (mais comerciais) continua a ter pelos menos uma sport-touring (assumida) dentro do seu catálogo.

Podem é não ter o mesmo mercado que outros segmentos de moto, que cobrem uma abrangência similar, apesar de terem uma concepção / estilo diferente.
Aliás, é notório que com a evolução do mercado, os estilos cada vez se mesclam mais e invadem campos de utilização diversos.... e tem uma razão de ser, pois hoje em dia cada vez se procura mais uma moto que cubra diferentes vertentes de utilização. Os construtores no fundo apenas oferecem o que o mercado procura.

As sport touring nos catalogos sao charutos, face as desportivas.

Comeca com a Z1000 motor cansado e nada animado em altas, morrendo no boxer de 125cv da bmw...
 
Antes eram motas que chegavam ali ao tecto referido pelo Mr Trecolareco com alguma leveza.

Responder
#30
Eu só por causa das coisa, quando trocar de mota vai ser uma sport-touring!! Mai nada! :p

"V"
Responder
  




Utilizadores a ver este tópico:
1 Visitante(s)