Os porreiracos da GNR
#1

Pois é amigos, no passado dia 24 de Julho de 2017 (meu primeiro dia de férias) fui multado às 16.05 em Almeirim por estacionamento indevido.

O problema é que estive todo o dia em Penafiel no parque Magikland com a famelga toda .

Para agravar a situação o carro que foi multado esteve todo o dia na garagem, não tendo assim forma de provar que o carro multado estava a centenas de kms do local.


E agora?! Talvez seja melhor lá ir pagar mais umas cervejas a ver se se resolve isto? Ou haverá outra forma de resolver?
Responder
#2

O melhor é ires lá expor a situação.

Possivelmente terão registado a marca/modelo do carro, e com um bocado de sorte não corresponderá com a tua viatura.

Tive uma situação semelhante em que me notificaram (através da matrícula) porque supostamente teria sido responsável por deitar um semáforo abaixo em Lisboa... não fora a viatura um Citroen C3 cinzento em vez de um Opel Corsa branco. Resolveu-se facilmente.

Ficará sempre a dúvida se a matrícula foi "clonada" ou se o agente responsável pelo auto necessita de uma consulta de oftalmologia.
Responder
#3

Ausência de prova do carro estar lá também pode ser considerado "prova". Por isso contesta e diz que o carro não estava lá, e pede provas do contrário.
Responder
#4

Cláudio pá.... então esse não foi o dia em que estivemos a degustar uma bela sopa da pedra em Almeirim?  devil   bigsmile

Hehehehe.... agora a sério. Os dados do carro (marca e modelo) correspondem ao descrito no auto?

De qualquer modo o que tens a fazer é antes de tudo, ires à autoridade competente (neste caso a GNR) expôr a situação e averiguar na realidade o que se passou. Com alguma sorte a coisa resolve-se facilmente. smile

[Imagem: QKmafvp.png]
Responder
#5

Os carros só dão chatices...
Responder
#6

Ou então algum vizinho foi passear com o teu carro. O motor não estava quente quando chegaste a casa? lol
Responder
#7

(26-10-2017 às 08:58)ClaXav Escreveu:  Pois é amigos, no passado dia 24 de Julho de 2017 (meu primeiro dia de férias) fui multado às 16.05 em Almeirim por estacionamento indevido.

O problema é que estive todo o dia em Penafiel no parque Magikland com a famelga toda .

Para agravar a situação o carro que foi multado esteve todo o dia na garagem, não tendo assim forma de provar que o carro multado estava a centenas de kms do local.


E agora?! Talvez seja melhor lá ir pagar mais umas cervejas a ver se se resolve isto? Ou haverá outra forma de resolver?

Existe forma, impugnas o auto com provas em como estiveste no local X à hora da infracção com o veiculo de caracteristicas Y e Z com matricula XX-XX-XX (a que consta no auto).

(26-10-2017 às 09:09)pedromt07 Escreveu:  Ausência de prova do carro estar lá também pode ser considerado "prova". Por isso contesta e diz que o carro não estava lá, e pede provas do contrário.

Não há ausência de prova, o agente faz fé e é uma prova, além disso, provavelmente haverá 2 agentes registados no auto, o que é uma prova suficiente para perderes em tribunal, está no artigo 170º do CE.

Citar:Artigo 170.º
Auto de notícia e de denúncia
1 - Quando qualquer autoridade ou agente de autoridade, no exercício das suas funções de fiscalização, presenciar contraordenação rodoviária, levanta ou manda levantar auto de notícia, o qual deve mencionar:
a) Os factos que constituem a infração, o dia, a hora, o local e as circunstâncias em que foi cometida, o nome e a qualidade da autoridade ou agente de autoridade que a presenciou, a identificação dos agentes da infração e, quando possível, de, pelo menos, uma testemunha que possa depor sobre os factos;
b) O valor registado e o valor apurado após dedução do erro máximo admissível previsto no regulamento de controlo metrológico dos métodos e instrumentos de medição, quando exista, prevalecendo o valor apurado, quando a infração for aferida por aparelhos ou instrumentos devidamente aprovados nos termos legais e regulamentares.
2 - O auto de notícia é assinado pela autoridade ou agente de autoridade que o levantou ou mandou levantar e, quando for possível, pelas testemunhas.
3 - O auto de notícia levantado e assinado nos termos dos números anteriores faz fé sobre os factos presenciados pelo autuante, até prova em contrário.
4 - O disposto no número anterior aplica-se aos elementos de prova obtidos através de aparelhos ou instrumentos aprovados nos termos legais e regulamentares.
5 - A autoridade ou agente de autoridade que tiver notícia, por denúncia ou conhecimento próprio, de contraordenação que deva conhecer levanta auto, a que é correspondentemente aplicável o disposto nos n.os 1 e 2, com as necessárias adaptações.
Responder
#8

Bom, decidi mudar o título (por razões óbvias).

Liguei para a GNR de Almeirim. Atendeu um GNR porreiraço, basicamente o que me disse é que terei de provar que o carro não esteve lá, caso não o consiga fazer terei de pagar.

Seguindo as vossas sugestões e uma vez que na notificação apenas consta a matrícula, pedi-lhe que me confirmasse a marca do carro em questão mas o porreiraço não conseguiu averiguar na hora disse que ia falar com o autoante e que depois me contactava.

A ver vamos. Mais informou que caso não seja erro do colega, talvez seja clonagem de matrícula, e nesse caso que me devia preparar porque irão aparecer mais chatices.


Agora já sabem porque se deve tapar as matrículas nas fotos publicas?
É o que dá por o carro à venda na net com a matrícula visível.
Responder
#9

(26-10-2017 às 17:02)ClaXav Escreveu:  Bom, decidi mudar o título (por razões óbvias).

Liguei para a GNR de Almeirim. Atendeu um GNR porreiraço, basicamente o que me disse é que terei de provar que o carro não esteve lá, caso não o consiga fazer terei de pagar.

Seguindo as vossas sugestões e uma vez que na notificação apenas consta a matrícula, pedi-lhe que me confirmasse a marca do carro em questão mas o porreiraço não conseguiu averiguar na hora disse que ia falar com o autoante e que depois me contactava.

A ver vamos. Mais informou que caso não seja erro do colega, talvez seja clonagem de matrícula, e nesse caso que me devia preparar porque irão aparecer mais chatices.


Agora já sabem porque se deve tapar as matrículas nas fotos publicas?
É o que dá por o carro à venda na net com a matrícula visível.

A informação sobre a marca do carro (e eventualmente a cor) seria bom para despistar algum engano que a GNR tivesse tido ao colocar a matrícula no auto de notícia.

Já tens o auto de notícia?

Não passaste por nenhum pórtico de portagem na zona norte nesse dia? Via verde e registos?

Podes usar isso tudo para impugnar a contra-ordenação.

Honda CX 400 '83 Eurosport
Responder
#10

Se foi alguém que clonou a tua matrícula, pode tê-lo feito por ter um carro igual ao teu...e ai ficas com uma situação ainda pior...
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)