Oficinas em lisboa
#51
Principalmente porque podem alterar muito as características e comportamentos da mota, comprometendo a segurança deles e dos outros.
Responder
#52
Nem entre aspas se podem considerar obras de arte...

No fundo a maioria não passam de Frankenstein de motas... O que não tem remédio claramente o seu melhor lugar é na sucata...
A minha máquina (e ex):
Kawasaki Versys 1000
Yamaha FZS 600 Fazer
Responder
#53
(10-02-2018 às 22:37)2low Escreveu: São uns bandidos esses tipos (lá no fundo até são boas pessoas mas eu não disse nada)

Sobre os trabalhos mutiladores e mutantes, há de tudo, uns bem feitos e outros nem por isso. 
Pegar numa moto em condições e partir para a transformação, não concordo mas se for pegar numa moto acidentada, porque não?
É preferível mais uma moto a andar, por mais estranha que seja, do que estar a contribuir para o ferro velho junto dos "4 rodas" abatidos...

É pá Low!

Quando morreres (daqui a bué tempo) pegamos no teu cadaver de deixamos-o exposto perante um colegio de nifomanas para que elas percebam que existem gajos que realmente não valem a pena!

Existem motas que, por infortunio do destino, merecem descansar em paz!
Que as curvas nunca acabem....



http://www.loneriderendlessroad.com
Responder
#54
Demasiado lixo visual.
Responder
#55
Concordo com o Marco, certas coisas estão melhor mortas, mesmo. Não sou um purista, de ter a moto toda de origem, sem uma alteração estetica a nivel de uns espelhos, ou piscas. Mas tenho visto com cada bicho a circular por aí que só dá mesmo vontade de empurrar para o contentor mais proximo. E já nem falo da questão da segurança.
Responder
  




Utilizadores a ver este tópico:
1 Visitante(s)