Hoje vi esta moto! (Os nossos avistamentos)

(20-10-2017 às 14:48)Furras Escreveu:  Mas eu queria referir-me ao facto de a moto estar completamente original(creio), e não com quadros cortados, retrovisores de punhos, fita cola em X no farol... e esse tipo de coisas que se vai vendo fazer em motas que são autenticas preciosidades.

Isso já foi chão que deu uvas...
A ideia que tenho é que essa moda.. passou de moda!

[Imagem: 7df74d69e2f15592af0afeb2b72f7c8d454eb828...61834b.jpg]

A maioria da malta procurava uma cena diferente que fizesse pendent com os filtros do instagram.
Quando se tornou corriqueiro... certamente que procuraram outra coisa nova qualquer.

Há muito tempo que não tropeço em videos de malta a lançar fagulhas em slow motion numa garagem escura enquanto cortam o quadro duma XS250 apelidada de "Besta" ao som de folk ou dum futuro exito de indie... e divagam sobre ligação emocional à maquina ao mesmo tempo que passam imagens enquanto andam aos S' ou fazem reparações à beira da estrada.

(20-10-2017 às 15:06)carlos-kb Escreveu:  Concordo Furras! A (alegada) arte de mutilar motos, especialmente em alguns casos, modelos raros e de colecção, para mim nada tem de arte.

Arte é outra cena...
E tu és um gajo que estudou essas coisas, certamente terás capacidade de compreender a coisa melhor que eu e os restantes.

De qualquer forma, decorar uma moto com uns acessórios comprados no ebay mandar pintar com um esquema de cores copiado dum elemento retro qualquer... não é exactamente o mesmo que pegar numa moto como base para um trabalho de artes plásticas.
Há quem o faça. (ex: Shinya Kimura) E goste-se ou não, é tão legitimo como esculpir um calhau ou fazer uma instalação a partir de tampas de tachos...

(20-10-2017 às 15:06)carlos-kb Escreveu:  É que até o caso concreto do conceito café-racer tem tudo que ver com uma época e um estilo devidamente contextualizado na história do motociclismo, e longe do fenómeno pseudo-trendy a que assistimos hoje em dia.

Uma transformação com inspiração retro não tem de ser algo tão especifico como uma "café racer".
Malta pouco informada chama-lhes isso por falta de nomes adequados. E porque custom está associado a transformações de cruisers.

Anda por aí muita azeitice... e pior que isso é a quantidade de projectos inacabados que vão parar ao olx.
Mas também há muita coisa boa.

E uma coisa tenho a certeza.
Ignorando uma pequena amostra de projectos falhados (que dão mais nas vistas pelo mesmo motivo que noticias sensacionalistas têm maiores audiencias) muitas motos que estavam degradadas e abandono foram recicladas e voltaram a circular com a nova roupagem.

(20-10-2017 às 21:17)vindaloo Escreveu:  Eu não sou gajo de grandes alterações, mas a ser... que seja para melhor!

Tenho a mesma opinião.  thumbsup  thumbsup  thumbsup  thumbsup

Sempre se transformou motos!
Não percebo porque seja chocante no presente fazer  o mesmo com máquinas só porque estão mais maduras.
E sejam transformações "à época" recorrendo a peças e acessórios de performance da altura, seja trabalhos bem feitos como por exemplo os destes japunas.
Responder

E a Malta que põe fita cola nos punhos ?! Eheh

Obrigado, dfelix. Bom post


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk
Responder

Na terra das motas também há azeite português



[Imagem: f0osrg3.jpg]

[Imagem: OOvv00b.jpg]

[Imagem: ZzA7Ylu.jpg]
Responder

poop poop
Responder

(21-10-2017 às 00:46)dfelix Escreveu:  Arte é outra cena...
E tu és um gajo que estudou essas coisas, certamente terás capacidade de compreender a coisa melhor que eu e os restantes.

Uiii... discutir o que na realidade é arte ou não, dava para abrir várias caixas de pandora. Ainda que o termo tenha sido por mim usado no sentido figurado.

(21-10-2017 às 00:46)dfelix Escreveu:  Uma transformação com inspiração retro não tem de ser algo tão especifico como uma "café racer".
Malta pouco informada chama-lhes isso por falta de nomes adequados. E porque custom está associado a transformações de cruisers.

Acho que acima de tudo, passa por chamar-lhes algo que está na ordem do dia, indiferente ao real conceito.
A transformação de cruisers está demodé... aliás o fenómeno custom associado aos ferros, está praticamente extinto e meia dúzia de resistentes que a ele ainda se dediquem, não fazem a diferença.
Basta mesmo ver o que os transformadores "oficiais" expõem nas suas lojas e sites, e comparar com o que mostravam há 2 décadas atrás (nos que já existiam).... ou mais nítido ainda... ir a um bike show e ver o que agora prolifera por lá em maior número.

(21-10-2017 às 00:46)dfelix Escreveu:  Anda por aí muita azeitice... e pior que isso é a quantidade de projectos inacabados que vão parar ao olx.
Mas também há muita coisa boa.

O azeiteirismo é um fenómeno indissociável e transversal a tudo o que seja transformação moto e auto. Porque há quem o faça com experiência e know-how, e depois há aqueles curiosos que metem mãos à obra, tentando fazer o mesmo.... e por vezes dá merda, por incapacidade e limitação de meios / habilidade.
Depois, é mais fácil tentar rentabilizar minimamente a coisa, antes de mandar para uma sucata.... e aparecem esses anúncios de "projecto inacabado" sob pretexto de não ter havido tempo para finalizar.

(21-10-2017 às 00:46)dfelix Escreveu:  muitas motos que estavam degradadas e abandono foram recicladas e voltaram a circular com a nova roupagem.

O que, tirando a componente económica, não impede de todo que sejam recuperadas e restauradas na sua forma original.

(21-10-2017 às 00:46)dfelix Escreveu:  
(20-10-2017 às 21:17)vindaloo Escreveu:  Eu não sou gajo de grandes alterações, mas a ser... que seja para melhor!

Tenho a mesma opinião.  thumbsup  thumbsup  thumbsup  thumbsup

Eu também não deixo de ter a mesma opinião. Daí ter dito uns posts atrás que «até concordo que há uns quantos bons exemplos de transformações».
Mas na grossa percentagem das transformações, o que se acaba a ver são mutilações, ainda mais francamente amadoras e artesanais, sem uma ideia coerente e com um resultado final dúbio, que tirando o facto de até poderem voltar a andar, não melhoram em nada a base aonde se apoiaram.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder

(23-10-2017 às 11:04)Rod Escreveu:  poop  poop

Não fosse ela Ducati devil
Responder

(23-10-2017 às 13:58)Fz1000 Escreveu:  
(23-10-2017 às 11:04)Rod Escreveu:  poop  poop

Não fosse ela Ducati  devil

Que não invalida o péssimo gosto do proprietário...nesta pseudo coisa.
Responder

Estou a ver onde vais buscar inspiracao para os punhos laranja bigsmile


Responder

(23-10-2017 às 13:58)Fz1000 Escreveu:  Não fosse ela Ducati  devil
lol lol
[Imagem: 22552736_1558979907493811_1723403276752371016_n.jpg]
Responder

(23-10-2017 às 13:58)Fz1000 Escreveu:  
(23-10-2017 às 11:04)Rod Escreveu:  poop  poop

Não fosse ela Ducati  devil

OLHA-ME ESTE...

oube lá ó catraio , já alguma vez sentas-te os berlindes numa ??? já conduziste alguma ???

te garanto que se tivesses ido numa duc , tinhas papado os ciganos...

a tua pcx piano cor de cenoura não chega aos pintelhos dos dedos dos pés da Ducati mais reles.

quando for ai abaixo malhar umas umas contigo , deixo-te dar uma voltita ( de 5 metros no máximo ) para teres um orgasmo.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)