Dakar 2019
#11
(19-01-2019 às 12:13)21papaleguas Escreveu: Acho que tentou fazer parecido com o do JR no ano passado.

Esse acho que ainda ficou mais maltratado na altura...

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#12
E por falar em Joaquim Rodrigues, faltou referir que desta vez...

Citar:Joaquim Rodrigues completou com sucesso a sua terceira participação no Rali Dakar. O piloto português da Hero MotoSports Team Rally concluiu o desafio e, mesmo após alguns contratempos, registou o 17.º lugar final, tornando-o o melhor representante entre os concorrentes lusos.

[Imagem: sb12y5tovo0mkwpsr5sohx4tze2.jpg]

Depois de na edição anterior ter ficado pelos quilómetros iniciais da mítica prova de todo-o-terreno mundial, Joaquim Rodrigues cumpriu a décima e última etapa da 41.ª edição do Rali Dakar, que terminou em Lima, disputando a última centena de quilómetros cronometrados. Aos comandos da Hero 450 Rally, Joaquim Rodrigues obteve o 12.º melhor tempo do dia, a 13m25s do vencedor da etapa e do Dakar 2019 em duas rodas, o australiano Toby Price (KTM).

O piloto de Barcelos estreou-se em 2017 no Rali Dakar com um 10.º lugar final, tendo uma vez mais este ano mostrado velocidade e ritmo para estar nos lugares cimeiros da prova.


Citar:"Estou muito satisfeito por ter terminado este Dakar, esse era o objetivo principal depois de no ano passado não ter podido continuar. A primeira etapa foi um verdadeiro desafio, lembrou-me muito o acontecimento do ano anterior, mas depois de terminada voltou a confiança e pude desfrutar melhor deste Dakar. Infelizmente tive alguns contratempos, desde uma avaria mecânica logo no início que me fez perder algum tempo e outras situações que me obrigaram a sair sempre muito de trás e no pó dos meus adversários. Tornou-se um Dakar muito perigoso, difícil e que exigiu muita concentração. O objetivo passou a ser unicamente terminar em segurança, fui subindo de ritmo e no final consegui estar sempre em luta pelo Top 10, o que mostra que é possível fazer um bom Dakar com menos problemas e contratempos. Ao terminar esta prova todo o balanço é positivo. Agradeço muito todo o trabalho feito pela minha equipa Hero MotoSports, bem como a todo os patrocinadores e ainda o apoio incondicional de todos aqueles que me acompanharam nesta aventura."

Fonte: andardemoto.pt
[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
  




Utilizadores a ver este tópico:
1 Visitante(s)