Ai que os homens perderam a cabeça...
#11

[Imagem: oBZC2zT.jpg]

[Imagem: 6LqBjuK.jpg]
Responder
#12

A mota também é gira.
Responder
#13

(16-04-2016 às 10:29)LoneRider Escreveu:  Se existem motos indestrutiveis neste segmento, são todas da familia GSXR.
Talvez seja por isso que são tão conservadores no que toca às actualizações.
Esteticamente a mota é linda! !!

O catálogo das Suzettes não se restringe apenas às Gixxer.

E neste aspecto, é patente a alguma inércia da marca de Hamamatsu, em relação a trazer coisas novas para a gama, dentro dos mais variados modelos. E relança outros, que parecem estar desfasados do contexto actual, havendo inclusivé alguns "buracos" de segmentos e estilos.

Uma dinâmica aguerrida no que concerne a lançamentos é sempre bom... estimula mercado e despoleta concorrência.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#14

Eu estava a referir-me apenas a um segmento em concreto, onde a Suzuki tem muito que dizer e apesar de a concorrência estar agora meio passo à frente, não podemos esquecer que esta geração de motos veio toda atras da referencia que foi a GSXR de 2004.
Tal qual como em 1985 com a mitica marreca.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#15

... é curiosa esta v/ perspectiva de vários membros do fórum com a história e modelos suzuki.

Reflexo de diferente geração, talvez região ou simplesmente diferentes convívios mas a mota que para mim em 2004 era a referência era a Ninja zx10r. Mais cv que kg, a mais bonita enfim, expoente do melhor que se fazia. thumbsup

A primeira mota 'a sério' que experimentei foi uma zx7r ainda de 2 faróis redondos na recta de s. pedro para a pedra do ouro, onde nem consegui ver a velocidade que dei, tinha 16 anos mal feitos. Foi a primeira vez que dei um linguado num capacete e essa experiência soube-me melhor que se fosse uma c.. cof cof.

O pai de um amigo na altura tinha uma zx12 e no café era o sujeito com a mota mais rápida onde os famosos 300km/h era coisa leviana para esse 'maquinão'

Um vizinho da minha rua corria um circuito junior motocross e tinha uma kx80 de roda pequena. Com 13 anos experimentei essa kx e pensei que era impossível enrolar o acelerador até ao fundo com tanta 'sarda' e com tanta vontade de empinar a roda...

Um verão a andar quase todos os dias, e ainda me metia medo! Muito diferente da minha zundapp na altura ehe

Vejo na minha cabeça sempre as suzukis como as motas fofinhas, certinhas e amigas do dono. Embora os factos contradigam a minha opinião... proud

Para mim quero é que as suzuki's se censored censored , queria era uma ninja digna!! (pelo menos do meu imaginário!) lol lol

Kawasaki agora parece que só faz naves espaciais... bah  redeye


Responder
#16

Pois a desportiva do momento é uma Ninja!
E não me refiro à turbinada.
A primeira Kawa que conduzi foi uma TomCat.
Tive o prazer de dar uma voltinha numa ZXR, a que foi campeã com Scoot Russel.
Houve um momento na história em que a GSXR passaram de ser o último grito a ser a desportiva mais difícil de conduzir. A meados da década de 90 deram a pedrada no charco com uma ciclistica muito mais rigida e utilizavel, muito menos peso e um motor tão utilizavel como radical. Estava assim feito o cerco à Fire Blade.
Na década passada a nova 1000 da família abria a época dos motores de curso curto e curiosamente hoje é a mota com a geometria mais conservadora neste aspeto.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)