Motonliners

Versão completa: Desabafos
Está de momento a ver uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17
Caros,

Antes de mais leiam isto - se tiverem vontade, claro - com alguma tolerância. É um desabafo.

Eu, na qualidade de motociclista, automobilista, ciclista e peão assisto todos os dias a abusos de todas as partes. Mas as que mais me chocam são os abusos daqueles que mais reivindicam por direitos e segurança.

Aqui na qualidade de motociclista, todo o santo dia assisto na 2ª circular uns artistas encartados de mota (ou não?!) que quer estejam de 125 quer de 1100, assumem o direito ao espaço entre faixas como uma via de rodagem exclusiva para motos e, por esse motivo não aceitam que uma viatura de quatro rodas possa estar mais encostada ao traço descontinuo e então toca a apitar. Ou acelerar em seco. Ou a esbracejar violentamente como se o condutor do automóvel estivesse a cometer uma infracção tão grave que merece ser vista como crime. Ou todas as anteriores.

A ausência total de tolerância e solidariedade para com os automobilistas por parte de algumas pessoas que andam de moto é - do meu ponto de vista - completamente parvo. Eles ali estão, por opção, obrigação ou por falta de alternativas à espera e a stressar porque irão chegar atrasados ao trabalho.

O que é que acontece quando se pressiona alguém que já está stressado!? Esse alguém fica ainda mais stressado. Este tipo de atitudes são atitudes que fazem à pessoa que está a apitar na moto chegar 5 minutos mais cedo (se tanto!!!) mas contribui de sobremaneira a um sentimento de intolerância junto dos automobilistas. Em especial quando estes (os automobilistas) assistem depois a estacionamentos abusivos por parte dos utilizadores de motos, por verem motos a cometerem "pequenas" contra-ordenações e a saírem impunes quando se sabe que se o mesmo se passasse com um automobilista a coisa não seria assim.

Assisto a episódios destes todos os dias. Não sou santo (penso que nenhum será). Mas conduzo todos os dias de forma a que a minha consciência fique tranquila por não contribuir para que os outros (automobilistas) não se sintam provocados.

Escrevo isto porque hoje foi um abuso: ia à minha frente uma pessoa de moto constantemente a apitar (até senti vergonha de ir ali...), depois entra no eixo norte-sul (após atravessar as 3 faixas à "campeão") e vai até à saída para a praça de Espanha sempre na berma... Será que havia necessidade?!

Sei que nem todos serão assim. Também assisto a casos desses. Infelizmente com menos frequência.

Mas sei também que o respeito é recíproco. Assim como a tolerância e solidariedade. Se nós [motociclistas] não o formos, como podemos esperar que os automobilistas o sejam? Eu tento ser um pouco melhor. Pelos motociclistas... por mim. Pelo PAI da minha filha.

Nota:
Os ciclistas são ainda piores no que toca a abusos... usam as regras que querem com a desculpa que querem. Não param em vermelhos, andam nos passeios (porque é mais seguro - apesar de ser proibido), não atravessam passadeiras com a bicicleta à mão, não respeitam sentidos e/ou transito proibido... E querem o respeito dos automobilistas...
Percebo perfeitamente o desabafo, porque normalmente faço a 2ª circular de carro, mas algumas vezes (não tantas como gostava) de mota e entre as filas de carros.
E irrita me que os automobilistas não se desviem um pouco para deixar passar, especialmente quando estão parados e nos veêm presos e poderiam perfeitamente encostar um pouco, mas também me irrita os motociclistas, que se esquecem que aparecem no retrovisor muitas vezes com uma rapidez que não permite que nos desviemos a tempo.

Enfim, como em tudo... deve haver bom senso e não devemos pensar apenas naquilo que nos dá jeito.
Ja a mim não me aborrece assim muito. Por mim tá tudo fixe.
Se fosee eu, com 4000€ provavelmente gastaria o meu dinheiro numa zx12r
(17-10-2018 às 11:22)vindaloo Escreveu: [ -> ]Se fosee eu, com 4000€ provavelmente gastaria o meu dinheiro numa zx12r


Não seria para o tópico ao lado??
Era sim senhor!!
Eu acho que cada um sabe de si e Deus sabe de todos.

Quem nunca sacou cavalos que vá aprender!
(17-10-2018 às 14:05)LoneRider Escreveu: [ -> ]Eu acho que cada um sabe de si e Deus sabe de todos.

Quem nunca sacou cavalos que vá aprender!
Não concordo e concordo.

Essa coisa do cada um sabe de si é muito bonito até ao momento em que os seus actos têm impacto (direta ou indiretamente) nos outros. Fui educado no sentido em que a minha liberdade termina onde começa a dos outros.

Na parte dos cavalos: claro que sim. Todos facilitamos. uma ou outra vez. O problema é quando deixamos de ter a consciência de que estamos a facilitar e andamos sempre a sacar cavalos.
Boas;
Não é que não tenha tido já pensado no assunto inicial do tópico, apenas como não o vivo quotidianamente nunca perdi sequer muito tempo com isso.
Passámos duma fase em que os automobilistas não olhavam para os motociclistas para uma em que ambos se iam habituando a conviver. E actualmente parece existir uma nova vaga de motociclistas que até há pouco tempo abominava completamente as motos até descobrir a sua versatilidade.
Numa época em que parece existir um certo retrocesso civilizacional em que toda a gente anda com o "rei na barriga", desconfio que cada vez seja mais comum depararmo-nos com situações de m#rda...
Há alturas em que sonho que uma data de gente deixe as motos para aqueles que verdadeiramente gostam delas e se dediquem a outra coisa qualquer.
(17-10-2018 às 15:06)Johnny_1056 Escreveu: [ -> ]Há alturas em que sonho que uma data de gente deixe as motos para aqueles que verdadeiramente gostam delas e se dediquem a outra coisa qualquer.

Isto resume tudo. Lembro-me de há uns anos numa conversa com outro membro aqui do fórum, ouvir a frase "por mim quanto mais motas andarem na estrada, melhor". Na altura e no contexto em questão, concordei, mas hoje não penso assim.
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17