Who's next? Kawasaki!
#1

MotoGP: Kawasaki testa protótipo!

[Imagem: 160115kawasakih.jpg]

Depois dos regressos confirmados às pistas de MotoGP por parte da Suzuki, Aprilia e em 2017 da KTM, agora é a Kawasaki que parece decidida a regressar à categoria rainha do motociclismo mundial!

De acordo com o piloto suíço Dominique Aegerter, que atualmente compete na categoria Moto2 do Mundial de Velocidade, a Kawasaki convidou-o para testar um protótipo no circuito de Jerez de La Frontera, nos próximos dias 26 e 27 de janeiro

“Sim, vou fazer uns testes com a Kawasaki em Jerez no final de janeiro. A minha equipa deu a autorização, tal como fizeram quando testei a Avintia de MotoGP no ano passado. A equipa de testes da Kawasaki vai lá estar e vou testar um protótipo”.

Aegerter no entanto não sabe o que vai testar, pois apesar de ter recebido o convite diretamente da fábrica da Kawasaki, o secretismo à volta deste teste é total

“O convite para estes testes veio diretamente por parte da Kawasaki, e vou estar com técnicos da marca que já conheço do teste que fiz em Barcelona. Não sei nada específico sobre a moto que vou testar, a única coisa que me disseram é que a moto que vou usar vai estar equipada com pneus Michelin, mas que não serão os utilizados em MotoGP em 2016”.

Tendo em conta que os grandes fabricantes parecem ter voltado as suas atenções para o MotoGP, faz todo o sentido que a Kawasaki também regresse a esta competição. E o facto de terem escolhido o piloto suíço não será um mero acaso. Na temporada passada Dominique Aegerter testou a Avintia equipada com motor Kawasaki da Ninja ZX-10R que era utilizada em MotoGP, antes da Avintia chegar a acordo com a Ducati para utilizar as motos italianas na parte final da temporada.

De facto a Kawasaki tem na sua estutura de competição um piloto que todos lhe reconhecem qualidade, e que ainda há pouco tempo competiu e testou a Honda RC213V de MotoGP: Jonathan Rea. O piloto britânico está esta temporada inserido na equipa Kawasaki Racing Team do Mundial de Superbike, e pode ajudar a marca a desenvolver o protótipo de MotoGP com base na sua experiência aos comandos da moto da Honda.

Agora fica a questão: o que acontecerá à estutura oficial da Kawasaki no Mundial de Superbike?

A marca confirmou há muito pouco tempo que mantém o seu interesse em dominar este campeonato com a sua Ninja ZX10R, e que manterá por mais anos a estutura oficial, evoluindo a moto. Aliás, prova deste interesse, é que esta temporada além de manter Tom Sykes, ex-campeão, foram contratar Jonathan Rea para adicionar mais qualidade à equipa. Dentro de semanas deveremos ter mais informações sobre o futuro da Kawasaki em Superbike.

A Kawasaki participou como estrutura oficial em MotoGP desde 2003 até 2008, altura em que culpou os custos astronómicos para competir como causa para abandonar as pistas. Na altura a Dorna obrigou a Kawasaki a cumprir os contratos em vigor, e a marca japonesa manteve o apoio a uma equipa que tinha Marco Melandri como piloto e que se passou a denominar de “Hayate”, mas que na realidade era uma Kawasaki ZXRR sem as cores habituais da marca de Akashi.


fonte

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#2

Muito "fixe".... será que vamos ter os gigantes todos juntos... isto promete...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#3

Quantos mais fabricantes, mais atractivo fica. Ver se não caem noutra espiral em que os protótipos ficam carissimos, e temos uma grelha mais homogénea pelo menos entre as equipas de fábrica. Pá, não são equipas preferidas nem nada, mas gostava de ver Suzuki ou Kawa a ganhar um ou outro fim-de-semana...
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)