VW pondera vender Ducati
#1

[Imagem: OepNyFdwmexYsGRsHs2JoiLMbdqFEA=]

Após o corte de custos nos programas de competição – fim da presença da Audi no WEC e da VW no WRC – chegou a vez de emagrecer o portfólio de marcas do grupo VW, para fazer face aos astronómicos custos com o “Dieselgate” nos EUA.
Segundo a Reuters, o grupo VW deu instruções ao banco de investimento Evercore para avaliar opções de financiamento para a profunda mudança de estratégia do grupo VW. Mas para isso há que cortar custos e despesas supérfluas e, cinco anos depois de a ter comprado, a Ducati está entre os ativos a vender.
Outras medidas, além da venda da Ducati, pretendem cortar 30 mil postos de trabalho nos próximos anos e a racionalização da marca Volkswagen. Será a primeira marca a sair do chapéu do grupo VW, depois da saga expansionista de Ferdianand Piech.
Interessados na Ducati não faltam e os gigantes da indústria das duas rodas como a Honda, Yamaha ou Kawasaki, certamente desejarão fazer uma oferta.



[Imagem: images?q=tbn%3AANd9GcT4XLIkYtQDw11iDiKFM...g&usqp=CAU]


Responder
#2

Era lindo a Honda comprar a Ducati...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#3

Com as vendas a aumentar consecutivamente ao longo de uma década, a Ducati já deve ter duplicado o valor desde que a Audi a comprou há 5 anos atrás.

É incerto que possam continuar a crescer da mesma forma.
Dependerá muito do novo motor V4 e sobretudo da receptividade do público.

Do ponto de vista de negócio este é o momento ideal para vender.
O encaixe financeiro será garantido e com baixo risco.
Responder
#4

A culpa é do Lorenzo.
Responder
#5

Pois, rescindam o contrato do Lorenzo e metam lá o piloto de testes a amendoins que para fazer 10º deve chegar e já há euros para manter isso no grupo LOL
Responder
#6

(27-04-2017 às 11:34)nelsonajm Escreveu:  Era lindo a Honda comprar a Ducati...

Cruzes credo!!!! Acabavam com a Ducati...

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#7

A Ducati continuará a facturar acima dos 700 milhões por ano independentemente dos resultados do motoGP.
Valores impressionantes para um construtor que só produz motos de média e alta cilindrada.
Responder
#8

Eu concordo, aliás em termos desportivos acho mto mais importante o Mundial de Superbikes que o MotoGP para a Ducati. Foi lá que teve os resultados relevantes.

Dai dizer que o Lorenzo só lá está a gastar euros, o Pirro para fazer 10/15º deve chegar devil


Agora a Ducati/Harley e de momento a BMW especialmente com a GS não vendem motas, vendem estilos de vida/sonhos etc...

É uma marca que nesta altura pode ser vendida que o investimento posterior deve reduzido e concentrado ser em manter o caminho já delineado e não custosas remodelações/reestruturações.
Responder
#9

(27-04-2017 às 14:45)mr_trecolareco Escreveu:  Eu concordo, aliás em termos desportivos acho mto mais importante o Mundial de Superbikes que o MotoGP para a Ducati. Foi lá que teve os resultados relevantes.

O problema é que para a Ducati tornou-se complicado obter títulos em WSBK com a actual motorização.
Implicaria investir muito dinheiro que provavelmente não teria retorno directo.

Já no MotoGP apesar de torrarem dinheiro, conseguem amortizar boa parte do investimento através da concessão de motos privadas.
Não é à toa que tens 4 equipas / 8 pilotos a rolar com motos da marca.

Pela forma como o negócio está montado, não me admiro que a Ducati Corse dê mais lucro à marca que prejuizo.
Responder
#10

Pelo preço dos Arai e outros equipamento acredito completamente lol
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)