Versys 1000 SE 2019
#21

(11-02-2019 às 18:30)carlos-kb Escreveu:  Tal como afirmar que se morre menos por causa dessas mesmas ajudas electrónicas.

Não tenho qualquer dúvida que já estou em dívida para com o asfalto graças ao ABS ...

Não tenho qualquer certeza quanto se o TC (ou mesmo um IMU que para mim ainda é algo de ficção científica) poderá ajudar quando se entra numa curva com gasóleo.
Mas acredito que se a minha roda traseira por falta de tracção não tivesse acelerado, teria perfeitamente conseguido controlar o suficiente para evitar lamber o chão há umas semanas atrás.

Não dá para ter certezas se alguma das situações se estas "ajudas" contribuíram para não me ter transformado num bonito cadáver.
Mas garantidamente evitou umas valentes raspadelas e nódoas negras.
Sim.. sou um menino.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#22

(11-02-2019 às 18:52)carlos-kb Escreveu:  
(11-02-2019 às 18:41)LoneRider Escreveu:  se tiver função enxota cães!

Essa é que é essa. Ainda há 3 dias perguntei isso o tópico ali ao lado, da NCoisa do Velasquez... E ninguém soube dizer por experiência própria se isso é mesmo eficiente?

Então, mas é verdade!?

Já existe uma mota que trás isso de fábrica?

Vou já comprar!?

Qual é?

A NC?

A Tracer!?

Quesafoda que não tenha suspensões de jeito, tem enxota cães é seguro, de certeza que posso abusar que o enxota cães vai ajudar!
Posso-me espetar por causa de ser um nabo a andar de mota mas com a ajuda do enxota cães não há cão que me foda!
Nem que se chame Frankelin!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#23

[Imagem: 57VybiX.jpg]

think

Velasquez87
Responder
#24

(11-02-2019 às 12:56)JPedrosa Escreveu:  Eu por acaso sou a favor da introdução destas tecnologias.

Tornam a condução mais segura, nem há dúvidas.
Agora se me disserem que depois, passam a haver aí uns Rossi que na realidade mal sabem andar.. Isso é outra história, mas ficam vivos, pelo menos mais tempo.

Por exemplo,
Nos carros, antigamente havia uma clara diferença entre conduzir um carro tracção dianteira ou traseira, hoje está muito igual.
E eu tenho carros de tracção traseira à 12 anos e antes disso já tinha tido.
Aliás aprendi a conduzir num tracção traseira.

Hj é tudo tão filtrado, que ng sabe de onde vem a força, mas há menos acidentes.

Boas;
Se não entendes isso nunca conduziste verdadeiramente um carro de tracção traseira.



Deixo um bom exemplo do que me faz manter a paixão pelas motos, isto é uma Kawa inteira que prefiro sempre a uma Versys 1000 cheia de paneleirices:

Responder
#25

Isso não tem sensores de posicionamento do acelerador pá!

Nem sei como é que se podia conduzir isso!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#26

Acho que aqui a questão não é de dizer quem sem as ajudas não se consegue conduzir.

No meu caso, como utilizador de duas motas que não tinham as ditas ajudas e duas que tinham (têm) é apenas afirmar que as ditas não tiram nenhum gozo a condução e além disso podem "ajudar" a controlar pequenos erros.
Convém, em ambas, saber o que se vai a fazer.

A evolução faz parte da vida, e o "antigamente é que era bom" também.

Se procurarmos bem concerteza que iremos encontrar alguém que prefere rodas de pedra do que essa inovação com borracha que provoca mais tracção.... E estradas feitas com calhaus do que com alcatrão... evil

"Dá-me só 10 Minutos!"
Responder
#27

(11-02-2019 às 21:26)Johnny_1056 Escreveu:  
(11-02-2019 às 12:56)JPedrosa Escreveu:  Eu por acaso sou a favor da introdução destas tecnologias.

Tornam a condução mais segura, nem há dúvidas.
Agora se me disserem que depois, passam a haver aí uns Rossi que na realidade mal sabem andar.. Isso é outra história, mas ficam vivos, pelo menos mais tempo.

Por exemplo,
Nos carros, antigamente havia uma clara diferença entre conduzir um carro tracção dianteira ou traseira, hoje está muito igual.
E eu tenho carros de tracção traseira à 12 anos e antes disso já tinha tido.
Aliás aprendi a conduzir num tracção traseira.

Hj é tudo tão filtrado, que ng sabe de onde vem a força, mas há menos acidentes.

Boas;
Se não entendes isso nunca conduziste verdadeiramente um carro de tracção traseira.



Deixo um bom exemplo do que me faz manter a paixão pelas motos, isto é uma Kawa inteira que prefiro sempre a uma Versys 1000 cheia de paneleirices:

Hã?

Aprendi a conduzir num bmw 1602 com um swap de motor de um 2002 entre outras coisas... Era o carro do meu avô.

Fiz com ele, o primeiro pião sem querer, outros se seguiram.... Mais de propósito.

Já peguei em +300cv sem ajudas electronicas com tracção atrás (CA18DET sabes o que significa?)

Sei bem o que é trancar as rodas de trás só com uma redução... E ter que lidar com isso.

E tb cometi os excessos próprios, tendo, por exemplo, aterrado em cima de uma rotunda quando o pseudo-drift deu para o lado mais azedo.

Hoje tenho um simples petroleiro com 150cv a puxar atrás que é um murcho, uma treta sem sal de tanta eletrónica tem.

Mas diz lá, do que eu disse, o que é que significa o que tu disseste?



Sent from my Mi A1 using Tapatalk
Responder
#28

(11-02-2019 às 13:15)LoneRider Escreveu:  
(11-02-2019 às 12:56)JPedrosa Escreveu:  Eu por acaso sou a favor da introdução destas tecnologias.

Tornam a condução mais segura, nem há dúvidas.
Agora se me disserem que depois, passam a haver aí uns Rossi que na realidade mal sabem andar.. Isso é outra história, mas ficam vivos, pelo menos mais tempo.

Por exemplo,
Nos carros, antigamente havia uma clara diferença entre conduzir um carro tracção dianteira ou traseira, hoje está muito igual.
E eu tenho carros de tracção traseira à 12 anos e antes disso já tinha tido.
Aliás aprendi a conduzir num tracção traseira.

Hj é tudo tão filtrado, que ng sabe de onde vem a força, mas há menos acidentes.

E a mesma coisa com as motas.
A malta vai deixar de saber que não devia travar nesta é naquela situação, não vai saber que não devia dar gás a fundo "aqui e ali", porque tem um exército de "chineses" ou de "macacos altamente especializados" a tratar de tudo.


Sent from my Mi A1 using Tapatalk

Esta tua percepção sobre as ajudas é a mesma de boa parte do pessoal de hoje.
São ajudas e então o pessoal não chega a conhecer nem os limites da máquina nem os seus próprios limites.
E os acidentes vão continuar a acontecer.

E de repente, vais fazer um curso de condução e ensinam-te a andar de mota sem ajudas, a evitar que o Sistema de Tracção actue, a ser progressivo na forma como aceleras, travas e te posicionas na mota a obdecer ao timing correcto e interiorizar essas coisas para que se tornem mecânicas e conduzas com segurança, imagine-se lá, sem necessitar de ajudas.

É bom que uma mota tenha ABS?
É. Mas é muito mais eficaz saber travar sem que ele tenha que intervir.
É bom ter controlo de tracção?
Sem dúvida, mas saber traccionar, carregar a roda de peso e que seja a mota a tirar-te da curva é que ficares sem binário no momento em que mais precisas só porque confiaste na ajuda e aceleraste mais do devias é muito melhor.

É bom ter essas ajudas?

Claro que sim!

Mas é melhor saber andar de mota.

Acho que te esqueceste de uma parte essencial do que eu escrevi, e que mostra que essa não é a percepçao que EU tenho das ajudas ... mas eu meto aqui novamente:

"
Por isso é que eu fiz questão de aprender e ganhar experiência numa mota sem ajudas, porque quero saber o que faço.
Depois logo meto as ajudas em cima.
"

De nada ... blink
Responder
#29

(11-02-2019 às 21:26)Johnny_1056 Escreveu:  

Acho que o gajo no fim desta volta estava surdo... lol

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#30

Johnny, deixa-te de merdas pá!

Esta Kawa estava cheia de eletrónica... até câmara de filmar tinha! lol
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)