Velocidade moderada e condução defensiva
#1

Ora bem, criei este tópico para que possa abrir aqui uma bela discussão sobre estes dois temas.

Tudo começou numa conversa com o carlos-kb sobre estes assuntos, estávamos a falar de velocidade e também em condução defensiva, em que eu defendo a condução defensiva aliada a uma velocidade moderada para evitar acidentes.

Pois bem, existiu um exemplo de um acidente envolvendo um carro (atenção que nas motas a coisa pode mudar).

O acidente em causa é estar numa Nacional ou IP/IC e estar um carro em plena ultrapassagem a vir em direcção a nós. O acto mais "humano" que temos é desviar para a berma. Aqui eu defendo que estando com uma velocidade moderada ou "dentro dos limites" existe maior probabilidade de ao desviar para a berma, não perder o controlo do veiculo e se necessário, ter uma distância de paragem muito inferior.

Falou-se também que de qualquer forma, existem mais factores para que possa existir perda do controlo como, falta de aderência (mau estado do veiculo), mau estado do piso (como areia, óleo ou outros detritos) ou até mesmo condições climatéricas.

Mais uma vez, defendi que a velocidade está directamente ligada a estas condições impostas, onde quanto mais baixa é, menor será a probabilidade de perder o controlo, mesmo com factores externos como areia/óleo, piso escorregadio (aqui também já entra a segurança activa presente nos veiculos mais modernos).

Falou-se ainda no caso de mais uma vez, estamos a ser ultrapassados e existem aqueles que querem ultrapassar à força e não abortam a ultrapassagem, terminando-a "à queima roupa", fazendo razias.

Nesta situação defendo que tal como o nº1 do artigo 39º do CE indica, devemos facilitar a ultrapassagem, caso apliquemos condução defensiva, o mais prático será reduzir momentaneamente a velocidade e facilitar a ultrapassagem.

IMTT Escreveu:CONCEITO DE CONDUÇÃO DEFENSIVA
Define-se por “condução defensiva” conduzir de forma a prevenir, evitar e não provocar acidentes, sejam quais forem as condições de circulação inerentes à via, ao veículo e meteorológicas, e quaisquer que sejam os comportamentos dos outros utentes, condutores e peões.

Basicamente a ideia de condução defensiva é: Atitude, Preparação, Previsão e Antecipação.

O que pensam vocês sobre este assunto?  thumbsup
Responder
#2

Não quero "estragar" já a discussão, mas concordo com tudo o que o Officer disse nos dois exemplos de condução defensiva

Honda CX 400 '83 Eurosport
Responder
#3

(20-05-2015 às 15:15)OFFICER Escreveu:  O que pensam vocês sobre este assunto?  thumbsup

Qual assunto?  disapointed

Quanto maior a velocidade, maior será sempre a dificuldade para imobilizar um veículo em que condições for!
O que afirmaste atrás tem toda a lógica.
E acho estranho existir quem pense o contrário.

Agora...
Este é um facto que deverá ser encarado de forma racional e pragmática.
Não deverá ser utilizado para justificar o excesso de zelo no cumprimento de limites de velocidade que são meramente burocráticos!
Nem deverá ser utilizado para promover o culto do "pastelanço" na estrada como opção segura!

Sou apologista de escolher uma velocidade "adequada" à situação.
(por "moderada" entendo que seja obrigatoriamente inferior à indicada)
Responder
#4

A discussão não teve como tema a questão dos radares, pelo menos directamente. Mas teve a ver com o pastelanço como indicaste. Basicamente a discussão teve inicio numa das conversas da treta que vamos tendo em que eu sou literalmente gozado por cumprir os limites de velocidade lol
Responder
#5

Boas;
Se deixares de andar de moto dificilmente terás um acidente de moto... confused
Parece-me um tópico demasiado "lapalissiano"... cool

A condução defensiva é fundamental para sobreviver em cima duma moto no meio do trânsito.
Responder
#6

Boas,
Um gajo que ande de mota têm sempre que ter uma condução "defensiva", para o bem da própria saúde...
Relativamente as ultrapassagens por norma costumo facilitar a quem me ultrapassa, novamente, para o bem da própria saúde...

Em caso de dúvida, acelere...
Responder
#7

(20-05-2015 às 16:01)OFFICER Escreveu:  ...a discussão teve inicio numa das conversas da treta que vamos tendo em que eu sou literalmente gozado por cumprir os limites de velocidade...

Uma coisa é cumprires os limites de velocidade porque és um gajo certinho que respeita as regras.
Isso é perfeitamente legitimo.
E se és gozado por isso, troca de amigos!  disapointed

Outra coisa é a tua moto estar tão desengonçada que perante os limites de velocidade impostos sentes que vais a velocidades alucinantes e que se precisares não irás conseguir imobilizar...  lol
Aí... epá... não sei o que responder. (Mas um dia irás chegar lá por ti próprio!)
Responder
#8

Epá..é um misto das duas lol mas não..eu cumpro também de carro e o meu petroleiro 2000 consegue andar bem mais do que eu puxo por ele.

Eles gozam mas no bom sentido claro lol mas a mota também não permite muitos vacilos!

E como toda a gente, não cumpro as coisas a 100%.

Já agora, a quem falou em condução defensiva na mota, partilhem um pouco mais do que adoptam no vosso dia a dia.

A ideia deste tópico é partilhar opiniões e mostrar aos outros o que nós fazemos para que no final, todos nós possamos tirar partido da condução defensiva.
Responder
#9

O meu acidente foi a 30kms/h dentro de uma localidade, tinha acabado de arrancar depois de uma passadeira. Ia a conduzir defensivamente, pois vi que o carro parou ao chegar ao cruzamento, arrancou quando eu ia a passar.

Afirmo que ia a conduzir defensivamente...tive o acidente com danos físicos e materiais...aconteceu à mesma...

E se fosse a esgalhar? Não teria passado antes de ele arrancar? Assim já não me batia...

Ou não vale a pena sair de casa, posso cair e partir um pé?

Envolve muitos SEs...
Responder
#10

(20-05-2015 às 17:43)Rod Escreveu:  E se fosse a esgalhar? Não teria passado antes de ele arrancar? Assim já não me batia...

Aí seria o gajo a adoptar uma condução defensiva por tua causa...
Teria abrandado e terias passado em segurança!
devil
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)