Vejam só donde este veio...
#1

Eu e um colega meu hoje, depois do trabalho, decidimos dar um salto à Roca e vejam quem encontrámos... Este colega motociclista veio da Coreia do Sul! Meteu a mota num transporte até Vladivostok e depois demorou quatro meses a chegar cá. A prova de que todas as motas chegam onde for preciso, mesmo as que pagam um IUC baratinho (exceto a dax):

[Imagem: kor_1.jpg]

[Imagem: kor_2.jpg]

[Imagem: kor_3.jpg]


Bela aventura, sim senhor! clap clap clap clap

Só tenho pena que ele tivesse um mau domínio da língua inglesa. Eu, o meu colega e um motociclista de uma VFR1200 com matrícula de Andorra metemos conversa com ele, mas pouco mais conseguimos saber. De qualquer modo, muitos parabéns pela aventura! thumbsup
Responder
#2

Muito bom!


E a quantidade de tralha que ele leva  à pendura? thumbsup

XJ 600 Diversion Owner!
Responder
#3

Granda maluco sim senhor, digno de noticia! thumbsup
Responder
#4

Grande voltinha! lol Algo que todos nós devemos fazer pelo menos uma vez! bigsmile

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#5

Simplesmente de louvar! E a prova provada que não é a montada que faz o motociclista. thumbsup

Todas vão a todo o lado.... podem é fazê-lo de formas diferentes. Basta haver vontade, ambição e determinação.

Um bem haja a este GRANDE e corajoso motociclista. clap

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#6

Ora aí está... eu também gostava de ir à Coreia...

Uma coisa é verdade... quanto mais simples for a máquina, menores são as probabilidades de algo correr mal com a máquina... se calhar para viagens como esta... estas scooters são mesmo o ideal... smile

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#7

(13-08-2015 às 11:46)nelsonajm Escreveu:  Ora aí está... eu também gostava de ir à Coreia...

Uma coisa é verdade... quanto mais simples for a máquina, menores são as probabilidades de algo correr mal com a máquina... se calhar para viagens como esta... estas scooters são mesmo o ideal... smile

Se isso fosse verdade, um Ford T seria mais fiável que um carro atual. blink

O ideal de uma coisa ser simples para estas viagens é que, em terras inóspitas, vai ser mais fácil arranjar as coisas e desenrascarmo-nos com o que houver localmente. Acredito que se arranje muita coisa no meio da Sibéria, mas por exemplo, um módulo do ABS para uma GS1200 não vai ser fácil. lol
Responder
#8

Só que uma mota anda bem sem o módulo de ABS! E trava na mesma.... só não tem o ABS para um caso de necessidade blink

Uma mecânica simples, permite sim fazer diferentes e mais rápidas intervenções, encostado na berma da estrada.

Lembro-me aquele episódio recente daqueles indivíduos que iam em motorizadas portuguesas a Bruxelas, e que levavam pistões de reserva, para quando fosse necessário mudar! lol

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#9

(13-08-2015 às 12:38)carlos-kb Escreveu:  Só que uma mota anda bem sem o módulo de ABS! E trava na mesma.... só não tem o ABS para um caso de necessidade blink

Uma mecânica simples, permite sim fazer diferentes e mais rápidas intervenções, encostado na berma da estrada.

Lembro-me aquele episódio recente daqueles indivíduos que iam em motorizadas portuguesas a Bruxelas, e que levavam pistões de reserva, para quando fosse necessário mudar!  lol

Foi um exemplo aleatório só para reforçar a minha argumentação, mas pronto, troca isso por centralina de injeção.
Responder
#10

Grande "voltinha" que esse camarada está a dar!  clap



Já agora, mais do que complexidade do veículo, acho a capacidade mecânica de quem lhe põe as mãos em cima é que garante que se continue sempre a andar.

Vejam a engenhoca feita pelo Elfyn Evans da M-Sport para que não tivesse que abandonar o rali da Finlândia há duas semanas atrás.

[Imagem: 11779814_970528822990170_2405957724207554262_o.jpg]

cool
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)