Triumph Street Triple 2017/2018
#51

Responder
#52

Querido Pai Natal baba

[Imagem: ixemeh3rxappjvfycxiz0jtppe2.jpg]

[Imagem: qa3jlyv2qlv0jyonk54f0ir0ly2.jpg]

[Imagem: rtoerijl5zlomodand04vkk0ma2.jpg]

[Imagem: snjdjryabz2ze2adh5umgflndi2.jpg]
Responder
#53

Curiosamente as marcas têm a(s) sua(s) super-sport e fazem derivar delas a(s) sua(s) naked "musculadas" ou streetfighter.

A Triumph, ao contrário, tem duas interessantes muscle naked (a StreetT e a SpeedT) e não tem (ainda) nenhuma desportiva a partilhar o(s) mesmo(s) motor(es).

Mesmo sendo a actual e exclusiva fornecedora dos motores para Moto2, a tão anunciada Daytona 765 demora em regressar (*).

E entretanto as F3 continuam sozinhas no reino das triple desportivas.

(*) Não estou a falar da actual versão exclusiva, limitada a 765 unidadades e já esgotada em pré-reserva.
Responder
#54

(23-11-2019 às 11:29)carlos-kb Escreveu:  Curiosamente as marcas têm a(s) sua(s) super-sport e fazem derivar delas a(s) sua(s) naked "musculadas" ou streetfighter.

A Triumph, ao contrário, tem duas interessantes muscle naked (a StreetT e a SpeedT) e não tem (ainda) nenhuma desportiva a partilhar o(s) mesmo(s) motor(es).

Mesmo sendo a actual e exclusiva fornecedora dos motores para Moto2, a tão anunciada Daytona 765 demora em regressar (*).

E entretanto as F3 continuam sozinhas no reino das triple desportivas.

(*) Não estou a falar da actual versão exclusiva, limitada a 765 unidadades e já esgotada em pré-reserva.

Grande chouriçada de conceitos que para aí vai...

O concierto Striple da Triumph sempre foi inspirado no estilo Street Fighter.

As primeiras Muscle Bikes apareceram no início dos 80 e sobreviveram até aos nossos tempos graças à XJR.
Eu tenho la uma (Muscle Bike) em casa...
Responder
#55

(23-11-2019 às 12:22)LoneRider Escreveu:  
(23-11-2019 às 11:29)carlos-kb Escreveu:  Curiosamente as marcas têm a(s) sua(s) super-sport e fazem derivar delas a(s) sua(s) naked "musculadas" ou streetfighter.

A Triumph, ao contrário, tem duas interessantes muscle naked (a StreetT e a SpeedT) e não tem (ainda) nenhuma desportiva a partilhar o(s) mesmo(s) motor(es).

Mesmo sendo a actual e exclusiva fornecedora dos motores para Moto2, a tão anunciada Daytona 765 demora em regressar (*).

E entretanto as F3 continuam sozinhas no reino das triple desportivas.

(*) Não estou a falar da actual versão exclusiva, limitada a 765 unidadades e já esgotada em pré-reserva.

Grande chouriçada de conceitos que para aí vai...

O concierto Striple da Triumph sempre foi inspirado no estilo Street Fighter.

As primeiras Muscle Bikes apareceram no início dos 80 e sobreviveram até aos nossos tempos graças à XJR.
Eu tenho la uma (Muscle Bike) em casa...

Há quem chame de muscle bike a uma V-Max... ou até a uma Rocket III. Há quem chame de sport-tourer a uma "calça-arregaçada".

Ainda que tenha falado apenas de streetfighter e muscle naked, que traduzido à letra é tão só e simplesmente "despida musculada" (repara que não a designei por muscle bike), podes chamar aos bois os nomes que quiseres.

Penso que a ideia que quis transparecer continua válida. As marcas derivam as suas streetfighter / naked musculadas / whatever das suas super desportivas. No caso concreto da Triumph, tem nas médias e altas cilindradas duas belas streetfighter / naked musculadas / whatever (Street e Speed), sem terem na realidade uma desportiva de produção, na gama. Repara que a actual Daytona "replica" de estrada das Moto 2, apareceu apenas e por agora, como uma edição limitada e por encomenda.

Curiosamente a Speed Triple, quando apareceu, no entanto até era uma versão mais agressiva e hooligan da Trident. Num tempo em que essas designações de muscle bikes ou streetfighters, ou eram inexistentes... ou dúbias!

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#56

(23-11-2019 às 13:15)carlos-kb Escreveu:  
(23-11-2019 às 12:22)LoneRider Escreveu:  
(23-11-2019 às 11:29)carlos-kb Escreveu:  Curiosamente as marcas têm a(s) sua(s) super-sport e fazem derivar delas a(s) sua(s) naked "musculadas" ou streetfighter.

A Triumph, ao contrário, tem duas interessantes muscle naked (a StreetT e a SpeedT) e não tem (ainda) nenhuma desportiva a partilhar o(s) mesmo(s) motor(es).

Mesmo sendo a actual e exclusiva fornecedora dos motores para Moto2, a tão anunciada Daytona 765 demora em regressar (*).

E entretanto as F3 continuam sozinhas no reino das triple desportivas.

(*) Não estou a falar da actual versão exclusiva, limitada a 765 unidadades e já esgotada em pré-reserva.

Grande chouriçada de conceitos que para aí vai...

O concierto Striple da Triumph sempre foi inspirado no estilo Street Fighter.

As primeiras Muscle Bikes apareceram no início dos 80 e sobreviveram até aos nossos tempos graças à XJR.
Eu tenho la uma (Muscle Bike) em casa...

Há quem chame de muscle bike a uma V-Max... ou até a uma Rocket III. Há quem chame de sport-tourer a uma "calça-arregaçada".

Ainda que tenha falado apenas de streetfighter e muscle naked, que traduzido à letra é tão só e simplesmente "despida musculada" (repara que não a designei por muscle bike), podes chamar aos bois os nomes que quiseres.

Penso que a ideia que quis transparecer continua válida. As marcas derivam as suas streetfighter / naked musculadas / whatever das suas super desportivas. No caso concreto da Triumph, tem nas médias e altas cilindradas duas belas streetfighter / naked musculadas / whatever (Street e Speed), sem terem na realidade uma desportiva de produção, na gama. Repara que a actual Daytona "replica" de estrada das Moto 2, apareceu apenas e por agora, como uma edição limitada e por encomenda.

Curiosamente a Speed Triple, quando apareceu, no entanto até era uma versão mais agressiva e hooligan da Trident. Num tempo em que essas designações de muscle bikes ou streetfighters, ou eram inexistentes... ou dúbias!

Yep, tens razão no fundo mas não na forma.
A semântica não interessa quando ambos sabemos quais os termos correctos a usar. Eu sei que te referias à muscle naked como uma mota capaz de satisfazer um motociclista ávido por emoções fortes, mas para isso já existem as streetFighter das quais muitas motos no mercado ainda fazem parte.

Chamem-me purista ou tenrinho, mas para aqueles a que lhes assiste o poder de guiar no motociclismo, dando continuidade ao trabalho daqueles que o fizeram por nós, as formas são importantes para fazer passar o conhecimento sobre o Motociclismo que pouco a pouco vão acumulando com a sua experiência.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#57

Talvez a Speed possa obter esse rótulo, até por ser mais potente e o design acompanhar isso, mas vejo a street algo mais virada para street fighter /Fun bike.
Responder
#58

A Street Triple pode ser uma Street Fighter, mas de Fun Bike não tem nada...

As Fun Bikes eram um nicho de mercado ainda andavas tu com as fraldas agarradas ao cú ó Mouta!

Curiosamente ambos conceitos, Street Fighter e Fun Bikes, são "mutações" dos originais SuperBike (RR) e Enduro.
Existem modelos míticos dos quais a TDM era a mais gorda, mas a mais fixe de todas foi a NordWest da Gilera!

Naquele então, o pessoal que se espalhava com as RR e não tinha patrocínio para arranjar a mota, mutava a mesma para uma Street Fighter.
As Fun Bikes surgiram inicialmente como motos de monte com aros de estrada 17",aproveitando a sua agilidade para "semear o terror" nos meios urbanos.

Daí nasceu um desporto que é muito divertido, quanto mais revirado for o circuito e se for misto tanto melhor!
Esse desporto é conhecido como Super Motard!

A Street Triple tem tudo para ser uma mota muito divertida, como qualquer Street Fighter que se preze, mas jamais se pode encaixar nas Fun Bikes por questões evidentes no que refere a motorizações e ciclistica.
Responder
#59

As fun bikes não eram, as fun bikes são um nicho de mercado.

Sei que andar a consumir asinhas talvez te tolde a visão ó Rui Vieira de zaragosa da marcotran https://es.linkedin.com/in/rui-vieira-77081295, mas a malta sabe quais são e por isso acabam, hoje em dia, em ser das mais vendidas da Europa, na designação de MT na Yamaha, em designação de street triple da Triumph, em superDuke na KTM... , em andar essencialmente nos tops de venda nessa Europa fora.
Responder
#60

Obrigado Mouta pela ajuda pá!
Tinha perdido o meu perfil no LinkedIn!
Uma ajuda preciosa!
Muito obrigado pá!

As Tracer e não as MT (Street Fighter) continuam a ser um exemplo das FunBikes mas, ao igual que as TDM 850/900cc, que pecam pelo excesso de peso. Mas não só as Tracer, também as SM da KTM equipadas com o LC8 (se bem que são muito mais radicais).

Dizer que uma Street Triple é uma FunBike é o mesmo que dizer que não tens peças (ou tiveste) que originalmente eram de uma Kawasaki na tua Tracer.

Mas mais uma vez isso é só uma questão de rigor, cada um que lhe chame o que quiser pá!
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)