Triumph Sprint ST (2005-2010) - Porque ninguém fala neste modelo?
#61

Eu sei o que é andar electrocutado.
De vez em quando alugo uma scutre eléctrica para andar a fugir da Polícia Municipal de Zaragoza!

Não desgosto mas curto bué queimar zargolina nas minhas motas.

Se te dás conta aqui existe liberdade de expressão, talvez aquilo que algum apelidariam de libertinismo, porque preservam mais as formas do que o fundo.
A algazarra é evidente aqui, porque as formas não são mais importantes do que tu saibas o que realmente penso sobre um assunto qualquer.
Isso não deixa o fórum isento de hipocrisia mas posso dizer-te que conheço fóruns onde é muito mais abundante.
Por isso, é difícil que sejas banido por dizer o que pensas, por tecer críticas ou por picar-te com fulano ou sicrano.

Mas se quiseres ser banido para sempre é fácil pá!

Basta dizer que o Patrão é hetero e desapareces das estatísticas em menos de nada...

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#62

(02-03-2018 às 01:15)2low Escreveu:  ...
Teve de levar rectificador de corrente.
Julgo que este seja realmente o único grande problema desta moto, um erro de projecto porque não podiam ter arranjado pior lugar para colocar o rectificador...
-atras do calor do radiador
-atras do calor dos colectores escape
-ao lado motor
-carenagens fechadas
Quem tem uma moto destas e é para ficar com ela, sabe que terá de gastar uns euritos para arranjar outro local para o rectificador - novas cablagens... e arranjar um rectificador de corrente melhor que o de origem... 
Um companheiro de Setubal que em Janeiro foi abalroado por uma lata, também já tinha feito esta mudança. 
Portanto, pesquisando nos fóruns ingleses há quem fale disso.

Já tive de substituir o rectificador de corrente mas ainda não consegui reunir os euritos para mudar o sitio do rectificador...
Espero que o novo rectificador não queime tao depressa...
Esta moto não esta feita para andar no pára-arranca do transito... para não aquecer muito junto do rectificador...
(e também não se dao bem com baterias nas ultimas...)
Bom dia,
Estive lendo o tópico pois estou interessado na aquisição de uma sprint 2006/2007. Gostaria de saber se ao invés de mudar o retificador de local, não seria melhor utilizar algum material isolamento térmico envolvendo retificador, cablagem e conectores? Parece menos dispendioso além de manter a cablagem original.
Desculpem por reativar o tópico.
Responder
#63

(06-08-2018 às 12:06)aperali Escreveu:  Bom dia,
Estive lendo o tópico pois estou interessado na aquisição de uma sprint 2006/2007. Gostaria de saber se ao invés de mudar o retificador de local, não seria melhor utilizar algum material isolamento térmico envolvendo retificador, cablagem e conectores? Parece menos dispendioso além de manter a cablagem original.
Desculpem por reativar o tópico.

Mas o retificador também precisará de arrefecimento. Se lhe colocas isolamento térmico é certo que não leva com o calor que os componentes que estão à volta lhe transmitem. Mas também não dissipa o seu próprio aquecimento.
Responder
#64

(06-08-2018 às 12:06)aperali Escreveu:  
(02-03-2018 às 01:15)2low Escreveu:  ...
Teve de levar rectificador de corrente.
Julgo que este seja realmente o único grande problema desta moto, um erro de projecto porque não podiam ter arranjado pior lugar para colocar o rectificador...
-atras do calor do radiador
-atras do calor dos colectores escape
-ao lado motor
-carenagens fechadas
Quem tem uma moto destas e é para ficar com ela, sabe que terá de gastar uns euritos para arranjar outro local para o rectificador - novas cablagens... e arranjar um rectificador de corrente melhor que o de origem... 
Um companheiro de Setubal que em Janeiro foi abalroado por uma lata, também já tinha feito esta mudança. 
Portanto, pesquisando nos fóruns ingleses há quem fale disso.

Já tive de substituir o rectificador de corrente mas ainda não consegui reunir os euritos para mudar o sitio do rectificador...
Espero que o novo rectificador não queime tao depressa...
Esta moto não esta feita para andar no pára-arranca do transito... para não aquecer muito junto do rectificador...
(e também não se dao bem com baterias nas ultimas...)
Bom dia,
Estive lendo o tópico pois estou interessado na aquisição de uma sprint 2006/2007. Gostaria de saber se ao invés de mudar o retificador de local, não seria melhor utilizar algum material isolamento térmico envolvendo retificador, cablagem e conectores? Parece menos dispendioso além de manter a cablagem original.
Desculpem por reativar o tópico.

Eu aconselho a manter tudo como está.
Mesmo que seja verdade que pode chegar a aquecer a localização não é descabida.
A podia, o que era muito mais barato e menos intrusivo, meter um ventilador adicional no rectificador.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#65

(06-08-2018 às 12:49)luisnogueira Escreveu:  Mas o retificador também precisará de arrefecimento. Se lhe colocas isolamento térmico é certo que não leva com o calor que os componentes que estão à volta lhe transmitem. Mas também não dissipa o seu próprio aquecimento.

Obrigado pelas respostas.

Não necessariamente seus envolver o retificador, mas apenas colocar (por exemplo) uma manta entre ele e as peças quentes do motor. Acredito que dê nada afeta a refrigeração do motor, pois trata-se de uma pequena faixa ao longo da cablagem, do retificador e do estator.

Bom, de qualquer forma, se não é um problema crônico então é melhor não mexer.

Enviado de meu Lenovo P2a42 usando o Tapatalk
Responder
#66

(06-08-2018 às 12:06)aperali Escreveu:  
(02-03-2018 às 01:15)2low Escreveu:  ...
Teve de levar rectificador de corrente.
Julgo que este seja realmente o único grande problema desta moto, um erro de projecto porque não podiam ter arranjado pior lugar para colocar o rectificador...
-atras do calor do radiador
-atras do calor dos colectores escape
-ao lado motor
-carenagens fechadas
Quem tem uma moto destas e é para ficar com ela, sabe que terá de gastar uns euritos para arranjar outro local para o rectificador - novas cablagens... e arranjar um rectificador de corrente melhor que o de origem... 
Um companheiro de Setubal que em Janeiro foi abalroado por uma lata, também já tinha feito esta mudança. 
Portanto, pesquisando nos fóruns ingleses há quem fale disso.

Já tive de substituir o rectificador de corrente mas ainda não consegui reunir os euritos para mudar o sitio do rectificador...
Espero que o novo rectificador não queime tao depressa...
Esta moto não esta feita para andar no pára-arranca do transito... para não aquecer muito junto do rectificador...
(e também não se dao bem com baterias nas ultimas...)
Bom dia,
Estive lendo o tópico pois estou interessado na aquisição de uma sprint 2006/2007. Gostaria de saber se ao invés de mudar o retificador de local, não seria melhor utilizar algum material isolamento térmico envolvendo retificador, cablagem e conectores? Parece menos dispendioso além de manter a cablagem original.
Desculpem por reativar o tópico.

E comprar realmente uma mota em condições? Não?! devil

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#67

Essa é minha intenção, só queria evitar que este problema ocorresse comigo no futuro. Mas, se realmente não é problema crônico não faz sentido essa preocupação.
(06-08-2018 às 17:27)carlos-kb Escreveu:  
(06-08-2018 às 12:06)aperali Escreveu:  
(02-03-2018 às 01:15)2low Escreveu:  ...
Teve de levar rectificador de corrente.
Julgo que este seja realmente o único grande problema desta moto, um erro de projecto porque não podiam ter arranjado pior lugar para colocar o rectificador...
-atras do calor do radiador
-atras do calor dos colectores escape
-ao lado motor
-carenagens fechadas
Quem tem uma moto destas e é para ficar com ela, sabe que terá de gastar uns euritos para arranjar outro local para o rectificador - novas cablagens... e arranjar um rectificador de corrente melhor que o de origem... 
Um companheiro de Setubal que em Janeiro foi abalroado por uma lata, também já tinha feito esta mudança. 
Portanto, pesquisando nos fóruns ingleses há quem fale disso.

Já tive de substituir o rectificador de corrente mas ainda não consegui reunir os euritos para mudar o sitio do rectificador...
Espero que o novo rectificador não queime tao depressa...
Esta moto não esta feita para andar no pára-arranca do transito... para não aquecer muito junto do rectificador...
(e também não se dao bem com baterias nas ultimas...)
Bom dia,
Estive lendo o tópico pois estou interessado na aquisição de uma sprint 2006/2007. Gostaria de saber se ao invés de mudar o retificador de local, não seria melhor utilizar algum material isolamento térmico envolvendo retificador, cablagem e conectores? Parece menos dispendioso além de manter a cablagem original.
Desculpem por reativar o tópico.

E comprar realmente uma mota em condições? Não?! devil

Enviado de meu Lenovo P2a42 usando o Tapatalk
Responder
#68

Eu percebo perfeitamente a compra desta mota.

Sendo vista como um bocadinho catosa e aborrecida na assistência, em geral consegue-se ''muita mota'' por um valor baixo.

E efectivamente se as coisas correrem bem, podem ser o negócio de uma vida.

Mas e fazendo jus ao ditado popular: ''onde há fumo, há Triumph'' , nunca seria uma mota que eu compraria para utilização intensiva ou viagens grandes.

Agora, para dar umas voltinhas, parece ser dos melhores compromissos que o mercado tem para oferecer.

Além disso é gira.

Opinião estruturada com base em preconceito, não pelo facto de ter sofrido com uma na pele.


Responder
#69

Pois. Também acho gira e a um preço bem convidativo. Mas como não tenho experiência com motas aqui em Portugal fico com certa preocupação. Mas como tudo na vida é uma questão de sorte (leia-se risco)... acho que vou apostar nela

Enviado de meu Lenovo P2a42 usando o Tapatalk
Responder
#70

Até agora tenho tido sorte pois aqui todos agoiram… 

Acho que acima de tudo não é daquelas motos para condutores negligentes que só querem colocar combustível e andar… Para isso aparentemente há as Tracer900  devil
É uma excelente moto mas precisa de "mininhos" constantes para que não venha a ter reparações caras pelo custo das peças que entretanto ainda subiram mais de preço…
Fazendo essa manutenção cuidada não tem qualquer problema!

Quanto ao rectificador de corrente, sim, é um problema recorrente neste modelo que a marca tentou resolver com o modelo 2007/2009 mas que é mesmo preciso de ser feito:
- O rectificador de corrente em ambos os modelos está "sobrecarregado" por ter poucos "A" inicialmente era 25A apesar de indicar 30A e depois talvez tivesse mesmo os 30A, se bem que não é standard. 
  Um rectificador compatível (com hondas CBR) de 50A é o aconselhado, pede ao teu mecânico que para ele é coisa fácil de se fazer - é só preciso alterar fichas, que numa moto usada sem garantia… não há qualquer problema!
  Desta forma o rectificador não estando em esforço também não aquece tanto… 
[Imagem: 38419754_1047177368777217_7317904908311592960_n.jpg]
- A posição onde ele foi projectado parece propositada para a malta ir gastando uns 250/350€ sempre que lá ia… Eu ainda não fiz mas irei fazer. É mesmo aconselhado a ser feito. Tem algum custo por alguma cablagem nova…
  É a única forma de manter o rectificador mais fresco… ainda estou a ver em conjunto com o mecânico qual a melhor posição… Tenho de pesquisar no tal grupo de FB, que indico aqui à frente….

No grupo Facebook inglês "Triumph Sprint ST 1050" quase todos já fizeram estas alterações… e os que ainda não fizeram...sempre que vão ficando apeados...vão fazendo essas modificações…

A única vez que fiquei mesmo apedo foi precisamente pela avaria do rectificador… 
Nesse mesmo grupo também dizem que para ajudar à vida útil do rectificador, usar sempre uma bateria em condições e ir verificando a voltagem… mas talvez assim seja com o rectificador de origem…
A maioria dessa malta colocou um "medidor constante de voltagem da bateria", tipo isto: https://www.ebay.es/itm/12V-24V-Car-Moto...SwvPZbQdvu

Para finalizar e ainda sobre os "miminhos constantes"... há que a manter sempre limpinha para não começar a ganhar ferrugens… o mecânico já me avisou… "olha que isso podias fazer era na Kawasaki. esta precisa de se manter limpinha..."

Tendo estes cuidados… é de facto uma excelente moto e tem motor….motor....motor....motor....motor... é muito progressiva e até pelo menos as 210/220 com força constante!
Em andamentos rápidos constantes (tipo 140/160) até que é económica: a rondar os 6Lt/100km mas quando se puxa...também bebe…
Mas parece-me que seria uma concorrente directa da Ducati ST3 ou da Aprilia RST1000 Futura (no mercado de usadas), tanto que é uma marca mais "exótica" que uma mais tradicional como Honda, Yamaha, Suzuki e Kawasaki…
Mas também podem ver a Sprint como concorrente da VFR800 e VFR1200 (no mercado de usadas).

É uma moto comprida, com excelente estabilidade em velocidades elevadas mas perde um pouco nas curvas mais malandras onde se precisa de uma moto mais curta e irreverente… 

Em conforto, excelente! Consigo fazer 750km num dia sem os glúteos se queixarem mas preciso é de afinar a posição e angulo das manetes para reduzir cansaço no braço/mao…

De resto… SEM MALAS E TOP CASE é das mais rápidas dos 0-100kmh em que faz em apenas 3,1s e excelentes recuperações.
Os que defendem outras motos semelhantes...ganham na marca que é bem mais visível que uma Triumph, um pouco na velocidade de ponta, design ainda mais actual e um pouco mais de fiabilidade para os tais condutores negligentes…

De resto… acho que não fazes uma má compra! Mesmo pelo que se vai ouvindo aqui e ali… É tudo muito subjectivo e relativo!

Mas já agora… "aperali" ou "aperaqui": já fizeste a tua apresentação?
Já agora, és parente do HJJS?  cool
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)