Triumph Speed Triple 2018
#11
(15-02-2018 às 11:59)LoneRider Escreveu: Concordo com a utilidade do cruise control.
Um gajo assim pode dormir tranquilamente sem estar preocupado com chegar seguro e inteiro ao destino....

As vezes dou por mim a pensar.
Tenho uma Speed Triple, uma mota que curva bué bem, que é ágil e que adora estradas reviradas, o que é que vim fazer para a autoestrada!?

Espera lá, vim utilizar o CC porque é útil, as Curvas que se lixem pá, um gajo nem consegue dormir!
Boa Speed, continua para aí a ronronar na autoestrada que eu vou fazer uma sesta!
Acorda-me quando chegarmos ao destino....


Sim, tens razão, até porque quem tem uma RR anda sempre em circuitos a fazer track-days, quem tem uma Hayabusa anda sempre em AE na Alemanha, quem tem uma GS1200 anda sempre em estradões de terra, quem tem uma TMAX nunca sai da cidade.

É claro que pode ser útil.
Responder
#12
Ves como tu sabes pá!

Tu lambes bem a coisa!
I just don't run with the crowd!

http://www.loneriderendlessroad.com
Responder
#13
(15-02-2018 às 11:59)LoneRider Escreveu: Espera lá, vim utilizar o CC porque é útil, as Curvas que se lixem pá, um gajo nem consegue dormir!
Boa Speed, continua para aí a ronronar na autoestrada que eu vou fazer uma sesta!

Mais ou menos isso...

A que tive foi pau para toda a obra... e só o caminho diário casa-trabalho-casa implicava A21+A8.
Somando ida + volta era uns 80km só de AE.
(Isto sem contar as vezes que repetia o percurso à noite para ir ao bairro beber um copo, ao francês mandar o 7pires para o c****** ou mesmo somava mais uns quantos e ia parar ao verdinho no seixal)

Não sei em que auto-estradas a malta anda... mas este percurso tem umas quantas curvas rápidas bem divertidas.
Daquelas que acima dos 200 que já começam a parecer mais apertadas... e que deixam o pneu como se tivesse feito um trackday.

Das gadgets que agora são "normais" preferia que a minha speed viesse equipada com ABS e TC (um modo "rain" bastava)

E se tivesse CC não me importaria...
Provavelmente não me teria divertido tanto, mas evitado alguns excesso que me levaram a ficar duas vezes sem carta.
E sobretudo teria facilitado andar num registo em que pouparia na borracha. Uma renda que sempre me aborreceu mais do que propriamente o combustível...
Responder
#14
(15-02-2018 às 12:57)dfelix Escreveu:
(15-02-2018 às 11:59)LoneRider Escreveu: Espera lá, vim utilizar o CC porque é útil, as Curvas que se lixem pá, um gajo nem consegue dormir!
Boa Speed, continua para aí a ronronar na autoestrada que eu vou fazer uma sesta!

Mais ou menos isso...

A que tive foi pau para toda a obra... e só o caminho diário casa-trabalho-casa implicava A21+A8.
Somando ida + volta era uns 80km só de AE.
(Isto sem contar as vezes que repetia o percurso à noite para ir ao bairro beber um copo, ao francês mandar o 7pires para o c****** ou mesmo somava mais uns quantos e ia parar ao verdinho no seixal)

Não sei em que auto-estradas a malta anda... mas este percurso tem umas quantas curvas rápidas bem divertidas.
Daquelas que acima dos 200 que já começam a parecer mais apertadas... e que deixam o pneu como se tivesse feito um trackday.

Das gadgets que agora são "normais" preferia que a minha speed viesse equipada com ABS e TC (um modo "rain" bastava)

E se tivesse CC não me importaria...
Provavelmente não me teria divertido tanto, mas evitado alguns excesso que me levaram a ficar duas vezes sem carta.
E sobretudo teria facilitado andar num registo em que pouparia na borracha. Uma renda que sempre me aborreceu mais do que propriamente o combustível...

Pois. Há gente a usar motos como meio de transporte. No teu caso também usaste, ou os 220000km foram só para as curvas?

Em qualquer caso o CC não é essencial, mas é útil.
Responder
#15
Eu pessoalmente não concordo nada com o cruise control nas motas.

Quando estamos a andar de mota não há nada mais importante do que... andar de mota. Seja em autoestrada ou fora dela, toda a nossa atenção deve estar concentrada na condução.

A meu ver a utilização do cruise control causa um entorpecimento que pode muito bem atrasar uma reação perante uma situação inesperada.

My opinion...
Imagem
BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#16
....bastante válida......
I just don't run with the crowd!

http://www.loneriderendlessroad.com
Responder
#17
(16-02-2018 às 01:03)marco.clara Escreveu: Quando estamos a andar de mota não há nada mais importante do que... andar de mota.

Depende...

Para quem tem moto como veículo de lazer isto até pode fazer sentido.
A utilização é quase exclusivamente para passear e curtir umas curvas.
E aí sim, nada mais importante do que o facto de "andar de moto".

Para quem tem uma moto por questões de mobilidade, já a coisa muda de figura.
E apesar de ser perfeitamente possível conciliar parte da mobilidade com o lazer, parte considerável do uso acaba por ser em percursos redundantes.

(16-02-2018 às 01:03)marco.clara Escreveu: A meu ver a utilização do cruise control causa um entorpecimento que pode muito bem atrasar uma reação perante uma situação inesperada.

Para um maçarico, talvez...
Para um condutor minimamente experiente, parece-me algo pouco provável. rolleyes

Pelo menos falo por mim, cuja condução é algo que está totalmente mecanizado...
Excepto quando não conheço o caminho ou pretendo andar realmente depressa ... o mais habitual é o cérebro desligar e ir a pensar noutra m**** qualquer.

E é normalmente nestas situações que sou caçado em excesso de velocidade.
Por isso vejo com bons olhos o cruise control!

Imagem

Fazer determinados percursos à velocidade indicada (ex: tunel da cril) é para mim algo extremamente penoso.
Pois implica um tipo de condução que não me é "natural", onde toda a minha atenção e concentração está em controlar o que indica o velocímetro.

Poder "fixar" a velocidade sempre que se passa nestes locais (que são cada vez mais habituais) é algo que me parece tão útil...
Responder
#18
dfelix, parece-me que estás a falar de limitadores de velocidade, e não de sistemas de cruise control (o meu carro por exemplo tem ambas as opções).

São duas coisas bastante distintas, e no caso dos limitadores, não tem o risco que evidenciei.

Continuo na minha (e chamem-me "maçarico" à vontade): a utilização do cruise control, seja em que circunstância for, diminui a capacidade de reação em caso de necessidade.
É quando facilitamos que as merdas acontecem, e sobretudo de mota, convém não facilitar...
Imagem
BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#19
Nunca conduzi nenhum carro com isso...
Motos experimentei na S1000RR e aquilo era carregar num botão e a ideia que fiquei é que mantinha a velocidade.
(o claxav pode dar mais detalhes de como funciona)

Achei um luxo!
Não me importava que as minhas motos tivessem isso.
Há alguns troços do meu percurso diário onde seria extremamente útil.

E... é apenas um botão.
Quem não se sente confortável em usar ou sofra de narcolepsia não é obrigado a usar!
Responder
  




Utilizadores a ver este tópico:
1 Visitante(s)