Traçar e fazer curvas - noções teóricas para curvar em segurança
#81

Sim, é possível!!!  proud

Só em seguimento desta discussão do não ser possível conduzir moto sem contra-brecagem (aka counter-coiso), hoje saí do trabalho, montei-me na Blu e ala.... vamos lá a experimentar! smile
Lógico que por incutir o CS desde há tanto tempo, na minha condução, já o faço sempre de forma mecanizada, sendo algo com que não me apercebo quase, sem ser em condução mais empenhada.
E pela experiência de há pouco, agora de forma "forçada", menos intuitiva e mais consciente, constatei que sim.... até sensivelmente aos 100 km/h (bem acima dos ditos 30 Km/h tong) e condução em ambiente "semi-urbano" (Loures - VFX, pela N116 e N10), é perfeitamente possível conduzir curvar sem incutir qualquer acção ao guiador (ou seja, mantendo-o sempre direito), bastando a tal coisa de conduzir com "o olhar" aos pontos de referência e complementando com a postura do corpo sobre a moto.

Mas no fundo, concordo com a ideia dada pelo Trecolareco.... é engraçado ver alguém que conduz uma 125 há relativamente muito pouco tempo, que penso que nem carta de moto tem sequer, a contrapôr as problemáticas de técnicas de condução com outro alguém que anda nisto há muito, já conduziu em circuito, vive o dia a dia na estrada, já fez cursos de condução avançada e conduz vários tipos de motos diferentes e em ambientes também eles muito diferentes, fazendo-o de uma forma sublime como muitos de nós já tivémos oportunidade de constatar na primeira pessoa.... e o teimoso afinal é ele?  rolleyes

P.S. - Track-Day.... venha ele!!! bigsmile thumbsup

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#82

shy shy


Responder
#83

lol, eu tb quando andava so de crm que é uma 50, nao sabia nem precisava de counter tretas p nada porque a mota ja de si e tao leve que vira sem qualquer problema. Mas quando falamos de uma mota com quase  200kg a fruta ja é completamente diferente. Nem da para comparar...
Responder
#84

Por falar em curvar, ja por algumas vezes senti um bloqueio ao tentar inclinar a mota. Felizmente nao foram muitas vezes.
Uma vez foi no alqueva em que estava a contornar a rotunda e por qualquer coisa nao inclinei a mota enquanto estava a ver a roda da frente a chegar a parte do cimento com aquelas pedrinhas pequenas tao boas para mandar um tralho. Dessa vez nao sei se ia a pensar na morte da bezerra ou nao, outras vez ja me aconteceu porque ao olhar para o piso senti insegurança p crl para inclinar a mota. Alguem ja teve cenas destas?

No alqueva nessa dita rotunda tive perto mesmo de cair a motario! lol
Responder
#85

Bem, não percebo muito da coisa de curvas a rasgar, até porque não tenho mota para essas aventuras... mas há maneira de virar sem o tal counter-steering? Pelo que me parece, a mota, faz o counter-steering de modo natural a curvar... porque se bloquearmos o volante em linha recta, a mota basicamente não vira...

Um abraço.
Responder
#86

O couter coiso toda a gente praticamente faz, mas fazê-lo consciente da técnica em si faz toda a diferença. Eu desde que passei a utiliza-lo com conhecimento e com intuito mesmo de o fazer, as coisas tornaram-se mais fáceis.
Responder
#87

(10-03-2017 às 02:16)RJVieira Escreveu:  Bem, não percebo muito da coisa de curvas a rasgar, até porque não tenho mota para essas aventuras... mas há maneira de virar sem o tal counter-steering? Pelo que me parece, a mota, faz o counter-steering de modo natural a curvar... porque se bloquearmos o volante em linha recta, a mota basicamente não vira...

Um abraço.

a questão aqui não é bloqueares o guiador , é virares no sentido oposto da direcção da curva , para a fazeres Melhor.

Ainda estou a tentar perceber o que se pretende com este tópico , se é o fazer as curvas mais depressa ou se é o faze-las melhor e com mais segurança.

Como parece que a experiencia não conta para alguns membros e a teórica é que é importante , e como o sentido deste tópico se resume a um nome ou técnica que é mais importante que tudo o resto , e como meti um teclado novo no meu portátil por ter as outras teclas gastas , e este teclado retro iluminado custa caro , não vou gasta-lo a discutir o sexo dos anjos.

mas deixo a conclusão que a mim me parece obvia :

o contramerding é tão importante que quando vamos tirar a carta de moto ( independentemente da qualidade das escolas de condução em Portugal) e assumindo que será para o muitos o primeiro contacto com a possibilidade obrigatória para conduzir motos a primeira coisa que o instrutor ( considerado que é um "professor" e profissional na área ) nos fala é o contramerding , os manuais aprovados pelo imtt\ansr para obter a licença de condução mencionam varias vezes o contrasheeting como o mais importante e existem casos de pessoas que chumbaram nos exames de condução por não saberem fazer correctamente o contracaralhing , resumindo ,como todos o fazem obrigatoriamente e como é o mais importante para fazer correctamente e em segurança uma curva , este tema é deveras importante e digno de discussão e aperfeiçoamento.

quanto a mim , enquanto continuar a ver apenas pelo espelho os defensores acérrimos do contrafodassing ( que tem motos melhores , mais potentes e mais seguras que o meu pequeno axaneto actual de apenas 400cc ), e á minha frente os que se estão a danar para o nome mas se preocupam em andar de moto, mantenho a minha posição sobre este assunto.

haja pachorra...
Responder
#88

É uma reação de "pânico"! Estas a ver que a mota não está a ir para onde tu queres,assustaste,fixas o ultimo ponto onde queres ir bater com a mota(no teu caso,o dito cimento com as pedrinhas boas para aterrar). Ao início acontecia-me com alguma frequência,principalmente na abordagem das curvas,até que aprendi a lidar com issowhatlhar fixo na direcção que queremos ir e acelerador que a mota e o corpo fazem o resto. Isto está explicado no vídeo aqui postado anteriormente.
(10-03-2017 às 01:45)Nfilipe Escreveu:  Por falar em curvar, ja por algumas vezes senti um bloqueio ao tentar inclinar a mota. Felizmente nao foram muitas vezes.
Uma vez foi no alqueva em que estava a contornar a rotunda e por qualquer coisa nao inclinei a mota enquanto estava a ver a roda da frente a chegar a parte do cimento com aquelas pedrinhas pequenas tao boas para mandar um tralho. Dessa vez nao sei se ia a pensar na morte da bezerra ou nao, outras vez ja me aconteceu porque ao olhar para o piso senti insegurança p crl para inclinar a mota. Alguem ja teve cenas destas?

No alqueva nessa dita rotunda tive perto mesmo de cair a motario!
Responder
#89

(10-03-2017 às 02:16)RJVieira Escreveu:  Bem, não percebo muito da coisa de curvas a rasgar, até porque não tenho mota para essas aventuras... mas há maneira de virar sem o tal counter-steering? Pelo que me parece, a mota, faz o counter-steering de modo natural a curvar... porque se bloquearmos o volante em linha recta, a mota basicamente não vira...

Um abraço.

Vou-te contar uma história....
Tinha a Artax à pouco tempo e meti-me no meio de um grupo de pessoal do Enduro.
Tudo muito calminho diziam eles.
O objectivo era fazer uns trilhos e passar uns obstáculos suaves, diziam eles.
É pá metemo-nos por uns trilhos a subir o monte, como se fosse uma espiral, que se desviava dos pinheiros e pedras aos "ésses" e os gajos pareciam possuídos pelo demónio.
Em menos de nada estava sozinho.
Como é que eles conseguem ir tão rápido por um caminho que não tem 50cm de largura!?
Foi então que o Edmundo, um gajo batido no Enduro, me explicou :

-Levanta-te da mota, olha em frente e quando quiseres virar a mota alivia o pé do lado contrário ao da curva. Basta aliviar o peso do pé, vais ver que a mota vira.

E é verdade.
Fui para uma zona industrial praticar com as minhas amigas linhas descontinuado funciona catano!
Até já faço oitos à pala disso!

Ricardo tu prática e vais ver que é curtido, e para andar por caminhos da uma segurança do Katano!

Como é que se faz isso numa moto como a Dorothy!?
Normalmente o pé exterior à curva vai "morto" e o de dentro apoia todo o peso do corpo.
Experimentem tensionar os músculos dessa perna sem chegar a levantar o corpo. Não vai ser o vosso peso pendurado na mota, mas sim o vosso peso exercendo força na mota, comprimindo suspensões e pneus. Em suma, mais rápido e mais inclinação porque tens um centro de gravidade mais baixo.

Isto para o amigo Caroço seria o que se poderia chamar como "Coicing"! blink

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#90

(08-03-2017 às 13:04)LoneRider Escreveu:  
(08-03-2017 às 11:28)carlos-kb Escreveu:  Hum.... este tópico vai mas é arranjar problemas com o Caroço, quando se começar a falar de "contra stirings" e "chickens coiso"!

Epa...  curvar? Até à data ainda nunca fui de focinho contra um chaparro!!! É sinal que mais ou menos, vou dando conta da coisa.... até ver!!!  bigsmile

edit: Quando digo chaparro, refiro-me a qualquer espécie arbórea!!!
É que por acaso na zona de predominância de chaparros propriamente ditos, nem há assim tantas curvas!  proud

O contra Stering é uma técnica, mas que é facultativa.
Podes fazer curvas sem a utilizar.
Errr... Não, counter-steering fazes sempre. Podes é não te aperceber.

Enviado do meu SM-A310F através de Tapatalk
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)