Torneira da reserva
#1

Ora uma pergunta para os mais entendidos. A minha Diversion supostamente teria um problema com a torneira de combustível, deixou -me apeado 2 vezes quando a comprei, supostamente porque não fazia a transição para a reserva. Na última revisão como foi levantado o depósito para trocar o filtro de ar, pedi para darem uma vista de olhos na torneira. Aparentemente a torneira está a fazer o serviço dela, ou seja, quando é rodada a "válvula" muda a posição, não foi detectado nada de anormal, de qualquer das formas foi soprada com o compressor para despistar possíveis entupimentos. Agora ando em testes, sei que o depósito tem 17l, sendo destes 13,5l até entrar na reserva. Sei que com o consumo médio que andava a fazer podia andar até aos 220 a 230kms até entrar supostamente na reserva. Ontem já chegou aos 250kms sendo que a determinada altura começou com engasganços e rodei a torneira para a reserva e deixou de engasgar. Depois a parte estranha é que voltei a meter a torneira no "on" veio até casa(mais uns 10km) sem voltar a engasgar. Ou seja, já fico na dúvida se realmente entrou já nada reserva.
Agora a minha pergunta... posso andar com a torneira na reserva, mesmo que o depósito esteja cheio? Isto porque no manual diz que deve ser rodado para a reserva quando chegar à reserva e deve colocar gasolina o mais rápido possível, e que depois de meter gasolina deve-se voltar a colocar a torneira na posição on. Isto é por precaução, para depois sabermos quando entra nas reserva, ou há algum inconveniente funcional por a torneira andar sempre na posição de reserva?
Responder
#2

Poder, podes. Pode é entrar mais porcaria que o que pretendes para os carburadores e deves estar ciente que essa mota para desafinar carburadores é um tirinho.

A torneira é isto:

[Imagem: a389_1_b.jpg]

O tubo maior é a posição ON, o tubo menor é a RES. Ao teres sempre na reserva a gasolina vai entrar sempre, assim como o lixo e água que possa estar lá depositada.
Responder
#3

Acho que o inconveniente de andares com a torneira da reserva sempre na posição de reserva... é que deixas de ter reserva. smile

Mas com esses "engasganços" todos (dentro e fora da reserva), não será o caso de teres sedimentos no depósito?
Responder
#4

Peço desculpa mas acho que estão enganados!

O ON não tenho a certeza se será o tubo pequeno ou o grande, mas o Normal é usar o RES para reserva e o PRI para o deposito primário.
O PRI não tenho a certeza se será o tubo pequeno ou o grande, mas o Normal é usar o RES para reserva e o ON para o depósito primário. No ON PRI, se não estou enganado, é uma forma de desferrar a bomba, uma vez que não necessita de vácuo nos tubos para que passe gasolina, e penso que neste caso ele usa o mesmo tubo da reserva.

Eu acho que a minha Diversion também está com a torneira avariada, que uma vez ia ficando a pé também. Quando olhei para o depósito já não vi lá gasolina nenhuma e fui logo buscar 5L de gasolina. Eu normalmente ando 200~220km e atesto de gasolina. Ao atestar costumo meter cerca de 10~13L

XJ 600 Diversion Owner!
Responder
#5

MrOverclock, não utilizes o PRI. O PRI serve precisamente para o efeito que tu julgas ser o ON. O PRI serve apenas para colocar a mota a trabalhar em caso de estar parada há muito tempo ou em caso de ter ocorrido intervenção na área do combustivel/carburadores.

E sim, o PRI é que não utiliza o vácuo, nem a própria bomba de vácuo.

Quanto à torneira, eu fiquei apeado com a mota na posição ON. Portanto, é capaz de ser feitio.

Quanto ao que disse do PRI, vejam o manual.

[Imagem: 1e63ZBj.jpg]
Responder
#6

A torneira da minha XJ600N sempre funcionou bem, ON para o deposito principal e o RES para o resto abaixo e saber que é tempo de procurar uma bomba.

O pri, como disse o overclock a entrada directa para o carburador para desferrar ( prime em inglês ).

Aliás em lisboa na altura alguém trocou a torneira de sentido e deixou-me apeado na A5. Abaniquei e foi até se desligar para empurar menos que já estava a chegar as portagens.

Safou-me de empurrar umas centenas de metros a subir thumbsup , mas acabou por sujar os carburadores e uns dias depois começou a falhar teve de ser tudo desmontado e limpo. thumbsdown

Comecei a conferir o sentido da torneira da gasolina com mto mais frequência lol

Um abraco e mto boas curvas!!
[Imagem: assinaturaSD.jpg]
Responder
#7

Obrigado a todos pelas respostas.

Respondendo e esclarecendo uma ou outra coisa:

Não sabia exactamente qual era o mecanismo da torneira, mas calculava que fosse algo do género. Obrigado Officer pela ilustração, também já tinha consultado o manual para ver isso, apesar de só o ter em Inglês, mas deu para desenrascar, porque não tinha percebido ainda a diferença do ON para o PRI.

A mota não tem grandes engasganços, engasgou-se ontem e pensei que fosse a entrada na reserva, até porque tal como o Mroverclock, eu já estou habituado a fazer os cerca de 200 a 230kms(no máximo) e ir atestar, levando entre 11 a 13litros, e assim nunca chega a entrar na reserva(supostamente a partir dos 13,5l) e ontem propositadamente deixei ir mais longe, porque queria perceber se passava para a reserva ou não, e quando se engasgou já tinha talvez uns 245km, passei a torneira para a reserva e seguiu viagem sem se voltar a engasgar.

Mas como depois, já a uns 700m de casa parei, desliguei a mota e voltei a colocar a torneira no ON, e o que é certo é que a mota pegou, fez o resto do caminho até casa e ainda a tive a trabalhar um bocado na garagem e tudo sem voltar a mostrar que queria ir abaixo, daí ter ficado com a dúvida se aquele engasganço foi mesmo a entrada na reserva.

De qualquer das formas o teste quero mesmo fazê-lo para ter a certeza que a mota passa a reserva e utiliza a reserva, para pelo menos andar mais descansado e saber que se tiver de fazer mais uns kms tenho 3,5l para isso e que não fico apeado quando for altura de entrar na reserva mad Sendo que a ideia é entrar o minimo possivel na reserva. Mas é a diferença entre ter 230km de autonomia ou poder contar com eventualmente qualquer coisa mais perto dos 300km para desenrascar.

Porque por exemplo, da primeira vez que fiquei apeado, foi-se abaixo e nem na reserva, nem sequer no PRI ela voltou a pegar, teve de ser com mais gasolina para o depósito para voltar a pegar mad

Ou seja, o objectivo é mesmo perceber se posso fazer kms e contar que a reserva está lá ou não lol
Quanto a andar sempre com a torneira na reserva, já percebi que pode não ser muito saudável para os carburadores.

Já agora MrOverclock e officer, fazem ideia dos consumos médios das vossas? A minha antes da revisão estava a fazer à volta de 6,4l/100km, se bem que o filtro de ar já estava um bocado mau. Agora vou ver com o filtro novo, como fica de consumos!
Responder
#8

Quando mudas a torneira para Reserva depois do engasganço voltas a encher as cubas dos carburadores. Se depois mudas para On a mota continua a funcionar até que se acabe a gasolina nos carburadores e volta a engasgar.
Tudo normal e sem razões para preocupações.
Convém sempre saber quantos km faz a reserva, pois isso pode significar não ficar a pé.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#9

também ando a ter problemas com a gaja, mas o certo é que já troquei o reparo e persiste o problema de vazamento.
foi um toque ao cair e já cheguei a conclusão de que o melhor a fazer é trocar de torneira.
estive a ver e a menos que esteja enganado a da DT me parece servir a XJ600???
assim já emiti o pedido de reforço do orçamento e estou no aguardo para comprar uma nova.

[Imagem: Qfzl0I1.png]
Responder
#10

(24-02-2016 às 21:53)LoneRider Escreveu:  Quando mudas a torneira para Reserva depois do engasganço voltas a encher as cubas dos carburadores. Se depois mudas para On a mota continua a funcionar até que se acabe a gasolina nos carburadores e volta a engasgar.
Tudo normal e sem razões para preocupações.
Convém sempre saber quantos km faz a reserva, pois isso pode significar não ficar a pé.

Obrigado Lone, já percebi que é portanto normal que volte a trabalhar bem durante algum tempo depois de sair da reserva para o ON. E tendo em conta que após voltar a colocar no ON fez no máximo dos máximos 2km, se calhar é normal que tenha continuado então a trabalhar.

Vou assumir que a Diversion esteja afinal com a torneira a fazer a sua função correctamente. Ainda assim, a próxima saída vai servir para ter a certeza disso.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)