SUZUKI Rotary RE-5
#11

(03-12-2014 às 00:36)n00b1e Escreveu:  
(03-12-2014 às 00:03)nelsonajm Escreveu:  ... às 8500rpm... qual é o carro que faz tanta rotação... conheço motos com o redline ás 8500... agora carros... não são de produção comum...

(03-12-2014 às 00:31)carlos-kb Escreveu:  O Mazda RX8 consegue essa potência derivado também do motor conseguir chegar (creio que) às 9000rpm, ou seja uma rotação pouco comum, num automóvel.

O meu "velhinho" faz redline ás 8200 e é um normalíssimo 4 em linha... D'uh!...  disapointed

Zézito..... eu não disse que não havia.... disse apenas que não era muito comum nos 4 rodas.

Uma lata normalmente anda com o red-line pelas 6500rpm (o mais tardar), não falando de puros desportivos, claro.
O teu até é japuna, tem a mania das grandezas.... por isso percebe-se! blink

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#12

Acredito que, tal como aconteceu com os motores de êmbolos, se se tivesse gasto "€" no seu desenvolvimento... as coisas seriam diferentes certamente...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#13

Boas;
Acho que os Wankel sempre exerceram algum fascínio naqueles que gostam de "engenhos mecânicos". O conceito em si é deslumbrante pela sua simplicidade. O grande problema desta Suzuki é que eles tentaram fazer uma moto demasiado complexa. Ainda no outro dia li um artigo impecável na Classic Bikes com os três grandes exemplares: a Suzuki, a Hercules e a Norton.

A marca que levou mais longe o seu desenvolvimento foi a Mazda e chegaram a ganhar as 24 Horas de Le Mans, quando se preparavam para repetir o feito, perderam misteriosamente a homologação do veículo.
Responder
#14

Realmente o que começou por ser simples... Depressa começam a complicar...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#15

Um interessante artigo de um blog fazendo uma remissa história acerca do uso da tecnologia Wankel, nas motos. Ainda assim, foram vários os modelos a recorrerem a motores de rotores.

Para entusiastas, aconselho a leitura.  blink

http://thevintagent.blogspot.pt/2011/11/...s.html?m=1

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#16

O rotores só tinham o.defeito da estanquecidade.
Eram motores eficientes na sua função.
Se houvesse mais estanquecidade havia melhores consumos e melhores prestações.
O que fizeram com a Mazda foi tirar o tapete debaixo dos pés porque não é suposto ser competitivo com uma solução inovadora.
Mas isso aconteceu muito ao longo dos anos...

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#17

por acaso os motores rotores são pouco eficientes, por causa da forma como queimam a gasolina. alem que os "aneis" nestes motores tem de percorrer quase 3 vezes mais caminho para uma "rotação" implica maior desgaste nestes. mas devo admitir que são dos motores que mais me fascinam, e o som de rx7 com 4 rotores é orgasmico.
https://www.youtube.com/watch?v=v3uGJGzUYCI
https://www.youtube.com/watch?v=SvT7xO43CBQ
Responder
#18

Bahhhhh.... pormenores....

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)