Suzuki GSXS 1000 2021
#21

(28-04-2021 às 15:31)LoneRider Escreveu:  ...e não tinhas que andar a comprar cola de contacto para colar os punhos! devil

Recuso-me a colocar cola de contacto para segurar o punho... estou a desenhar uma peça que vai ser maquinada e apertada entre o punho e o comutador, em alumínio para o punho não sair do local...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#22

Nelson, isso não precisa de grande desenho técnico - um furo a atravessar o punho e o guiador, um parafuso e uma porca. Não tens de quê.
Responder
#23

(28-04-2021 às 17:53)nelsonajm Escreveu:  
(28-04-2021 às 15:31)LoneRider Escreveu:  ...e não tinhas que andar a comprar cola de contacto para colar os punhos! devil

Recuso-me a colocar cola de contacto para segurar o punho... estou a desenhar uma peça que vai ser maquinada e apertada entre o punho e o comutador, em alumínio para o punho não sair do local...

Não te esqueças das fotos! Há quem aprecie artesanato e tente fazê-lo.

Há muita malta com boas ideias e capacidade.
Responder
#24

(28-04-2021 às 17:53)nelsonajm Escreveu:  
(28-04-2021 às 15:31)LoneRider Escreveu:  ...e não tinhas que andar a comprar cola de contacto para colar os punhos! devil

Recuso-me a colocar cola de contacto para segurar o punho... estou a desenhar uma peça que vai ser maquinada e apertada entre o punho e o comutador, em alumínio para o punho não sair do local...

Resolves parte do problema.
Mas a parte do punho estar fixo e de girar sobre o guiador não...
Nas "corridas" usava-se arame para evitar esse movimento irritante...
Eu uso uma trincha e cola de contacto, pincelando no terço do guiador onde assenta a palma da mão...
Aplicas a cola deixas secar de um dia para o outro, enfias-lhe o punho recorrendo a ar comprimido et voilá!

Adeus falsos aceleradores!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#25

Talvez o Nelson esteja interessado na solução mecânica do problema.
Responder
#26

(28-04-2021 às 15:29)nelsonajm Escreveu:  Não fosse o preço estupido que pediam pela Katana... e não morava uma Ducati na minha garagem...

Custa 13.999. 14K menos aquele cêntimo psicológico. smile
Parece-me um preço adequado e enquadrado para a moto que é.
Apenas alguns euros mais cara que uma CB1000R.

Quando foi anunciada é que se especulou preços estúpidos.
E não é a primeira vez que acontece com um modelo da Suzuki.
A L7 também surgiu substancialmente mais cara do que acabou por ficar poucos meses depois.

Entendo a tua paixão pela Suzuki.. mas sejamos realistas...
Duvido que seja tão divertida como a 821.


(28-04-2021 às 17:53)nelsonajm Escreveu:  Recuso-me a colocar cola de contacto para segurar o punho...

Mas sempre rodou?
Isso não terá sido retirado... e enfiado novamente com algum tipo de lubrificante para "facilitar"? smile

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#27

https://youtu.be/rlbXnmBRSxA

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#28

Ao «vivo». Ainda sem TFT nem IMU, mas de resto aparenta estar excelente:
Responder
#29

perdeu na identidade visual...em termos estéticos gerais, os paineis, o minimalismo e a colocação da instrumentação...colagem à ktm.

o farol da frente para não dizer yamaha...não digo...
Responder
#30

( às 10:43)midnightblack Escreveu:  perdeu na identidade visual...em termos estéticos gerais, os paineis, o minimalismo e a colocação da instrumentação...colagem à ktm.

o farol da frente para não dizer yamaha...não digo...

Qual era o principal problema da GSXS1000?
Não vendia!!!!
Os construtores para sobreviver precisam de vender.
E quais as motos dentro deste género mais vendem?
As MT.

Problema resolvido. smile

Mas... olha que até souberam fazer bem a coisa:
Na imagem de apresentação do video acima, percebe-se que as linhas seguem uma abordagem muito... katana!

A KTM nos últimos elevou o patamar do que se pode considerar referência nas "streetfighter" modernas.
E numa perspectiva estética, os desenhos do Kiska são sempre diferenciados.

Mas... há mais de katana nesta GSXS1000 que há de super duke.
E a katana original já cá andava quando a KTM ainda não tinha descoberto o asfalto.

Não acho que ela tenha perdido "identidade visual". Porque não se pode perder o que nunca teve.
O problema aqui é que a Suzuki recuperou demasiado tarde estas linhas.
Deixou que outros que nem sequer as tinham adoptassem primeiro.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)