Suzuki desenvolve moto híbrida de admissão forçada
#1

Eat my dust Kawasaki H2R!!!!! lol

FONTE

A Suzuki estará a tentar aplicar a tecnologia da Fórmula 1 nas motos.

A marca de Hamamatsu está a preparar um concept de uma moto com motor turbo híbrido para apresentar no final deste mês por ocasião do Tokyo Motor Show.

[Imagem: 561bc581483ae_XL.jpg]

Apesar das duas tecnologias serem já sobejamente conhecidas dos fãs do desporto motorizado, a opção de equipar um motor com um turbo e com dois motores elétricos era inédita até ao ano passado quando as equipas de Fórmula 1 tiveram de criar novas unidades de energia V6 turbo acopladas a dois motores elétricos, um ligado ao turbo e outro à cambota do motor de combustão. Estas duas unidades elétricas alternam entre a função de motor, quando é necessário fornecer energia à caixa de velocidades ou para acelerar o turbo, ou como geradores, em travagem ou quando o turbo já está a funcionar à sua velocidade ótima.

Com esta tecnologia é possível eliminar quase em definitivo o chamado “turbo lag”, ou tempo que o turbo demora a ganhar velocidade rotacional, garantindo uma enorme entrega de energia graças ao trabalho conjunto dos 2 motores elétricos que auxiliam o motor de combustão ao mesmo tempo que diminuem os consumos e as emissões de CO2 mas conseguem proporcionar uma entrega de potência inigualável já que o motor elétrico consegue colmatar às “falhas” de potência do motor de combustão.

A Suzuki estará agora a tentar criar um sistema semelhante mas mais compacto que permita a instalação de tal unidade de energia no quadro de uma moto onde os componentes realizariam tarefas semelhantes aos seus congéneres de quatro rodas. A tornar-se uma realidade, este sistema poderia resultar numa moto com motor de combustão de 1000cc com quase 300 cv de potência e uma aceleração estonteante fruto do binário máximo instantâneo dos motores elétricos. A caixa de velocidades terá de ser eletronicamente controlada para gerir todos estes componentes mas, em teoria, será possível continuar a utilizar uma manete de embraiagem e seletor para escolher as relações de caixa que são depois acionadas pelo computador.

Apesar desta tecnologia dar os seus primeiros passos no mundo das duas rodas, poderemos chegar a conhecer um futuro onde estas unidades de energia assumem um papel fundamental nos veículos de duas e quatro rodas.

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#2

Ainda estou para ver para quando a tão anunciada Recursion sai do papel.... e já andam a falar de motos "híbridas"! smile

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#3

(14-10-2015 às 16:48)carlos-kb Escreveu:  Ainda estou para ver para quando a tão anunciada Recursion sai do papel.... e já andam a falar de motos "híbridas"!  smile

Não sai do papel... como tantas outras coisas que a Suzuki desenhou...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#4

Eu se fosse à EICMA, este ano, ainda levaria a ténue esperança de a ver por lá.... mas como não vou! disapointed

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#5

Vamos lá ver se não é muita conversa, muita conversa, e depois vendem uma cá para fora com metade da potência... A H2R embora não goste é algo de louvar, mas depois fazerem uma H2 com 200 cvs... Se é para partir tudo vem com os 326 cvs! devil evil

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#6

(14-10-2015 às 17:05)nelsonajm Escreveu:  
(14-10-2015 às 16:48)carlos-kb Escreveu:  Ainda estou para ver para quando a tão anunciada Recursion sai do papel.... e já andam a falar de motos "híbridas"!  smile

Não sai do papel... como tantas outras coisas que a Suzuki desenhou...

Se não sair..... é pena! Pois vemos a tendência seguida pelo ramo automóvel, conseguindo veículos com comportamento e prestações mais interessantes, em relação aos atmosféricos, optimizando consumos/emissões, e ainda com a vantagem de o conseguir mantendo cubicagens contidas nos motores.

De qualquer forma, acho que, mais tarde ou mais cedo, será essa a tendência futura dos motores Otto, nas motos.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#7

Acho que as marcas já começam a exagerar, especialmente nos investimentos direccionados para motas de performance com mais de 190 CV. Quer dizer, qual é o interesse que ter uma mota tão potente? Faziam melhor em investir nas possíveis tecnologias que melhorem o desempenho, a segurança, e por aí adiante.

Há poucos dias conduzi uma Benelli BN302. Fiquei surpreendido com a mota. Uma 300cc com um som espectacular de origem, que praticamente todas as japonesas não têm, tem forquilhas invertidas, suspensão traseira regulavel, corpo de uma mota 600cc, postura de condução direita e muito confortável, motor económico e espevitado ao mesmo tempo, com um doseamento do acelerador bastante suave e linear. Tem força que chega e sobra para o dia-a-dia. Preço excelente. Uma mota que impressiona bastante pela positiva, e mal falam dela. E no fim é uma 300cc.

E um gajo pensa para quê ter uma mota tão potente?
Responder
#8

(16-10-2015 às 06:20)Lusitanian Escreveu:  E um gajo pensa para quê ter uma mota tão potente?


Para que ter uma moto tão fraca podendo ter uma mais potente?
O mercado oferece as coisas que se procuram pelos possíveis compradores.

A Benelli tem de facto uma excelente proposta para uma companhia diaria, mas pensa.

Põe-lhe duas pessoas, malas laterais, top case, saco de deposito, 40kg de bagagem e 4000km para fazer em 15 dias.

Nada é impossivel mas, não te dá vontade de pensar em algo mais potente

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#9

São conceitos diferente para tipos de utilização diferentes...

Eu sou sincero, para 90% da utilização que dou à minha hornet, não preciso dos 600c.c. e 97 cvs que aquilo tem... tenho c.c. e potencia a mais para o dia-a-dia, e diria mesmo que essa benelli chegava perfeitamente.

E é para esse destino que a Benelli 302 foi feita, dia-a-dia.

Mas claro para os outros 10% de utilização, que o lone rider fala (e não só), iria chorar pela minha Hornet...

E claro se fizesse muitas viagens, até a Hornet seria pouco e o melhor era comprar uma VFR1200, ou outra melhor ainda lol tstststststst thumbsup

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#10

Ou outra melhor ainda!? what
Bem que podes procurar. ... blink

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)