Substituir capas das bielas
#91

(10-11-2015 às 13:47)ClaXav Escreveu:  Vocês já estão a inventar. Andar de roda no ar, tirando poucas excepções será num período curto 300 mts mas voltando logo de seguida tudo à Normalidade. Inclusive em regimes mais altos e com os movimentos internos do motor a pressão do óleo é tb maior causando alguma pulverização do óleo em todos os locais do motor.
A existirem alterações na distância entre rodados (mais curta ou mais comprida) indica que bateu, tem de ter soldas.

Cláudio mesmo que fosse isso, não te imaginas o que sofre um motor por um segundo sem pressão de óleo!

Foi, em parte, por tomar consciência de isso que eu deixei de os fazer!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#92

Que óleo mais fino levou a mota? Um 5-40? lol

Cá para mim essa mota andou com óleo de carro... thumbsup
Responder
#93

Sem óleo é melhor....

Em Janeiro de 2014, um bujão mal apertado fez com que perdesse o óleo da Matilde (o camião com que trabalhava). Carregado com 22T de carne pendurada demorei a  imobilizar a pobre Matilde uns 300m.... sad

Foram segmentos, bronzes da cambota, arvores de cames e os rotores da bomba de óleo.
Mais de 10000€ de reparação.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#94

(10-11-2015 às 13:47)ClaXav Escreveu:  Inclusive em regimes mais altos e com os movimentos internos do motor a pressão do óleo é tb maior causando alguma pulverização do óleo em todos os locais do motor.

true, mas imagina que ela não vai chupar o oleo a traseira do carter e sim à frente, durante o tempo que estás no ar ela não suga oleo ou em menor quantidade. isto é tudo hipotético blink é só o pessoal a disparar possibilidades, nem acredito que seja esse o caso, muito pessoal esquece-se de mudar o oleo, e como estas motas bebem algum, pode ter causado problemas, mais vale é esperar pelo diagnostico do vmassa quando receber a mota smile
Responder
#95

Quando a receber vou é sacar cavalas com ela lol

Suzuki SV1000S '04  cool
Responder
#96

(10-11-2015 às 14:43)OFFICER Escreveu:  Que óleo mais fino levou a mota? Um 5-40? lol

Cá para mim essa mota andou com óleo de carro... thumbsup
Isso não a fazia comer os bronzes, pelo contrário. Dava era para ter problemas na embraiagem.
Responder
#97

Boas;
Como já escrevi anteriormente, começa a pensar noutras soluções.
A reparação vai ser onerosa e tenho muitas dúvidas que justifique dado o valor comercial da moto.
Abate os documentos e vende às peças, realizas certamente dinheiro para outra.
Responder
#98

Johnny agradeço que tenhas manifestado a tua opinião blink
Todavia, e não desvalorizando a tua opinião, parece-me desajustada por alguns pontos:
1º adoro a mota;
2º o que ela tem de mais valioso está com um problema (o motor);
3º não tenho tempo para vendê-la às peças;
4º não tenho garagem para guardar as peças dela;
5º ainda não tenho o orçamento mas, perante uma estimativa feita pelo mecânico, o total do arranjo ficar-me-à num total de 1/5 - 1/4 do valor de mercado dela.

A mota está rigorosamente impecável e sem um único risco, à excepção de - provavelmente - uma treta de uma capa de biela que foi à vida.

No pior dos casos ( que não é este ) se o motor não fosse recuperável eu preferia sempre comprar um motor usado e pô-lo nela ao invés de a vender às peças.

Enfim, é uma m€rd@ esse azar mas a mota não será vendida às peças e, no que depender de mim, é para voltar à estrada o quanto antes!

Suzuki SV1000S '04  cool
Responder
#99

(09-11-2015 às 21:57)pedromt07 Escreveu:  ...dai ter dito que em algumas motas pode ser possível, nem sei, secalhar, é-me impossível saber as particularidades mecânicas de todas as motas produzidas

Ninguém sabe tudo de cor...
Mas ter cárter está longe de ser uma particularidade de apenas alguns motores!   tong

(09-11-2015 às 22:10)VMassa Escreveu:  Uma questão um pouco noob: não será possível, ao invés de ter que desmontar o topo do motor, retirar a cambota e assim aceder à capa que fica na biela?

Mas porque é que queres retirar o topo do motor?  disapointed
As capas de bielas são mexidas pelo fundo do motor! Nem precisa de sair do sítio. Basta uma tampa e uma junta! E duas horitas de mão-de-obra.

Já se a cambota estiver afectada (e esperemos que não) a intervenção fica mais complexa.
Aí para a retirar será necessário desarmar o motor todo! E aí o orçamento é capaz de subir para valores superiores ao que valem a tua moto.
Perante essa situação, é capaz de sair mais em conta procurar outro motor.

(09-11-2015 às 23:08)LoneRider Escreveu:  Ou a mota tem meio milhão de km no pelo, ou andou sem óleo no motor.

Já tive de substituir uma capa de biela derivado a um filtro de óleo baratucho que impedia o lubrificante chegar com a pressão certa.
E sei de casos cujos intervenientes provavelmente até conheces!

Aliás, depois de me acontecer apercebi-me que é mais comum do que se julga.
Normalmente pouca gente divulga com medo de não conseguir despachar depois a moto um dia mais tarde.
Todos sabemos que isto que o mundo é pequenino. Sobretudo desde que existe internet.

(10-11-2015 às 11:40)Rod Escreveu:  Bingo...andar de roda no ar, deslocação do óleo, com motor a puxar...

Contribui, mas não é por aí...
Há componentes nomeadamente a caixa e embraiagem lubrificados por "chapinhagem".
Mas as bielas fazem parte do circuito fechado de lubrificação que passa pelo interior da cambota.
Podes nesta foto ver o "furo" que irriga as capas:

[Imagem: s3motor06_zps50028790.jpg]

Neste caso a esfrega foi tão grande que cambota ficou gripada. (dá para ver pela cor)
E o problema não resultou da falta de lubrificante.

(10-11-2015 às 16:58)ClaXav Escreveu:  Isso não a fazia comer os bronzes, pelo contrário. Dava era para ter problemas na embraiagem.

Exacto!   thumbsup
Daí a necessidade dos lubrificantes para motos com embraiagem "convencional" terem de cumprir o JASO MA.
Para os carros isto é irrelevante. O que lhes permite carregar com força nos aditivos. (o mesmo acontece com as motos que levam JASO MB)
Responder

Boas;
VMassa, a minha opinião é apenas isso, a minha opinião. E a moto é tua, como tal é a ti que te cabe tomar uma decisão.
Não quero ser o mensageiro da desgraça, mas pelo que parece, compraste uma moto "benzida" e garanto-te que uma reparação em condições não fica pelo valor que indicas. Conheço algumas histórias de Yamaha's (incluindo R6 como a tua) com esse problema e sei quanto custa reparar decentemente esse motor.
Deixo-te um conselho, vai procurando uma cambota em bom estado; é provável que encontres algumas porque há muitos motores desses encostados por outro problema que as afecta.
Boa sorte na reparação.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)