RSV4 X Trenta
#1

"Desenvolvida exclusivamente pelo Departamento Racing da Aprilia, a Aprilia RSV4 X Trenta é a moto mais avançada alguma vez disponibilizada ao público. Trata-se de uma moto para uso exclusivo em pista, tal como a RSV4 X que a Aprilia já tinha apresentado em 2019.

É uma interpretação moderna da moto utilizada pelo piloto Alex Gramigni quando em 1992 (há trinta anos, e daí o nome RSV4 XTrenta) conquistou o primeiro título mundial para a Aprilia, então na categoria 125 cc. ,

Quanto a performance, os números falam por si: 230cv e 166 kg, com suspensões e eletrónica de competição.

As carenagens são fabricadas em carbono pela PAN Compositi, de acordo com os procedimentos utilizados em MotoGP, sendo certo que as soluções aerodinâmicas estão presentes tanto na parte anterior como na posterior, resultando numa carga aerodinâmica superior em 25% e uma diminuição da respetiva resistência aerodinâmica em 4%.

Para tal contribui a denominada “colher” de MotoGP, um elemento que é fixado na zona inferior do braço oscilante, tal como é visível desde 2019 nas motos de MotoGP.

Outros pormenores tornam esta moto ainda mais exclusiva, como o radiador que foi fornecido pela Taleo Tecnoracing, com especificações semelhantes às dos usados no Mundial de Superbike, o pinhão de ataque em titânio, fabricado exclusivamente para esta moto pela PBR. ou ainda o painel de instrumentos de competição com assinatura da JetPrime.

A eletrónica é controlada por uma unidade Magneti Marelli, com calibração específica.

Em relação às suspensões, a Aprilia Racing optou pelas Ohlins, desenvolvidas e modificadas em exclusivo para esta máquina, enquanto que a travagem, a cargo da Brembo, contempla as pinças GP4-MS, monobloco e maquinadas, que mordem discos Brembo T-drive de 330 mm na roda da frente

As jantes são as Marchesini M7R GENESI em magnésio forjado.

A linha de escape, a cargo da SC Project apresenta um desenho exclusivo, com coletores em titânio e ponteira em fibra de carbono.

Cada um dos apenas 100 exemplares que vão ser fabricados, têm um preço de 50.000 euros (+IVA) e a compra depende de uma reserva que terá de ser feita online no dia 6 de Setembro de 2022"

In: https://www.andardemoto.pt/moto-news/622...-x-trenta/

O preço de 50k não me supreende, aliás até supreende mas pela positiva, uma mota tão exclusiva, que devidamente guardada certamente vai aumentar o valor, por 50k, preço semlhante ao da d16rr da ducati lançada em meados de 2008, que agora não se consegue comprar por menos de 100k.
Também me supreende os estupidamente ridiculos 230hp para 160kg, o que me leva a crer que desligar o tc e anti-wheelie e enrolar de punho deve ser semelhante a levar um coice de um cavalo nas costas em frente a um penhasco, o risco deve ser o mesmo pelo menos.


[Imagem: llhmufslua3v0jvpiqym5zclam2.jpg]
[Imagem: sypspv40x01p52mm32b0pexexu3.png]

[Imagem: 3a28d74fcda810d6526bb56e69702394.jpg]
Responder
#2

hearth hearth ​​​​​​​ hearth ​​​​​​​ hearth ​​​​​​​ hearth ​​​​​​​ hearth  HOLY MOTHER OF GOD!!
Responder
#3

Realmente para uma Superbike exclusiva de apenas 100 unidades e com toda a tecnologia e materiais de topo que tem,
O valor de 50k tbm não me supreende!
Responder
#4

Aposto que alguém vai comprar, só para quando esgotar, meter a venda pelo dobro, isso é tao certinho como o sol nascer amanha.
Responder
#5

(07-09-2022 às 20:51)Nfilipe Escreveu:  Aposto que alguém vai comprar, só para quando esgotar, meter a venda pelo dobro, isso é tao certinho como o sol nascer amanha.

Estas motos premium e em versões especiais ou limitadas acabam por ser verdadeiros P.P.R.

[Imagem: QKmafvp.png]
Responder
#6

é um mercado engraçado, para quem tem guito cry

[Imagem: 3a28d74fcda810d6526bb56e69702394.jpg]
Responder
#7

Só por curiosidade o artigo das V4...

o gajo que o escreveu dormiu mal...vejam as datas...a da NR750 claro...1980...que pagode!

https://motomais.motosport.com.pt/notici...e/#respond
Responder
#8

(16-09-2022 às 16:23)midnightblack Escreveu:  Só por curiosidade o artigo das V4...

o gajo que o escreveu dormiu mal...vejam as datas...a da NR750 claro...1980...que pagode!

https://motomais.motosport.com.pt/notici...e/#respond

O jornalista deve ter confundido as datas (e NR's) smile ...

É um facto que a NR750 (RC40) foi apresentada em 1992 e saiu para o mercado em 1993 (vi aquela que esteve exposta na antiga FIL da Junqueira, numa Motoexpo).
No entanto o projecto RC40 derivou de uma antecessora criada para a competição no campeonato do mundo de 500cc, neste caso a NR500, que esta sim, é de 1979/1980. Já contemplava um motor V4 a 4 tempos, com pistões ovais e 32 válvulas (enquanto todas as outras recorriam a unidades de 2 tempos).
Na primeira corrida em que correram, demonstraram logo ser um fiasco do ponto de vista desportivo, e este insucesso manteve-se durante a temporada, levando a Honda a abandonar o projecto e retornando exclusivamente às 500 two stroke. A ideia do V4 de pistões ovalados (que resultou da ideia inicial de um V8, cujos cilindros de 4 válvulas, acabaram a unir-se 2 a 2, ficando com o formato oval) ressurgiu então numa versão de produção limitada a 300 unidades, que foi a NR750.

Ou seja... a NR500 sim que é de 1980. A NR750, de 1993. A confusão deve ter advindo daqui.

[Imagem: QKmafvp.png]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)