Revisões Yamaha Tracer 900 GT
#81

(18-02-2019 às 22:52)Caroço Escreveu:  
(18-02-2019 às 19:20)pareias Escreveu:  Estou a ficar preocupado com a mudança de emprego para LX e talvez tenha sido agressivo convosco desnecessariamente.

Próximo FDS, vamos a isso.

Não te preocupes , vais ter uma festa de receção

A festa do Franklin…

smiletroll smiletroll smiletroll  

Ui, ui.. medo....  vais trazer o taco onde? no porta-bagagens da BWS? É um bocadinho suspeito um gajo adulto andar com isso para todo o lado.
Responder
#82

Qualquer referência ao Franklin neste tópico implica pagar uma rodada no próximo domingo. Caroço e Lone Rider agora digam que não podem aparecer devil

Ditadura dos Flocos de Neve
Responder
#83

Pareias aconselho-te vivamente a leres as condições de garantia da tua mota com urgência, sobre o risco de teres em casa um trambolho de 13k que se cuspir uma valvula estás agarrado ao pau.

Section D — Exclusions
1. This warranty does not apply unless:
a) The MOTORCYCLE has been fully assembled and set to
the MANUFACTURER's operating specifications by a
DEALER prior to DELIVERY to the CUSTOMER.
b) The CUSTOMER has followed the break-in and storage
instructions contained in the Owner's Manual and all
other instructions shown in the Owner's Manual.
c) The CUSTOMER can provide record of maintenance
having been performed as recommended in the
Owner's Manual.
d) Requests for repairs under warranty have been made
as prescribed in Section C.
2. This warranty does not cover the repair of damage
resulting from abuse or neglect of the MOTORCYCLE.
Examples of abuse and neglect include, but are not
limited to:

a) racing, competition, MOTORCYCLE models designated
WR or YZ, with the exception of WR25R, WR25X, YZ65
and YZ85 models, modification of original parts or
abnormal strain;
b) use of lubricants, oils, fuel, fuel additives and mixtures
other than those recommended in the Owner's
Manual, improperly installed accessories or use of
parts or accessories that are not equivalent in design
and quality to genuine Yamaha parts;
lol lol lol lol lol lol
c) damage as a result of accidents, collisions, contact
with foreign materials, impact, submersion or use of
the MOTORCYCLE after discovery of a defect;

d) appearance-related damages of body parts. Examples
of such damages include but are not limited to:
scratches, dents, fading, flaking, peeling.
3. This warranty does not extend to:
a) MOTORCYCLES which have modified in any way from
the standard specifications as shown in the Owner's
Manual, including any MOTORCYCLE whose odometer
has been altered;
b) normal wear and tear, corrosion and routine
maintenance, such as the recommended service
inspections;
c) pre-delivery inspection and assembly;
d) MOTORCYCLES from which the MANUFACTURER's
identification numbers have been removed or whose
identification numbers have been altered or
mutilated;
e) wear and tear and/or maintenance parts such as drive
chains, clutch plates and facings, oils and lubricants,
spark plugs, batteries, generator brushes, sealed
beams and light bulbs, tires, filters, brake pads, drive
belts and fuses;

f) inconvenience, loss of time, loss of income or loss of
use of the MOTORCYCLE or any consequential damage
of any kind;
g) damages from theft, fire, vandalism, explosion, water
or acts of God;
h) storage costs, or transportation and shipping costs
related to the performance of this warranty.
i) damage due to “flat towing” (see your DEALER for
explanation).

[Imagem: 3a28d74fcda810d6526bb56e69702394.jpg]
Responder
#84

Não vos estou a perceber. Até o filtro é da Yamaha e o óleo cumpre os requisitos.

Agradeço as vossas indicações, mas a moto foi paga no acto da compra (quase 12300 Euros) e por isso é minha propriedade.

Eu sei que os stands acham que a moto é deles, mas não é. É minha.
Responder
#85

(19-02-2019 às 14:24)pareias Escreveu:  Não vos estou a perceber. Até o filtro é da Yamaha e o óleo cumpre os requisitos.

Agradeço as vossas indicações, mas a moto foi paga no acto da compra (quase 12300 Euros) e por isso é minha propriedade.

Eu sei que os stands acham que a moto é deles, mas não é. É minha.

Isto sem provas é muito dúbio!
Eu se fosse a ti documentava esta afirmação!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#86

E sobre o Regulamento 461/2010, de 27 de maio,publicado pela comissão europeia, dois pontos a ter em consideração:


Obriga os construtores automóveis a fornecer todas as informações das características técnicas dos veículos, bem como as peças necessárias para a sua reparação porque são essa que têm de ser usadas na manutenção.
Garante a livre escolha da oficina de reparação para a manutenção automóvel pelo consumidor, mesmo durante o período de garantia, desde que usadas as técnicas e consumíveis aprovados e documentados pela marca.

Posto isto, a oficina apertou um parafuso com 20Nm e não 10nm? Adeus garantia.
não és uma oficina licenciada com alvará, adeus garanti.
Tu então, não sendo oficina, não tens condições de garantir uma correcta manutenção mesmo quando cumprindo o primeiro ponto (usar as peças e cumprir as características técnicas indicadas pelo fabricante)
No momento em que colocaste um oléo não Yamaha lube, e um filtro K&N mandaste a tua garantia para as couves, a lei é o que é, não saberes interpretar a mesma não invalida que quebraste o contrato.

Existe ainda outra coisa muito importante, se realmente tens o conhecimento técnico de oficina bem como a experiência no ramo necessária para saber o que se passa no mercado português, saberias que mesmo em situações que a lei está do lado do consumidor, e foi tudo feito correctamente, se o veiculo em questão tiver um valor de reparação elevado as marcas tendem a tentar tratar bem o consumidor e resolver as coisas a bem, mas quando existe o mínimo ponto que o seu departamento jurídico pode pegar, eles de bom grado compram a guerra contigo, e esgotam-te pelos enormes recursos legais ao seu dispor, é por isso que oficinas de pequena dimensão recusam efectuar trabalhos em carros sob garantia da marca, apenas grande grupos como midas norauto, feuvert e afins efectuam esses serviço, porque também eles têm a capacidade de lidar com casos que seguem para a via jurídica.

Por isso te digo, neste momento a tua mota está sem garantia, porque consegues colocar um filtro de origem novamente mas não sacas o oleo do motor, mesmo que o drenasses na totalidade, colocasses um agente de limpeza e fizesses manualmente uns milhares de ciclos de rotação, em ambiente de laboratório eles conseguiam identificar qual as propriedades do oleo a fazer os ultimos 20000km com 99% de exactidão.
O serviço pós venda representa mais lucro para as marcas que a venda do próprio veiculo, e a garantia é parte essencial nesse lucro, as grande marcas estão mais que blindadas como uso abusivo e manutenção incorrecta, ou pensas que foste o primeiro iluminado que se lembrou de fazer coisas na mota, e depois caso algo corra mal vais a correr exigir a garantia.

Mais não me pronuncio sobre isto, a mota é tua, o dinheiro é teu. se fosse eu ia a correr a um concessionario diferente do teu, ocmprava oleo e filtro em dinheiro sem dar nib nome ou contacto, vinha a correr para casa e com jeitinho voltava a por a mota com consumíveis 100% OEM antes de voltar ao concessionário com ela.

Para finalizar vou-te contar um pequena historia muito gira, a Ducati na primeira geração de multistradas 1200 tiveram casos de cabeças a estoirar, fizeram recalls, e a determinada altura chegaram à conclusão que era o liquido refrigerante que causava microporos no aluminio usado nas cabeças, sobreaquecimento em condições de temperatura ambiente mais elevada, e por consequência o sistema desmo das valvulas quebrava o cromado das valvulas, aumentava o atrito e cabeça/valvulas caput, rescindiram o contrato mundial com o fornecedor do liquido, e começaram a usar agip.

Agora pergunto eu, se conseguem descobrir que o problema do liquido é o que acabei de descrever, e conseguem ganhar uma batalha judicial de vários milhões de dolares/euros, que podes tu fazer amigo Pareias, contra um Fabricante caso eles estejam dispostos a travar uma guerra judicial quando têm provas que quebraste o contrato? lol

[Imagem: 3a28d74fcda810d6526bb56e69702394.jpg]
Responder
#87

(19-02-2019 às 14:24)pareias Escreveu:  Não vos estou a perceber. Até o filtro é da Yamaha e o óleo cumpre os requisitos.

Agradeço as vossas indicações, mas a moto foi paga no acto da compra (quase 12300 Euros) e por isso é minha propriedade.

Eu sei que os stands acham que a moto é deles, mas não é. É minha.

Precisamente. A mota é tua. Mas a garantia é dada por eles (marca).

Quando a precisares de activar (se precisares) eles irão orgulhosamente evidenciar esse facto... Que se a mota é tua (e tendo violado as condições da mesma)... pagas a anomalia do teu bolso.

Mas tu é que estás certo. O resto do fórum está todo errado.

Não tem mal nenhum teres quebrado a garantia. É uma opção pessoal, como tantas outras. Ficas é sujeito às consequências disso.



Responder
#88

só mais uma coisinha e acabei, a KTM tem no catalogo powerparts uma linha completa akrapovic, quando comprei a mota coloquei a questão: "esta linha de escape não invalida a garantia?" a resposta foi "hummmm não temos a certeza", um email para a KTM austria confirmou as minhas suspeitas, se no periodo de garantia colocar a linha completa e usar a mota em estrada a garantia é invalidade porque a linha de escape não está homologada para uso em estrada e implicada rever o mapeamento de injecção na ECU, no entanto se a colocares para usar em trackdays invalidas na mesma a garantia a mesma não cobre o uso em "track racing purposes", e correres com a mota em track day é considerado uso abusivo em condições extremas/excessivas, e a marca não se responsabiliza por danos nos componentes da mota.

É uma bela pescadinha de rabo na boca.

[Imagem: 3a28d74fcda810d6526bb56e69702394.jpg]
Responder
#89

(19-02-2019 às 14:52)Liquid_Fire Escreveu:  só mais uma coisinha e acabei, a KTM tem no catalogo powerparts uma linha completa akrapovic, quando comprei a mota coloquei a questão: "esta linha de escape não invalida a garantia?" a resposta foi "hummmm não temos a certeza", um email para a KTM austria confirmou as minhas suspeitas, se no periodo de garantia colocar a linha completa e usar a mota em estrada a garantia é invalidade porque a linha de escape não está homologada para uso em estrada e implicada rever o mapeamento de injecção na ECU, no entanto se a colocares para usar em trackdays invalidas na mesma a garantia a mesma não cobre o uso em "track racing purposes", e correres com a mota em track day é considerado uso abusivo em condições extremas/excessivas, e a marca não se responsabiliza por danos nos componentes da mota.

É uma bela pescadinha de rabo na boca.

Mas a KTM instala os mapas para o escape. Acho que invalida se usares sem o mapa adequado.
Mas não estou a ver o escape, se for o Euro4 duvido que invalide a garantia, mas não tenho a certeza.
Responder
#90

Depois disto tudo só tenho a dizer...ainda bem que só comprei motas usadas sem garantia lol lol

Ex Suzuki GS500
Ex Yamaha YZF600R - Thundercat
Ex Yamaha R1
Suzuki GSX-R 750
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)