Receio a curvar para um dos lados
#11

Massa estou a falar à sério, a melhor forma de ganhares confiança nas tuas capacidades e na mota é repetição, e nada melhor que umas curvas que tu conheces, que sabes onde está o mau piso ou onde os carros costumam passar para a tua faixa.
Vai fazer a Lagoa azul na Roda 10x. Sais de lá sem medos.
Porque é que achas que eu sou um confiançudo mas ando uma merda?

Enviado do meu SM-G935F através do Tapatalk
Responder
#12

Veríssimo pá!

https://youtu.be/k9AC7yrNWrg

Saber qual é o teu olho director ajuda a saber onde olhar e como olhar para um ponto.
Como tu sabes numa mota, a maior velocidade, mais elevada/para a frente deve ir a tua vista e o olho director serve precisamente para tentar rastrear o entorno à procura de sinais de alerta que te permitam antecipar os acontecimentos.

Talvez, e é só apenas uma suposição, tu pelo susto que tiveste deixaste de olhar convenientemente porque mentalmente estas à espera de que o susto se volte a repetir.
Passas a confiar menos no que vês.

A ideia que eu te pretendo fazer passar é que é o teu olho director aquele que te é mais fiel e que melhor informação oferece ao cérebro. Utiliza-o como um desbloqueador mental.

Como todos te disseram, a práctica, as curvas de direitas sucessivas, vão pouco a pouco eliminando esse problema de insegurança, só que desta feita, sabendo qual é o teu olho director, mais facilmente vais olhar melhor, vais antecipar melhor, vais ganhar confiança mais rapidamente e tudo parece ser mais fluido, seja curva de direitas ou de esquerdas!

Como já foi comentado por aqui, o Trail Breaking é uma técnica avançada que se pode usar, tanto em circuito como na estrada, mas que requer não ter esse tipo de problemas de confiança e pode até não ajudar muito se, por norma, já entras desestabilizador e lento em algum tipo de curvas (neste caso as de direitas).

Boas Curvas!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#13

Boas;
Determinados acontecimentos, cagaços, estoiros, particularidades dos veículos que conduzimos e afins podem influenciar o modo como fazemos determinadas coisas, por vezes durante imenso tempo.
Durante muito tempo, se calhar desde que comecei a conduzir, as curvas para a esquerda eram a minha cena, afirmo mesmo em determinadas curvas apertava desmesuradamente muita gente e não admitia sequer que me mostrassem a roda. Houve alguns que chegaram a fazê-lo, até a passar-me, mas tinham mesmo que se empenhar.
Posteriormente, um choque frontal de automóvel numa curva para a esquerda fritou-me completamente a "pinha", andar maioritariamente numa bicilíndrica que me obrigava a esturrar mudanças porque não conseguia pôr o pé por baixo no selector para passar de caixa a meio fez-me começar a odiar curvar para a esquerda.
O tempo foi passando, voltei aos meus amados 4 cilindros capazes de fazer rotação até ao catano, a malhar km's de montanha com curvas que nem sequer te dão tempo para pensar em mais nada e actualmente atiro-me com o mesmo à vontade ou falta dele para ambos os lados.

Sugestões:
- um curso de condução ou track day no Estoril ou Portimão que têm umas direitas capazes de partir a cabeça a qualquer um;
- fazer estradas com curvas chatas maioritárias para a direita, conheço umas estradas porreiras para isso, mas vives demasiado longe.

Calma que isso com tempo resolve-se desde que te empenhes em fazê-lo.
Responder
#14

(12-05-2019 às 17:22)vindaloo Escreveu:  Normal que as curvas à esquerda sejam mais fluidas, especialmente pela visibilidade. Quanto mais confiançudo, mais projectas o olhar para a frente e nas curvas à esquerda consegues ver o fim da curva mais cedo.

A que se junta o conforto psicológico de numa situação que a trajectória alargue não será tão provável apanhar um carro de frente!

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#15

https://www.youtube.com/watch?v=hM0UCLKY4R4

Ditadura dos Flocos de Neve
Responder
#16

Eu sempre me senti mais à vontade a curvar para a esquerda do que para a direita. Penso que seja porque tenho melhor visão para a esquerda e porque o facto de o travão traseiro ser accionado com o pé direito me deixa mentalmente o pé preso (não, não ando à supermotard).
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)