R7 2021

(20-06-2021 às 15:56)gonzas Escreveu:  Mas dava gozo acelerá-la.
Como grande parte dos 4cil de média cc...
Mas curti da descrição. lol

V
Responder

Responder

(22-06-2021 às 07:18)pareias Escreveu:  
(21-06-2021 às 23:35)dmanteigas Escreveu:  O divertido é sempre relativo. Quando comprei a Tracer achava a mota divertida pra caralho. Agoro continuo a achar divertida, mas divertia-me muito mais numa mota com mais 90 cavalos, com motor V4, travões brembo stylema, suspensões full ohlins, quadro da melhor superdesportiva do mercado...

A MT-07 é uma mota de transição divertida e está R7 deve andar no mesmo patamar, uma mota que é divertida para a malta perceber se gosta ou não do estilo sem espatifar muitos milhares de euros numa muito mais cara.

thumbsup

Sim, os proprietários iniciais das MT09 e Tracer 900 exageravam um pouco. O que não é de estranhar, alguns tinham vindo de motos 125.

Ainda estou convencido de que o Sweet-Spot da diversão será algo como uma KTM SD. Mais altas não são necessárias, mais baixas não são aconselháveis.

Na tua idade acho que estás a pedir por emoção a mais. Esta R7 era a tua cara e dava-te a dose certa de emoção para curar uma eventual crise de meia idade

Ditadura dos Flocos de Neve
Responder

[Imagem: tl2p88dhricx.png]

[Imagem: 3a28d74fcda810d6526bb56e69702394.jpg]
Responder

(22-06-2021 às 07:22)pedromt07 Escreveu:  Como grande parte dos 4cil de média cc...

Acima das 10k rpm...

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder

Os miúdos reguilas são assim.

Não preciso de uma SD GT, mas gostava de ter uma.

O insignificante
Responder

(18-06-2021 às 14:14)dfelix Escreveu:  
(17-06-2021 às 12:35)FerroH Escreveu:  Se puderem experimentem por exemplo uma velhinha de carburadores ST1100 mas o modelo a partir de 97 já com o ABS / TCS Gen II.
Olhem que para a época e mesmo ainda hoje... o sistema é eficaz com um benefício significativo.

Até acredito que que fosse competente para uma tourer da época...
Mas daí a considerarmos eficiente face aos sistemas actuais... ou sequer comparável... tenho dúvidas. rolleyes

Assim como comparar o primeiros sistemas de injecção com os de hoje em dia, ou a qualidade e eficiencia dos pneus e por ai adiante....
Acredito que nunca fooi a intenção de fazer uma comparação mas sim a de afirmar que existiam os referidos sistemas muito antes do Ride By Wire .



(18-06-2021 às 14:14)dfelix Escreveu:  Acaba por não ser muito diferente de uma discussão sobre o ABS.
Podemos pegar em exemplos de imensas motos que nos 90's já o tinham.
Nomeadamente as BMW que adoptavam aquele sistema de servo-freio. Cumpria a expectativas da época... mas era algo demasiado crú.

Acredito que muita da aversão que se tem a certas electrónicas passa por isso.
A malta obteve experiência com determinados sistemas mais jurássicos e assume que os recentes são a mesma coisa.

A aversão a determinadas electronicas nem sempre vem das mas experiencias, mas sism de uma questão de sensações.
Uma mota com sistemas intrusivos não se comporta como é esperado para quem está acostumado a não os ter. Assim não dá confiança!
Eu tenho uma mota na garagem que tem todos os sistemas mais populares e, salvo o Quick Shift (que não o posso desligar e até tem alguma utilidade) todos os sistemas são desligados nada mais sair da garagem....



(18-06-2021 às 14:14)dfelix Escreveu:  Se estivesse agarrado à experiência do ABS da minha BMW (que é extremamente intrusivo) teria uma opinião muito diferente da que tenho no presente com a minha Scrambler cujo sistema só activa quando já se fez merda.


Não me parece que um TCS que que só corta a ignição seja tão eficiente quanto um que o faça actuando nas borboletas como acontece nos ride-by-wire.
Se isto são "mariquices" é outra história.

A mim sempre me disseram que o melhor uso do ABS é não recorrer a ele e para tal convem aprender a travar!
Pelo que eu tenho entendido os sistemas de Controlo de Tracção que actuam na ignição em motores pluricilindricos actuam eliminando progressivamente os cilindros para que a quebra de binario seja igualmente pregressiva!
Se a isso juntamos o Ride By Wire é obvio que a coisa é muito mais suave mas nivel de eficiencia não acredito que seja assim tão perceptivel (pelo menos para um comum mortal).

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder

Ainda não há preço oficial?
Responder

(19-08-2021 às 11:42)Almareado Escreveu:  Ainda não há preço oficial?

Nos "states" está por 8.999$ se a memória não falha.

Tendo em conta a diferença de preço de outros modelos da Yamaha praticado nos "States" e na Europa, pode-se especular que deverá ficar perto dos 8200€ talvez.
Responder

(31-08-2021 às 17:52)Malvo Escreveu:  ... pode-se especular que deverá ficar perto dos 8200€ talvez.

Colocaria 200-300 euros acima... pela hype que se tem gerado em torno do modelo.
De qualquer forma parece-me valores bastante assertivos tendo em conta o preço da principal rival directa que será a CBR650R

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)