R7 2021

(17-06-2021 às 15:25)FerroH Escreveu:  
(17-06-2021 às 12:58)pareias Escreveu:  Na gelatinosa sente-se bem, é um sistema muito tosco, corta a injecção de combustível abruptamente.

O que é uma gelatinosa?


É uma moto que treme nas curvas. Foi uma adaptação do "pudim-flã" que o Carlos-KB muito apropriadamente utilizou.

Estamos portanto a referir-nos a MT-09, Tracer e derivadas.

O insignificante
Responder

(17-06-2021 às 16:15)pareias Escreveu:  Foi uma adaptação do "pudim-flã" que o Carlos-KB muito apropriadamente utilizou.

Uns comem os figos... a outros fere-lhes os lábios! wtf

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder

(17-06-2021 às 16:21)carlos-kb Escreveu:  
(17-06-2021 às 16:15)pareias Escreveu:  Foi uma adaptação do "pudim-flã" que o Carlos-KB muito apropriadamente utilizou.

Uns comem os figos... a outros fere-lhes os lábios! wtf

Carlos: mas tinhas alguma razão, fui dos primeiros a admitir isso e há ampla prova nos posts dos últimos anos.

Ou já te esqueceste? Esse argumento é em parte válido para quem anda depressa.

O insignificante
Responder

fazendo hijack de um topico Yamaha para por maravilhosas KTM, continuando o offtopic do TC, nada como ver em acção a diferença.

Como se pode ouvir neste video, o sistema da KTM MTC mais recente é bastante completo, e usa inputs vários sensores:
Torque request
Lean Angle (IMU)
Pitch Axes (IMU)
Throtle position (TPS do ride by wire)
Gear Position
accelerometers

Portanto tudo muito bonito e com grande eficácia como se ve no video, mas quando esta sopa de sensores algum falha dá uma bela merda, no meu caso é um erro que já obtive mais que uma vez, "MTC Failure" lol


[Imagem: 3a28d74fcda810d6526bb56e69702394.jpg]
Responder

(17-06-2021 às 12:35)FerroH Escreveu:  Se puderem experimentem por exemplo uma velhinha de carburadores ST1100 mas o modelo a partir de 97 já com o ABS / TCS Gen II.
Olhem que para a época e mesmo ainda hoje... o sistema é eficaz com um benefício significativo.

Até acredito que que fosse competente para uma tourer da época...
Mas daí a considerarmos eficiente face aos sistemas actuais... ou sequer comparável... tenho dúvidas. rolleyes

Acaba por não ser muito diferente de uma discussão sobre o ABS.
Podemos pegar em exemplos de imensas motos que nos 90's já o tinham.
Nomeadamente as BMW que adoptavam aquele sistema de servo-freio. Cumpria a expectativas da época... mas era algo demasiado crú.

Acredito que muita da aversão que se tem a certas electrónicas passa por isso.
A malta obteve experiência com determinados sistemas mais jurássicos e assume que os recentes são a mesma coisa.

Se estivesse agarrado à experiência do ABS da minha BMW (que é extremamente intrusivo) teria uma opinião muito diferente da que tenho no presente com a minha Scrambler cujo sistema só activa quando já se fez merda.


Não me parece que um TCS que que só corta a ignição seja tão eficiente quanto um que o faça actuando nas borboletas como acontece nos ride-by-wire.
Se isto são "mariquices" é outra história.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder

Respondendo ao penúltimo comentário, sim, no caso da Tracer o TCS é intrusivo e corta alguma coisa, penso que é injecção de combustível. Nota-se claramente.
Atenção que as Tracer 900 GT não têm IMU nem centralinas xpto. A nova 9 GT já vem com isso.

O insignificante
Responder

(18-06-2021 às 17:22)pareias Escreveu:  Respondendo ao penúltimo comentário, sim, no caso da Tracer o TCS é intrusivo e corta alguma coisa, penso que é injecção de combustível. Nota-se claramente.
Atenção que as Tracer 900 GT não têm IMU nem centralinas xpto. A nova 9 GT já vem com isso.
Se eu não me engano, a yamaha a partir de 2017 usa o RBW para controlar o TCS na 09 e tracer900, daí ele ser suave e não uma espécie de "corte".
O IMU apenas entra na equação para controlo de cavalo, TCS em curvas e ABS em curva, apesar de o TCS na 09 e tracer900 sem IMU também ter função anti cavalo e permitir no nível 1 até sacar uns mini cavalos sem desativar o TCS, mas não permite individualizar o anti cavalo do TCS.

V
Responder

(18-06-2021 às 17:36)pedromt07 Escreveu:  
(18-06-2021 às 17:22)pareias Escreveu:  Respondendo ao penúltimo comentário, sim, no caso da Tracer o TCS é intrusivo e corta alguma coisa, penso que é injecção de combustível. Nota-se claramente.
Atenção que as Tracer 900 GT não têm IMU nem centralinas xpto. A nova 9 GT já vem com isso.
Se eu não me engano, a yamaha a partir de 2017 usa o RBW para controlar o TCS na 09 e tracer900, daí ele ser suave e não uma espécie de "corte".
O IMU apenas entra na equação para controlo de cavalo, TCS em curvas e ABS em curva, apesar de o TCS na 09 e tracer900 sem IMU também ter função anti cavalo e permitir no nível 1 até sacar uns mini cavalos sem desativar o TCS, mas não permite individualizar o anti cavalo do TCS.


Devemos ter motos diferentes.
1) Comprei a minha Tracer 900 GT nova em Fevereiro de 2019 e o TC é brusco, o vosso é suave.
2) Acho o motor mais-ou-menos, vocês consideram-na uma bomba capaz das maiores façanhas.
3) Acho os travões de origem apenas aceitáveis, já li aqui que são fabulosos. Depois descobre-se que fizerem um upgrade com malha de aço.
4) A minha gasta 5.5 l/100 km e leio reviews a falar de 4 (!)
5) Tive de substituir parafusos oxidados, mais ninguém alega o mesmo em Portugal (no fórum do modelo são às dezenas)
....

O insignificante
Responder

(18-06-2021 às 18:32)pareias Escreveu:  
(18-06-2021 às 17:36)pedromt07 Escreveu:  
(18-06-2021 às 17:22)pareias Escreveu:  Respondendo ao penúltimo comentário, sim, no caso da Tracer o TCS é intrusivo e corta alguma coisa, penso que é injecção de combustível. Nota-se claramente.
Atenção que as Tracer 900 GT não têm IMU nem centralinas xpto. A nova 9 GT já vem com isso.
Se eu não me engano, a yamaha a partir de 2017 usa o RBW para controlar o TCS na 09 e tracer900, daí ele ser suave e não uma espécie de "corte".
O IMU apenas entra na equação para controlo de cavalo, TCS em curvas e ABS em curva, apesar de o TCS na 09 e tracer900 sem IMU também ter função anti cavalo e permitir no nível 1 até sacar uns mini cavalos sem desativar o TCS, mas não permite individualizar o anti cavalo do TCS.


Devemos ter motos diferentes.
1) Comprei a minha Tracer 900 GT nova em Fevereiro de 2019 e o TC é brusco, o vosso é suave.
2) Acho o motor mais-ou-menos, vocês consideram-na uma bomba capaz das maiores façanhas.
3) Acho os travões de origem apenas aceitáveis, já li aqui que são fabulosos. Depois descobre-se que fizerem um upgrade com malha de aço.
4) A minha gasta 5.5 l/100 km e leio reviews a falar de 4 (!)
5) Tive de substituir parafusos oxidados, mais ninguém alega o mesmo em Portugal (no fórum do modelo são às dezenas)
....
Eu vou respondendo...
1)Como referi, se algum vez ativei, nunca o senti. Acredito que já tenha ativado, porque já senti várias vezes a traseira a começar a escorregar inclusive quando tive um furo, mas sem passar disso. Mas o meu comentário até foi de ser suave através de conversa com outras pessoas com esta mota, que acredito que o seja.
2)O motor é o que é. Um 3cil de 115cv, muito barulhento e com vibrações mas não passa disso em aspectos negativos, a nível de prestações é mais que suficiente para fazer um pouco de tudo, por mim falo, e acredito que seja mais que suficiente para 90% das pessoas que o têm. Aliás até 75cv (73cv no caso da R7) me chegariam.
3)Acho os travões mais que aceitáveis e bastante satisfatórios para a mota e price tag que é. E não tenho upgrade nenhum, a não ser em breve quando trocar o óleo de travões (mas não considero isso upgrade). Chega para colar na traseira de motas com brembo e malha de aço.
4) Não sou exemplo, mas se quiser (até já o fiz há pouco tempo), consome menos de 4lts aos 100. Antiga 09, consomia um pouco mais, mas desprezável. Mas consumos de 5lts parece aceitável para quem anda muito em reta/AE a puxar. Que parece ser o teu caso.
5) Felizmente não tenho qualquer oxidação na mota, e já tem 15k e mais de 1 ano. Mas só ando à chuva quando me dá na toina e a mota dorme sempre em garagem. Realço que não devo ser exemplo neste aspecto, porque na 07 também fui sempre a exceção, tirando os espelhos que tive oxidação, mas foi trocado em garantia e duraram 50k até vender a mota. Pode ser mais jeito para cuidar/ter uma mota, não faço ideia porque não faço nada de mais.
São motas que têm pontos negativos? são. Se são os que mencionas? Não no meu caso, além do que menciono em cima.
Sendo assim, não vou mentir e concordar com algo que não me encaixa. E temos de pensar que às vezes estarmos "limitados" não seja culpa da mota, mas sim nossa "incapacidade" de adaptação ou menor "capacidade" de condução, por mim falo.
+offtopic: tive sim o problema do TPS na minha antiga 09, sendo que foi trocado em garantia de stand da yamaha, mas segundo o mecânico chefe da oficina a falha do sensor até poderia ser apenas sujidade no mesmo devido à mota ter estado parada muito tempo, mas procederam à troca devido à minha situação para com o stand. Sendo que o TPS, bem como o CCT, foram alguns problemas "comuns" nas primeiras versões do CP3. Sim porque existiram alterações do CP3, além da mais recente obviamente, mas não foram comunicadas.

V
Responder

Deves ser fino tu, oh areias, 3 cilindros e 115 cvs nao te chegam para andar na A8? Quem te ouve falar, parece que sempre que sais de casa, espremes o sumo todo ao motor! Já tou a imaginar o areias sempre de faca nos dentes a perseguir as RR´s por tudo o que é sitio. Nao culpes o motor, culpa o condutor. lol
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 2 Visitante(s)