R7 2021
#91

A yamaha só está a seguir a receita da honda...
Responder
#92

(19-05-2021 às 16:27)marco.clara Escreveu:  Prende-se tudo com a receita de reutilizar aquilo que já existe e tentar criar ainda assim uma oferta "diversificada" (mesmo que mudem pouco mais que os "tupperwares").

No que diz respeito a performance, em bom rigor, os limites de qualquer uma destas motas estarão sempre muito além do KDU da grande maioria dos proprietários que as venham a ter na garagem.

Visualmente, gosto desta R7.

KDU ??? A trabalheira que dá pesquisar os acrónimos do Motonliners.

Mas tu deves estar a brincar. Os "73 cavalos" estão acima da capacidade dos proprietários?

Sou provavelmente o motociclista mais lento do Motonliners e arredores mas passo por qualquer um a subir as curvas da A8 na gelatinosa se só tiverem 73 cavalos à disposição.
 
Numa estrada lenta, aí não tenho dúvidas, mas esse é um caso particular.

Querem fazer a experiência? Há aqui alguém que ainda não tenha vendido a MT-07?
Responder
#93

(19-05-2021 às 16:58)pareias Escreveu:  
(19-05-2021 às 16:27)marco.clara Escreveu:  Prende-se tudo com a receita de reutilizar aquilo que já existe e tentar criar ainda assim uma oferta "diversificada" (mesmo que mudem pouco mais que os "tupperwares").

No que diz respeito a performance, em bom rigor, os limites de qualquer uma destas motas estarão sempre muito além do KDU da grande maioria dos proprietários que as venham a ter na garagem.

Visualmente, gosto desta R7.

KDU ??? A trabalheira que dá pesquisar os acrónimos do Motonliners.

Mas tu deves estar a brincar. Os "73 cavalos" estão acima da capacidade dos proprietários?

Sou provavelmente o motociclista mais lento do Motonliners e arredores mas passo por qualquer um a subir as curvas da A8 na gelatinosa se só tiverem 73 cavalos à disposição.
 
Numa estrada lenta, aí não tenho dúvidas, mas esse é um caso particular.

Querem fazer a experiência? Há aqui alguém que ainda não tenha vendido a MT-07?

Dito dessa forma, parece uma visão muto redutora sobre o assunto.

Fazer comparações de velocidade numa AE em motas com essa diferença de cilindrada e potência, não me parece muito sensato. Até porque creio que os limites mencionados pelo Marco, não se limitam apenas á velociade.

Mas já vi NC's (desculpem pronunciar este nome) a "dar coça" a muita desportiva na 108 (só como exemplo). Andar em nacional é um "caso particular"??

Dito isto, concordo que muito boa gente não tira partido nem de metade das prestações que a sua mota tem. Uns porque não querem e outros porque não sabem.
O maior problema prende-se com aqueles que querem, mas não sabem...

[Imagem: zD43YvL.jpg]
Responder
#94

Curvas da A8.

Está apresentado.
Responder
#95

É um exemplo, entre muitos, em que a potência e binário do motor importam.

Quanto aos vossos argumentos: claro que sim, aliás NC a passarem toda a gente é o que mais vejo em Lisboa. Até sinais vermelhos passam, quando ficam irritados.

Tudo isso não significa que os 73 cavalos da R7 sejam suficientes. Podem ser ou não, depende do... contexto.

Para mim, que sou um azelha e extremamente lento a conduzir, não são.
Responder
#96

(19-05-2021 às 17:16)KOK Escreveu:  Fazer comparações de velocidade numa AE em motas com essa diferença de cilindrada e potência, não me parece muito sensato. Até porque creio que os limites mencionados pelo Marco, não se limitam apenas á velociade.

Mas já vi NC's (desculpem pronunciar este nome) a "dar coça" a muita desportiva na 108 (só como exemplo). Andar em nacional é um "caso particular"??

Dito isto, concordo que muito boa gente não tira partido nem de metade das prestações que a sua mota tem. Uns porque não querem e outros porque não sabem.
O maior problema prende-se com aqueles que querem, mas não sabem...

Era precisamente a isto que me referia. Se o objetivo é velocidade a direito, é questão de comprar uma H2 ou mesmo a nova busa ( hearth ) e fica o problema resolvido.

Pessoalmente fico mais impressionado quando malta com motas "underdog" mostra que o tal KDU (Kit de Unhas) faz muita diferença.
Já levei várias vezes lições desse género na estrada (o que se percebe, no meu caso... bigsmile), mas não me importo nada quando isso acontece, porque até dá gozo assistir. V
Responder
#97

O Marco sabe, melhor do que ninguém, o significado da palavra «suficiente».

Não vos quero aborrecer.
Responder
#98

Não é a seta, é o Índio.

Mas numa Super Duke R é muito mais fácil que numa XX, fazer a estrada da Tapada de Mafra.

Independentemente do kit de unhas...

Esta R7 é como já disseram, serve para fazer render o peixe, e é uma opção para ter uma pequena desportiva mais acessível.
Nem todos sabem explorar uma R6.
Responder
#99

Quando ando em frente a dar pau até chegar até ao top speed, assim já estou a tirar-lhe todo o rendimento?! Olha que piada. Assim até eu sei conduzir. O que tem piada fazer em cima da mota, para mim nao passa certamente por isso. Lá de vez a tempo dar um pau, é engraçado mas bom mesmo é saber curvar e bem, como saber espremer a potencia e o binário do motor nesses casos. Resto é conversa.
Responder

(19-05-2021 às 19:04)MotardFeio Escreveu:  Mas numa Super Duke R é muito mais fácil que numa XX, fazer a estrada da Tapada de Mafra.

Se a ktm estiver em modo "street", sem dúvida.
Ainda assim será como comparar a experiência de montar um touro mecânico à de conduzir um barco.

Esta R7 tem tudo para se estar a acender um cigarro em frente ao convento enquanto xx e sdr ainda nem chegaram à rotunda da Paz.

"...sometimes less is more!"

E estradas como a do Gradil é território para uma MT-07 dar cartas.
Uma entrega adequada sem que seja necessário grandes preocupações a dosear o pulso.
E neste troço em que termina quase todas as curvas já a medir a travagem da seguinte não há espaço para motos mais potentes sairem em glória.

Esta R7 pode ser mais pesada que a MT-07 mas aparenta oferecer melhores suspensões que podem fazer toda a diferença... mesmo conduzindo de gatas.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)