Quick Detail - Em spray...
#1

Ora boas....

Então é assim... tenho nos últimos tempos andado a experimentar uns produtos novos que me facilitassem a limpeza da moto... sem ter de a molhar toda, e depois secar com compressor... enfim... a trabalheira toda que vocês sabem.

O objectivo é manter a moto limpa e brilhante, sem que para isso requeira muito esforço da nossa parte, não procuro um produto que me lave a mota depois duma chuva fornecido em spray... não é isso... também há produtos desses, e muito bons que também uso... mas neste caso, procurava um produto que fosse vendido em lata de spray pela sua verticalidade, e em que os resultados fossem tão bons com uma breve "enceradela" da moto.

Assim, pedi a várias marcas do mercado que na medida do possível, me enviassem algumas amostras dos seus produtos para o efeito, desde a Shell, Castrol, Motul, Repsol, Yamaha e Motorex.

Durante algumas semanas, (já ando a fazer isto desde o ano novo) experimentei, na moto, no carro, na bicicleta, no frigorifico, no fogão, em todo o lado... uns mais caros que outros, outros ligeiramente melhores, outros nem tanto, uns demoram a secar, outros mais trabalho a polir, outros nem deixam a mota a brilhar... enfim.... uma variada gama de produtos com resultados parecidos, mas onde de todos um se destacou, e muito dos restantes.

O REPSOL Moto Cleaner & Polish.

[Imagem: k2k9gFj.jpg]

E porquê?

a moto pode até estar bem suja, aplica-se o spray, que pulveriza as superficies da moto com uma espuma branca, com dois panos, um limpa a superficie suja, mas deixando para trás um "molhado" limpo e que não evapora facilmente, passa-se o outro pano, e esfrega-se gentilmente duas ou três vezes e começamos a repara que parece que a mota está molhada, mas não, passamos novamente o pano para não deixar manchas "ET VOILÁ".... temos a mota a brilhar... e muito... quer seja nos plásticos pintados, brutos, aluminio, inox, vidro, espelhos... em todo o lado... fica muito bem.

E agora o teste final... deixar um pano limpo em cim do deposito, quando ela fica inclinada no descanso lateral... e o pano desliza imediatamente... o que quer dizer que a cera funcionaou na perfeição.

Outro ponto a favor, é a durabilidade do produto, não desaparece com uma simples lavagem, aguenta-se bem.

Outro ponto a favor, o preço, pouco mais de 5€ por uma lata de 400ml.

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#2

Obrigado pela dica!

thumbsup

Boas curvas! 
Responder
#3

Convenceste-me com esta mini review, 5€ onde?

[Imagem: RwtqB8G.gif]
Responder
#4

E lá, quero ver uma demonstração ao vivo desse produto! bigsmile Uma coisa dessas quase milagrosa era mesmo o que estava a precisar!

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#5

É, quero um vídeo do nelson a 'esfregar o produto' na sua gaja..
Responder
#6

Para as lavagens normais, não uso agulhetas de pressão ou compressores. E tão pouco, produtos "xpto"caros. Um pouco de água, uma esponja, shampoo auto com cera, e dois paninhos de micro-fibras.... e não tenho grande trabalho.
A maioria de vocês sabe como normalmente a minha moto anda! (Quase) sempre limpa.  blink
Num dos próximos passeios explico o método.

Mas atenção que estes produtos em spray não servem para lavar, mas apenas para "abrilhantar" as superfícies lisas e/ou pintadas. Porque a limpeza de "entrefolhos", com arestas, saliências, rebordos, etc... aonde salpicos, lamas, poeiras e demais sujidade se acumula .... com este tipo de produtos, não funciona.

Para o abrilhantamento rápido e a "seco" das superfícies lisas e pintadas, uso uma simples espuma de limpeza de carenagens, da Arbo. Uma lata custa 4 euros no Jumbo.
Para o capacete, viseira e pára-brisas da mota, anda sempre uma lata de spray anti-mosquitos, dentro de uma das malas.

Mais ou menos de 3 meses em 3 meses, sim que ela leva um valente enceramento nas superfícies pintadas, mas com cera de carnauba... para obter resultados destes (quase espelhado):

[Imagem: bymKSt5.jpg]

Para uma moto a alguns meses de completar 10 anos de existência, não me parece que esteja mal smile .

P.S. - Gosto dessa técnica de pedir várias amostras. Se as marcas acederem em enviar, sempre se coleccionam um stock interessante de produtos.  bigsmile

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#7

Para quem gosta de detalhe, está aqui um bom post sobre o trabalho feito numa mota num fórum desse tema.

Ver tópico em detalhe.net

Boas curvas! 
Responder
#8

(30-03-2016 às 16:01)nunomsp Escreveu:  Para quem gosta de detalhe, está aqui um bom post sobre o trabalho feito numa mota num fórum desse tema.

Ver tópico em detalhe.net

Eu gosto que o façam à minha mota... lol Eu não tenho paciência. shy

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#9

(30-03-2016 às 16:16)michelfpinto Escreveu:  
(30-03-2016 às 16:01)nunomsp Escreveu:  Para quem gosta de detalhe, está aqui um bom post sobre o trabalho feito numa mota num fórum desse tema.

Ver tópico em detalhe.net

Eu gosto que o façam à minha mota...  lol Eu não tenho paciência.  shy

x2

Se tiver tempo livre é para rolar! smile

Boas curvas! 
Responder
#10

Mas não confundam uma rotina de lavagem, com detalhe.

A primeira é aquilo que fazemos com o objectivo final de limpar a normal sujidade da utilização e manter o bom aspecto, podendo até incluir algumas simples operações de polimento ou abrilhantamento.

O detalhe, é um procedimento mais minucioso e pormenorizado, com vista a tentar devolver o aspecto de novo, a algo já desgastado, baço, ressequido ou riscado, derivado do uso continuado, ambiente e idade. Muitas das vezes, o detalhe passa quase pelo restauro visual da peça em questão.

Ou seja, a lavagem serve quase para manter.... o detalhe para recuperar.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 2 Visitante(s)