Questao existencialista...
#21

(15-08-2016 às 23:23)Nfilipe Escreveu:  Tens provavelmente razão no que dizes mas quem usa uma 600 perto do seu limite? Nao duvido que haja pessoal que o faça mas sejamos sinceros, é muito difícil perante os limites de velocidade das estradas portugueses, por vezes as condições das estradas, transito, peoes e essencialmente nao sermos os únicos na estrada. E preciso muita falta de consciência para andar sempre no limite de uma 600.


Venho só aqui deixar a minha opinião.
Não sou daqueles que tem como objetivo ter uma 1000, mas também nunca se sabe o que o futuro me reserva, portanto também não digo que não poderei vir ter uma um dia...

A cena é: Há 600 e há 600... Ok, a minha só tem 60cv, não é um bom exemplo... Mas ao fim de 1 ano com ela (primeira mota desde sempre) já há algum tempo que sinto a falta de mais uns cavalos. Mas pensando bem, há muitas, mas mesmo muitas 600 com até mais 40 cv que a minha... Portanto aqui a questão da cilindrada não se coloca logo à cabeça...

Além disto, há umas semanas fui de Coimbra ao Algarve e a maioria da viagem foi feita nas 8.000 rpm quando o redline começa nas 9.000 rpm. Isto numa mota mais potente e/ou com maior cilindrada teria feito a viagem à mesma velocidade (ou superior) com muito menos esforço para o motor. E não é preciso virem com a história dos limites de velocidade, porque a maioria da viagem foi feita à velocidade do trânsito que em AE era 150~160 e nas nacionais de Beja para baixo era de 130~150. Já para não falar que na Via do Infante eu ia a 170 e não ia a ultrapassar ninguém, ia sempre a ser ultrapassado... E voces sabem bem o que é ir descansado e ser ultrapassado constantemente... São razias, são surpresas, são turbulencias/vento que se apanha, tudo coisas que nos incomodam e prejudicam o equilíbrio...

Todo este paleio para defender a ideia do nunomsp de que uma 1000 nem sempre se justifica pela maior potência, mas sim pelo menor esforço para a mesma coisa.

Para o meu percurso do dia-a-dia uma 1000 não se justifica.. aliás, seria ridículo neste momento, porque nem 10km faço para cada lado. Mas naquela viagem, uma 1000 ou até a XJ900 (para manter parecido com o que tenho) teria sido muito melhor

P.S. Para baixo gastei 800ml de óelo. Para cima não cheguei a gastar nada... a mota avariou-se entre Beja e Évora lol . O regulador de tensão rebentou-me com a bateria e a mota parou lol

XJ 600 Diversion Owner!
Responder
#22

(16-08-2016 às 11:25)MrOverclock Escreveu:  Para baixo gastei 800ml de óelo.

what

Estou a ver que as XJ600 têm sérias questões de personalidade.... umas acham que são triples.... outras devem pensar que são dois tempos! bigsmile
Se fosses de DTR, não gastavas tanto óleo. lol

P.S. - Conheci um individuo que de Évora para Faro, numa YZF750R, atestou o cárter antes de sair. Em Faro, já estava abaixo do nível mínimo. redeye

[Imagem: QKmafvp.png]
Responder
#23

(16-08-2016 às 11:31)carlos-kb Escreveu:  
(16-08-2016 às 11:25)MrOverclock Escreveu:  Para baixo gastei 800ml de óelo.

what

Estou  a ver que as XJ600 têm sérias questões de personalidade.... umas acham que são triples.... outras devem pensar que são dois tempos!   bigsmile
Se fosses de DTR, não gastavas tanto óleo.  lol

P.S. - Conheci um individuo que de Évora para Faro, numa YZF750R, atestou o cárter antes de sair. Em Faro, já estava abaixo do nível mínimo.  redeye

Tem vantagens.  Assim não precisa de fazer mudança de óleo.
Vai renovando continuamente. smile

Boas curvas! 
Responder
#24

(16-08-2016 às 11:49)nunomsp Escreveu:  Tem vantagens.  Assim não precisa de fazer mudança de óleo.
Vai renovando continuamente. smile

lol

Por acaso é isso que eu costumo dizer do carro da minha mulher (motor Fiat) blink .

Aquela porra mama óleo como se não houvesse amanhã.... entre revisões (de 15k em 15k), é capaz de levar uns 3 litros só em acertos de nível. Pelo que as mudas nas revisões eram quase escusadas! lol

[Imagem: QKmafvp.png]
Responder
#25

3 Litros em 15k?!?!... isso realmente não é normal....

A Astra gasta cerca de 500ml em 10k e já acho que é demais... dizem os entendidos que é devido ao GPL...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#26

(16-08-2016 às 10:49)carlos-kb Escreveu:  
(16-08-2016 às 02:19)Fz1000 Escreveu:  A minha próxima é sem dúvida uma 1000, e desportiva, because i can.

Não é muito difícil ter-se uma 1000 desportiva!!!! Por pouco mais de 1000 euros já se encontram por aí no mercado de usados umas quantas.  lol   devil

Não fiz qualquer citação a preços, because i can é um termo bastante amplo.
Responder
#27

Uma pessoa passa de uma 600 para uma 1000 porque quer outra coisa. Tem mais binário, funciona num leque maior de rotações etc

Como se sabe não é para gastar menos e a maioria das vezes até se anda mais devagar pois não é preciso pensar tanto na rotação, a qualquer altura basta rodar o punho que ela vai ehehe lol

Aquilo que é mto comentado por cá é que de facto sempre se fez viagens de mota...uns de 50cc outros de 125cc, etc etc

Uma 600 é um excelente compromisso e se a posição de condução não criar problemas ( para pessoas como eu com 1,90m é menos engraçado LOL ) serve para mtos km's felizes.
Responder
#28

(16-08-2016 às 12:16)nelsonajm Escreveu:  3 Litros em 15k?!?!... isso realmente não é normal....

Se for motor Fiat, claro que é smile lol !
Claro que devo ter exagerado um pouco, mas que entre revisões vão pelo menos duas embalagens de 1 litro lá para dentro.... vão! Especialmente em voltinhas urbanas e muito pouca viagens como aquele carro faz.
Ainda assim, mesmo que sejam 2 lts em 15 mil, dá um consumo de 133 ml por cada 1000 kms.

O meu primeiro carro, se bem te lembras, foi um Uno i.e.S, e esse, sim, facilmente mamava uns 300 ml de óleo numa viagem de 600 kms (tanto que na bagageira andava sempre uma latinha de óleo). Curiosamente, tu sabes também de alguém que igualmente tinha um Uno (penso que o 45S), quando eu tinha o meu, e esse alguém também se queixava que o dito mamava óleo à fartazana (lembro-me de falar com ela, sobre isso).
O meu pai também teve um Fiat, era eu puto, e sempre o vi rectificar varias vezes os níveis de óleo, antes de viagens que fossemos fazer.

Ao que parece, mesmo nestes motores mais recentes, a apetência por óleo destes motores italianos mantém-se. E basta pesquisar um pouco para constatar isso.

[Imagem: QKmafvp.png]
Responder
#29

(16-08-2016 às 11:31)carlos-kb Escreveu:  
(16-08-2016 às 11:25)MrOverclock Escreveu:  Para baixo gastei 800ml de óelo.

what

Estou  a ver que as XJ600 têm sérias questões de personalidade.... umas acham que são triples.... outras devem pensar que são dois tempos!   bigsmile
Se fosses de DTR, não gastavas tanto óleo.  lol

P.S. - Conheci um individuo que de Évora para Faro, numa YZF750R, atestou o cárter antes de sair. Em Faro, já estava abaixo do nível mínimo.  redeye

Eu cheguei a Monte Gordo e acendeu a luz do óleo. Meti uns 200 ml e apagou (não olhei para o nível porque nesta mota não é uma tarefa simples sem o descanso central). No dia seguinte, com o óleo frio a luz estava acesa novamente. Meti mais um bocado. Comecei a andar e ainda não tinha feito 1 km já estava a acender outra vez. Meti, meti, meti e comecei a olhar para a janelinha onde se vê o nível do óleo e nada de ver lá óleo lol . Quando consegui meter óleo ao nível lá já tinha despejado 800ml lá para dentro lol
A mim sempre me disseram que as Yamaha deste tempo são todas assim, tanto aqui no forum como na oficina, não percebo o vosso espanto bigsmile Mas o que é certo é que se eu fizer 600km em cidade (normalmente a baixo das 4.000rpm) não meto nem uma gota de óleo, mas nestes 500 e tal km meti 800ml porque fui sempre a alta rotação.

O mecânico a mim farta-se de me dizer: "Uma R1 vai ao Algarve e tem de meter 1L de óleo" lol

XJ 600 Diversion Owner!
Responder
#30

O meu carro é um Fiat (Bravo Diesel) e nunca precisei de lhe por uma gota de óleo entre revisões. As revisões são de 35 em 35 mil (embora nunca tenha feito tantos entre revisões). Dependerá muito da condução que se faz, mas em condições normais hoje em dia não costuma ser um problema.

A Fazer também diziam que gastava e comigo igual, nunca bebeu óleo.

A minha máquina (e ex):
KTM 1290 SuperAdventure S
KTM 1290 Super Duke GT
Kawasaki Versys 1000
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)