Quedas&Quedas
#1

Ora bem, isto é uma chamada de ajuda para os que já cairam em relação aos que ainda não cairam.

Ontem saí ao monte para fazer uns barrancos con Artax. Resultado?
Quatro quedas.
Isto fez a minha namorada fazer uma inspecção à procura de um osso partido e encontrou!
Encontrou um osso duro de roer.
Adiante.cool
No meu historial tenho 6 acidentes e um número sem conta de quedas. Já fiquei sem a frente, sem a traseira, já me baldei em cavalo e em egua, em curva, piso molhado e seco, na lama e na areia, por uma ribanceira abaixo seja em sentido ascendente ou descendente.
Cair afecta sempre a moral, perdemos confiança nas nossas capacidades e custa a assimilar a lição que devemos sempre aprender.
Agora há quedas e quedas.
Quais são as quedas que mais dano fazem!?
Qual é o melhor processo mental que ajuda a recuperar a confiança?

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#2

Quando tive o acidente...o melhor que fiz foi comprar uma mota, melhor, mais potente, no caso a R1 e no dia que a comprei passei quatro vezes no sítio do acidente.
Responder
#3

Epa.... não te posso ajudar!

Em quase 25 anos em 2 rodas, sustos foram muitos.... mas quedas em andamento, apenas uma, logo no início e ainda de 50cc (saída em curva, com escorregamento da roda da frente na banda pintada de uma passadeira, apenas com mazelas materiais na mota... eu fui para um lado e a mota foi-se enfiar debaixo de uma carrinha que vinha em sentido contrário).... mas já passou tanto tempo, que já nem me lembro bem como foi lol !

Mas continuo sempre a ter uma boa dose de "factor cagaço" (lembras-te da conversa na RIM?).... e prefiro apenas usar 80% do meu espectro de k.d.u.! Até à data, a coisa tem-me saído bem....

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#4

Eu felizmente nunca cai de moto....

Ah, espera, cai, cai... e já parti um pulso.... e um dedo.... e um traumatismo craniano com "coma"... e um luxação de ligamentos num pé.... 10 pontos... 4 joelho, 3 anca, 3 ombro.... e outros que não deixaram marca!!!

Mas faz parte!!!

As minhas canelas estão bonitas também... mas isso ainda dos tempos das bicicletas!! thumbsup

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#5

Eu tive uma fase da minha vida em que adorava procurar os meus limites.
E às vezes encontrava-os!

Depois aprendi que o único sitio onde os podia encontrar e olhar para eles (os limites) olhos nos olhos era a pista.

Motivado pelo factor económico, a melhor maneira que encontrei de fazer as pazes comigo mesmo depois de uma queda, era reparando a moto com as minhas próprias mãos.
Parece algo sádico e ao mesmo tempo masoquista, mas o que é certo é que essas experiências me ensinaram muito do que sei hoje.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#6

Eu acho que não há grande coisa a fazer, e vai sempre depender da força psicológica da pessoa. Conheço pessoas que após o primeiro acidente de carro nunca mais andaram de carro na vida, depois há pessoas como o ROD que tiveram um acidente grave e quando recuperaram compraram algo ainda mais potente.

Se uma pessoa é fraca psicologicamente (e há por aí muito terapeuta mais indicado que qualquer um de nós) de pouco vai adiantar qualquer sugestão que aqui se faça. A única queda que tive foi a 40Km/h, numa curva aberta, que passava muitas vezes por semana sem qualquer problema, mas que naquele dia de chuva algum óleo na estrada achou por bem mandar-me ao chão. A partir daí já tive muitos sustos, ainda no outro dia a roda de trás fugiu-me numa passadeira que ainda agora não sei como não caí, mas juro que vi o chão mais perto que qualquer outra vez, mas tive a sorte da roda ter agarrado à estrada no momento certo.

A única sugestão que posso fazer é: Não se agarrem demasiado à mota. Tentem evitar o acidente/queda, mas não passem o ponto de não retorno em vão, com a moto. Se virem uma saída, larguem a moto. É preferível um lowside a um highside. Para a recuperação pós-acidente cada um vai ter um método diferente e acho que cada um é que deve achar o seu próprio método.
Responder
#7

Highside= saída por orelhas

São as que mais doem seja fisica, seja mentalmente.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#8

Ja tive pequenas quedas no passado, mas uma que me traumatizou, fui com uma ninja 250,
atropelar um cachorro na estrada, estava a uns 100km e ja esperava a queda, a vista escureceu,
so ouvi as batidas do animal na carenagem da moto, e quando voltei a mim, ainda estava rodando,
alguns estragos na carenagem, e pé da marcha torto, mas deu para rodar....
Depois disso fiquei longo tempo rodando em estradas, achando que sempre ia sair um bicho cruzando 
a estrada, realmente complicado atropelar animais....

Poderia estar num hotel em Dubai, num barquinho no Caribe,
mas eu prefiro estar aqui, andando de motos com vocês !  bigsmile
Responder
#9

(15-06-2016 às 16:21)FabioBrasil Escreveu:  Ja tive pequenas quedas no passado, mas uma que me traumatizou, fui com uma ninja 250,
atropelar um cachorro na estrada, estava a uns 100km e ja esperava a queda, a vista escureceu,
so ouvi as batidas do animal na carenagem da moto, e quando voltei a mim, ainda estava rodando,
alguns estragos na carenagem, e pé da marcha torto, mas deu para rodar....
Depois disso fiquei longo tempo rodando em estradas, achando que sempre ia sair um bicho cruzando 
a estrada, realmente complicado atropelar animais....

Eu atropelei um cão com a 250 de meu pai.
Cai e matei o cão.
Numa das saídas ao monte com a Dulcinea (XR125) fui atropelado por um Javali,  desci um barranco de uns 10m de profundidade embrulhado com a mota.
Mas a mais engraçada de todas foi uma vez, de madrugada,  de regresso da farra, atravessou-se um gato negro à minha frente.
Senti as rodas da CB500 passar por cima do animal deixando-o estendido no asfalto.
Como nunca gostei de matar animais e para evitar que voltasse a ser pisado por outros veiculos, dou a volta com a intenção de deixar o cadaver do gato na berma da estrada.
Aí,  no preciso momento em que o vou agarrar o gato dá um salto, e do susto põe-se a correr estrada fora.
Nunca mais o vi! lol
Costuma-se dizer que os gatos tem 7 vidas, mas acho que aquele já só ficou com 6 para gastar. lol

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#10

(15-06-2016 às 16:37)LoneRider Escreveu:  ...
Mas a mais engraçada de todas foi uma vez, de madrugada,  de regresso da farra, atravessou-se um gato negro à minha frente.
Senti as rodas da CB500 passar por cima do animal deixando-o estendido no asfalto.
Como nunca gostei de matar animais e para evitar que voltasse a ser pisado por outros veiculos, dou a volta com a intenção de deixar o cadaver do gato na berma da estrada.
Aí,  no preciso momento em que o vou agarrar o gato dá um salto, e do susto põe-se a correr estrada fora.
Nunca mais o vi! lol
Costuma-se dizer que os gatos tem 7 vidas, mas acho que aquele já só ficou com 6 para gastar. lol

Estou quase a chorar de tanto rir! Devias ter filmado! bigsmile bigsmile bigsmile

Boas curvas! 
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)