Quanto pagam de seguro?
#21

Pago 110€ para passar o ano praticamente na garagem... pervert
Responder
#22

Comecei a pagar 170 ou 180€ em 2015 (sem qualquer histórico) quando comprei a FZ6. Agora, 6 anos depois, estou a pagar precisamente 80,68€.
Responder
#23

Boas meus amigos,

Tenho uma dúvida que espero vocês me ajudem. Desde já peço desculpa pela questão mas sou novo nestas andanças das motos por isso vou perguntar. Eu já tenho carta de carro (B) à mais de 20 anos, e tirei recentemente a categoria (A). A questão é a seguinte esses 20 anos de carta influenciam no preço do seguro para a mota ou só conta mesmo a data da emissão da categoria (A). 

Boas curvas.
Responder
#24

Há quem diga que isso é igual ao litro. Pessoalmente, como já me "escaldei" algumas vezes com seguradoras a fugir com o rabo à seringa, tenho uma opinião mais conservadora.

Teoricamente, quando o proponente é questionado sobre a data da carta de condução, a mesma deve referir-se à categoria do veículo a segurar. Ou seja, ao fazer um seguro para um motociclo, não fará muito sentido indicar a data de obtenção da carta de condução para a categoria de ligeiros. Se for contratualizada a apólice, no pior caso possível e em caso de acidente, a seguradora pode decidir anular a apólice por considerar que os dados prestados na celebração do contrato foram falsos.

Por outro lado, isto é só parvo, quando tens seguradoras (ou mediadores) que fazem seguros de motociclos em nome de pessoas que nem carta de motociclo têm (ex.: os filhos que colocam a mota e respetivo seguro em nome do pai). E aqui os mediadores podem ter um papel essencial, quer na celebração do contrato, quer na forma como as coisas correm em caso de acidente.
Responder
#25

Feito hoje para a minha nova montada, com danos próprios (20% franquia) 320€.
Responder
#26

(27-05-2021 às 15:29)marco.clara Escreveu:  Há quem diga que isso é igual ao litro. Pessoalmente, como já me "escaldei" algumas vezes com seguradoras a fugir com o rabo à seringa, tenho uma opinião mais conservadora.

Teoricamente, quando o proponente é questionado sobre a data da carta de condução, a mesma deve referir-se à categoria do veículo a segurar. Ou seja, ao fazer um seguro para um motociclo, não fará muito sentido indicar a data de obtenção da carta de condução para a categoria de ligeiros. Se for contratualizada a apólice, no pior caso possível e em caso de acidente, a seguradora pode decidir anular a apólice por considerar que os dados prestados na celebração do contrato foram falsos.

Por outro lado, isto é só parvo, quando tens seguradoras (ou mediadores) que fazem seguros de motociclos em nome de pessoas que nem carta de motociclo têm (ex.: os filhos que colocam a mota e respetivo seguro em nome do pai). E aqui os mediadores podem ter um papel essencial, quer na celebração do contrato, quer na forma como as coisas correm em caso de acidente.

Por causa de uma situação destas (o puto ter o carro e seguro em meu nome), andei a penar 5 anos sem ter bonificações por ter 1 sinistro agregado ao meu numero de contribuinte. Já mudei tudo para ele começar a ter histórico e ganhar também bonificações (ou não).
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)